segunda-feira, 9 de novembro de 2020

TENTE OUTRA VEZ.

    

     Você precisa parar de me seguir porque meu marido já anda desconfiado e se ele me perguntar por que fico nervosa quando preciso ir à rua eu acabo falando e se eu o conheço bem ele não vai quebrar sua cara, mas vai denunciá-lo à polícia. Ah, isso eu sei que ele vai. Já ouviu falar em assédio? Então, cara. Para com isso.  Não estrague sua vida em troca de um caso que você sabe que não vai rolar. Não vou me tornar alvo para os  vizinhos ficarem me apontando e o meu marido, coitado,  não merece que eu faça uma sacanagem dessas com ele.  Está certo que o seu coração não tem nada com isso e talvez nem saiba o que esteja fazendo, mas sua cabeça sabe e não vai dar esse mole.  Eu até vou lhe dar dar um conselho e só o faço porque gosto muito da sua mãe.  –  Por que você não procura alguém da sua idade, alguém com a sua cultura, bonita e que o ame como você diz me amar? Não deve ser tão difícil assim até porque não sou tão maravilhosa assim, como diz.  Eu, além de ter idade pra ser sua mãe, sou casada com uma pessoa muito, mas muito ciumenta mesmo.  Agora, se você acha que consegue calar essa boca quando me vir na janela,  não fazer gracinha quando passar por mim eu já me dou por feliz, mas, se insistir nessa coisa eu acabo pedindo ao meu marido pra gente mudar desse bairro. Aliás, já fiz isso, mas no momento não dá.  A multa da rescisão do contrato está fora do nosso alcance.   Seria bom porque você, livre de mim, arranjaria uma namorada, casaria com ela, teria seus filhos e me deixaria em paz.  Talvez seja difícil esquecer alguém que me diz ter um amor tão grande, mas vou arriscar.  Vou arriscar, mas também vou dizer que se eu não fosse casada teria um imenso prazer em sair com você e nem me importaria pra onde você me levasse, mas infelizmente...
 Qualquer mulher gostaria de poder acordar com um cara grandão, atlético, inteligente e bonito como você ao lado dela.  
Eu gostaria, mas não posso, a não ser que façamos o seguinte, vê se você concorda; a gente sai uma vez, mas só uma ou nada feito.  Vamos para um lugar onde ninguém nos conheça,  bebemos qualquer coisa, conversamos um pouco e se tiver clima a gente dança, porque eu gosto de dançar.  Só tem um problema: nunca mais você me procure, nem pra me dar dinheiro, entendeu? 
Então tá combinado.  Amanhã meu marido vai trabalhar um pouco mais tarde.  Meia hora depois eu desço, te pego na garagem e aí a gente decide onde passar o resto do dia.

44 comentários:

  1. Bom dia meu querido Silvio,

    Como eu gosto de ler suas ousadas abordagens, acabou que a mulher cedeu, fez aquele charminho e depois se entregou de bandeja. Você é o cara querido poetamigo. Adorei a narrativa, sempre bem humorado e criativo.
    Boa semana.]Adoro vc e seus escritos.
    Bjs no coração.

    ResponderExcluir
  2. E no meio da tarde, você faz uma proposta para ela:
    -" Vou por só a cabecinha... ou nada feito!!!"
    kkkkkkk!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Será que é apenas uma vez?
    Interessante.
    Obrigada pela visita
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderExcluir
  4. Palhaço Poeta,
    Adoro acordos!
    Eles tendem a darem
    certo quando
    observados.
    Bjins de boa semana
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir
  5. Un gusto descubrir tu espacio.
    Gracias por tu visita.
    Saludos.

    ResponderExcluir
  6. Olá Silvio!
    Curti o texto. Acabou que ela não resistiu e cedeu. xD

    Beijo.
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  7. Afinal ela gostava do atrevimento dele... Você é "danadinho de imaginação", meu Amigo Sílvio...
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  8. Parecia que não teria sorte, mas afinal o narrador tinha reverteu a perspetiva do leitor . Sempre o teu estilo observador e perspicaz!
    Beijinho, Silvio

    ResponderExcluir
  9. Acordos da boca para fora, geralmente são só charme para apimentar a situação no fundo (talvez no raso mesmo) desejada. Humanos.
    Adorei, Silvio!
    Abração, boa semana!

    ResponderExcluir
  10. Parece que a insistência deu certo, né? Gosto muito do seu estilo, amigo; você é um mestre na crônica! Meu abraço, boa semana.

    ResponderExcluir
  11. Olá, Silvio!

    Tanta firmeza e no fim...!!! A Senhora é muito fraquinha!
    Não contava com este desfecho, achei delirante! 😂

    Votos de uma boa semana!
    Liliana
    Ideias Recicladas e... não só!

    ResponderExcluir
  12. Nice piece of writing!
    She advises him not to follow her, warns him of her jealous husband, and yet in the end accepts to meet him; perhaps for more than once...

    ResponderExcluir
  13. Oi, Sílvio....sabe que daria um bom fado (rs)!
    Um abraço

    ResponderExcluir
  14. Olá meu amigo Silvio.
    Muitos engraçados esses textos que contam um pedacinho do cotidiano. Kkkkkk
    Como sempre escreves muito bem.
    Abraço❤❤

    ResponderExcluir
  15. dizem que as mulheres gostam dos homens ousados e insistentes..acho que o mestre está mostrando que isso é verdade.. abração...

    ResponderExcluir
  16. Um assédio previamente combinado :))))

    ResponderExcluir
  17. Solo una vez, y con un joven de edad mejor, si todo resulta satisfactorio volverán a repetir la cita. Saludos amigo Poeta.

    ResponderExcluir
  18. Hola Silvio, he seguido tu huella en mi blog. Acá me quedo. Será un gusto leerte. Un abrazo desde Chile.

    ResponderExcluir
  19. Só uma vez, hem. Lembrou-me aquela anedota dum marido que era muito desconfiado, e para saber se a mulher o traía foi pedir ajuda a um amigo. Depois de escutar o marido ele foi para casa, e disse à mulher que se ia deitar porque estava com uma dor danada na cabeça.
    Já na cama ele colou dois tocos de vela na testa e começou a gemer tão alto que a mulher foi ver o que se passava:
    -Ó homem que dor é essa? Não é melhor chamar o médico.
    -Ai, mulher estou desgraçado. A vergonha nunca mais me vai deixar sair de casa. Olha o que me nasceu na testa, mulher.
    Ela olhou e juntando as mãos disse:
    -Ó homem, Nosso Senhor sempre é muito vingativo. Por uma vez, só uma vezinha, escusava de to dar a saber.
    Abraço e saúde

    ResponderExcluir
  20. Todo o assédio deve ser denunciado. Beijinho

    ResponderExcluir
  21. Boa noite, Sílvio, mas que danada ela,hein?dando uma de santinha.
    Que criatividade chamativa esta sua escrita, a gente vai lendo e já fazendo um final totalmente diferente, aí tudo acontece diferente. Muito bom ler aqui, seu estilo nos deixa curiosos. Tenha uma boa noite!

    ResponderExcluir
  22. Silvio, você é ótimo em escrever contos. Pensei que que o "não" iria até o fim e me enganei kkkkkk. Que coisa, hem!! mesmo tendo marido ciumento! Vixe!!!

    ResponderExcluir
  23. Lo que se hace una vez, se hace dos veces. Interesante relato.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  24. AHAH
    por esta eu nãoesperava.
    mas, que safada!
    gostei de ler
    beijinhos
    obrigada pela visita
    :)

    ResponderExcluir
  25. Palhaço Poeta,
    Vim aqui agradecer a força
    que deixou lá na
    Taís. Você é um amigo
    sem comparação.
    Bjins de boa noite de quarta-feira
    e de feliz quinta-feira.
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir
  26. Hola Silvio dicen que en la vida hay que probar todo; pero no se si se aplica en este caso jaja. Es un peligro este encuentro; porque si llega a gustar lo haran siempre.
    Muy buena historia.
    Besos Silvio!!

    ResponderExcluir
  27. Gracias por tus comentarios y tu visita y bueno la mujer fue atrevida y quiso vivir la vida aunque solamente sea por una vez lo dudo seguramente siguió más veces venga un beso y feliz tarde

    ResponderExcluir
  28. Ola Silvio.
    Bem escrito e divertido.
    Ela cedeu...
    Beijos

    ResponderExcluir
  29. Silvio, pase por tu blog y me
    agrado mucho disfrutarlo, si me
    lo permites te seguiré.

    Besitos dulces
    Siby

    ResponderExcluir
  30. Oi Silvio! Me parece um conto da vida real...ela reclama, depois cede...Gostei de ler!

    ResponderExcluir
  31. Nem sempre as mulheres resistem ao assédio...
    Mulher séria só sai uma vez...? rsrsr...
    Um texto divertido e interessante. Gostei muito.
    Bom fim de semana, caro Sílvio.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  32. O velho ditado diz: água mole em pedra dura; tanto bate até que fura. Mas nesse caso, além da insistência, há a espera para a hora certa e mulher sempre sabe quando pontuar em favor próprio.

    ResponderExcluir
  33. I am following your blog please visit my blog and click advertisement on my blog

    ResponderExcluir
  34. Hola Silvio, gracias por pasarte por mi blog y quedarte. Yo también me quedo por el tuyo para leer tus excelentes escritos.

    Un saludo desde Plegarias en la Noche.

    ResponderExcluir
  35. Hehe

    Não, não, não, ok sim! Muito bom.

    Bom fim-de-semana!
    Vanessa casais

    ResponderExcluir
  36. Ei Silvio! Essa mulher é dificilmente fácil ! Um paradoxo bem real no mundo de hoje... Essas tentações podem derrubar muralhas ! Grande abraço , amigo. SE cuide!

    ResponderExcluir
  37. Pois é...perderam-se pelas ruas a honestidade e a limpidez da consciência.

    Beijo

    ResponderExcluir
  38. dsde luego es interesante el relato, volverá a caer?

    ResponderExcluir
  39. Hola Silvio, el final como que no me gustó, el acoso es una lacra.
    Un placer leerte.
    Un abrazo y feliz día

    ResponderExcluir
  40. Sílvio não sei quem sai mais provocador, se o o inventor da crónica, se o dito cujo do seu "herói"!
    hahahaha
    tentando inventar um final para a senhora se sair dessa
    sem grande desfeita, mas o enredo ficou tão perfeito que não há volta a dar!

    ResponderExcluir

POR FAVOR, SE PUDER, NÃO SAIA DE CASA.
(silvioafonso))


.