sábado, 9 de novembro de 2019

ANJO CONCILIADOR.

   
    Eu sei que pela vontade da senhora eu sumia da sua frente, mas quem garante que não foi Deus quem me mandou dar o ombro para senhora chorar? Foi por achar que posso secar seu pranto que me ofereço pra seu escravo, pra seu capacho e o que mais quiser eu me torno.  Muitos rechaçam a felicidade antes de conhecê-la, mas para a senhora não somar nessa fila vou apresentá-la à sua enquanto é tempo. Por isso não vire às costas pro seu marido por não achar graça na cama com ele, mas lute para achar a sua seja com quem for.  Não peço para deixá-lo, mas peço que lute por isso e como sei que qualquer coisa que se deseja é possível, por que não arregaçar as mangas e começar? Portanto levante-se e lute!  Lute porque a luz pertence a quem ultrapassa a sombra.  Depois tudo é mais fácil e bonito; o viço da pele, o brilho nos olhos e o riso ofuscando a inveja.  Nós sabemos que seu marido se casou muito bem, mas também pudera! Escolher entre tantas que passaram por suas mãos é mole.  Duro é a senhora comer pão com mortadela por ter se deitado somente com ele. Só às audaciosas o filé com fritas é servido.  A senhora é u'a mulher muito interessante, tipo assim, aquela que qualquer homem quer ter ao seu lado, mas, infelizmente seu companheiro não pensa desse jeito ou não a privaria do que merece e precisa, e antes que me pergunte o que eu acho que a senhora precisa eu lhe diria; de um orgasmo...  Não estou falando em gozo, tipo aqueles que se consegue sozinho embaixo das cobertas, mas de um orgasmo  de responsa.  Daqueles em que se perde o fôlego e pensa que vai morrer. A senhora jamais teve um desses, mas seu marido teve e muitos. Cabe a senhora se contentar com o que ele lhe dá, pois foi assim que seus pais a educaram. Dê uma chance a si mesma, eu volto a pedir  – e seja feliz  – porque a felicidade não brota no quintal da gente e não será de braços cruzados ou acreditando que migalha é banquete que se vai a lugar algum a não ser pagando pra isso. Trocar a curiosidade pela certeza e o medo pelo prazer é a melhor coisa a fazer no momento e para mostrar que nada vai interferir na relação de vocês eu proponho que nos encontremos numa cidade distante onde possamos conversar despreocupados e até relaxar e rir, se der vontade, de tudo pelo qual passamos. Antecipadamente eu garanto,  não  um momento de loucura e prazer, mas uma vida inteira de cores, música e poesia, porque o amor não é exclusividade do quarto, mas algo que se dá em todos os cômodos da vida.

38 comentários:

  1. Forte conselho a quem pensa, no fundo, em romper as amarras da vida conjugal!
    Boa leitura!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ninguém pensa nas consequências
      antes de sentir o gosto da fruta,
      e até posso dizer que a roubada no
      quintal do vizinho é muito melhor.
      Isso é o que dizem o brilho dos olhos
      e o riso debochado de poucos(?).
      Um abraço, meu amigo e obrigado.

      Excluir
  2. Deus vai ajudar-te sempre :)

    Beijinho no coração
    danielasilva-oficial.blogspot.pt

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem ele eu já estava chegando lá,
      mas com ele ninguém me segura.
      Beijos, Daniela e obrigado pela
      força.

      Excluir
  3. Bom dia:- Gostei de ler
    .
    Votos de um feliz fim de semana.

    ResponderExcluir
  4. Palhaço Poeta,
    Adorei o texto redigido com
    a mesma excelência, ousadia
    e humor de sempre.
    Mas o "pão com mortadela";
    arrasou!
    Bjins e Abraço de fim de semana
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir
  5. E saber que de uma ficção um monte de verdades afloradas amigo.
    Há quem vive do pão com mortadela e jura que é feliz, e os que vivem de filé mignon e juram que não são felizes. Eterna vida conjugal com todas as sua variantes. Uma bela trama de convencimento a fugir das mordaças psicológicas com a arte sempre interessante e irreverente do Palhaço poeta.
    Abraços amigo e bom domingo de feliz semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Toninho, seu sumido.
      Que bom vê-lo de volta
      a casa que nunca deixou
      de ser do amigo.
      Um abraço.

      Excluir
  6. Respostas
    1. Obrigado pela presença, meu amigo.
      O domingo será melhor com seus votos.
      Um abraço.

      Excluir
  7. A última frase é uma verdade.
    Está com ar zangado na foto...
    Bom domingo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanto maior a pessoa, maiores
      são seus defeitos e eu, modéstia
      à parte, sou de boa estatura.
      Beijos e obrigado pelo carinho da
      sua visita.

      Excluir
  8. Olá, gostei muito de seu texto,um tema que dá pano para as mangas.
    Relações não possuem manual e seres humanos a complicam, ainda mais quando romantizam e a vida a dois é realmente vivida em todos os cômodos e fora dela. Então, bom senso e razão ajudam em fazer escolhas para a vida.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dalva, tem gente, como o narrador
      dessa história, que só quer ajudar,
      principalmente se a mulher for bonita e
      cheias de curva como essa.
      Beijos e obrigado pelo carinho.

      Excluir
  9. Um texto magnífico, caro amigo, cheio de verdades.

    Beijinhos e boa semana.

    Proseando num dia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou com medo de acreditar
      no que disse, Cléo, mas se
      for verdade...
      Beijos e obrigado pelo afago.

      Excluir
  10. Essa foto é expressivamente bonita.
    E o texto é delicioso de ler. Mas menina que sou pergunto:
    Qual o problema de s e gostar também dopão com mortadela?
    Cardápio variado é bom, incluindo o pão com ovo ou o arroz e feijão
    com uma boa cachaça e uma cerveja. Mas nada contra o salmon e um bom espumante seco ou demi seco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanto a foto, obrigado, mas
      quanto ao pão com mortadela, que
      eu adoro, não passa de imagem
      de linguagem usada pelos contadores
      de história, assim como falei do
      bife com fritas.
      De qualquer maneira obrigado pelo
      carinho.
      Um beijo.

      Excluir
  11. Um texto brilhante...Adorei de verdade:))

    Hoje-:-Somos a base que nos eleva, somos emoção

    Bjos
    Votos de uma óptima noite.

    ResponderExcluir
  12. Um texto escrito com inteligência, singularidade e muita naturalidade, como é seu apanágio.

    As mulheres bonitas e com curvas, como você refere, por vezes, não são as mais felizes, mas são as mais desejadas, eu sei. As menos bonitas e sem serem tipo pera, têm provavelmente uma autoestima mais elevada e sabem distinguir pão com mortadela do filé com fritas, que dão às audaciosas, metáforas muito bem utilizadas por você.

    Audácia não significa inteligência, nem bem estar, mas sim atrevimento, desaforo.

    Seu texto é um excelente conselho, mas nem sempre é fácil aceitar o mesmo. De qualquer jeito, você, o escritor, está sempre pronto pra ajudar toda a gente, e mulher muito mais. Entendo! Espero que na sua vida sentimental, corra tudo muito bem e que sua parceira coma, várias vezes, o melhor dos manjares, que tenha orgasmos a valer e que não precise de conselheiros.

    Quanto à sua fotografia, me parece bem pensativo. Talvez, haja motivo para isso. Quem sabe!

    Boa semana. Tudo de bom, com filé de preferência (risos).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tenho vontade de apertar o pescoço
      de quem se esconde no anonimato, mas você...
      Bem, você abriu no meu peito uma vontade
      enorme de correr pros seus braços para
      sentir de perto o carinho que certamente
      você tem para dar.
      Obrigado pessoa querida, mesmo detestando,
      como parece que detesta, o seu próprio nome.
      Um beijo.

      Excluir
    2. Não cheguei a sentir essa sua vontade de me apertar o pescoço. Foi, apenas, um desabafo, tenho certeza. Valeu pelo resto das palavras que escreveu, aliás, você sabe agradar e bem seus comentaristas.

      Gosto do meu nome e do pseudónimo, que tenho no meu blogue, sim. Recorri ao anonimato, pois ele existe no seu blogue e há muito que não comentava textos seus. Tinha saudades, confesso.

      Agradeço e retribuo, tão sinceramente, quanto a imensidão do firmamento.

      Excluir
    3. Quando minha mãe me via triste soprava um fubá no
      causador da minha tristeza e tudo se resolvia. Hoje,
      como não sei quem me trata tão bem, eu acabo ficando
      triste, pra baixo. Pena que mamãe já não habita entre
      nós ou logo logo o riso voltava aos meus lábios.
      (beijos, sem nome)

      Excluir
    4. Olá!
      E o que é um fubá? No Nordeste do Brasil sei que tem outro significado, mas no contexto da sua resposta, confesso que não sei, mas deve ser coisa boa e meiga.

      Trato bem toda a gente, ou então, ignoro quem não me agrada. Sabe, sou de Portugal e não tenho o vosso jeitinho.

      Vamos lá sorrir, embora eu não tenha a idade de sua mãe!

      Os beijos não precisam de ter nome. Devem dar-se com sentimento sincero, isso sim!

      Excluir
    5. Assoprar um fubá, na língua
      do espiritismo, umbanda ou
      esse tipo de crença africana,
      quer dizer jogar uma praga,
      mandar um raio ou desejar
      algo contra alguém, entendeu?
      Minha mãe, por acaso, era mãe
      de santo nesse tipo de religião.
      Beijos sem qualquer tipo de farinha,
      pra você. (espero que seja mulher,
      não importando a crença, a cor da
      pele ou a idade que tenha. (rs)

      Excluir
  13. Procurar a felicidade é um dever!
    Aquele abraço, boa semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedro, eu acho que todos deveriam
      viver suas vidas como eu vivo a minha.
      Se fazem graça eu me mijo de rir, mas
      se o tempo fecha eu me abrigo pra não
      me molhar. Não vale à pena ficar reclamando
      porque juiz algum deixará de dar pênalti
      se a falta foi dentro da área. Portanto
      se mije ou se abrigue enquanto tudo é
      permitido.
      Um abraço e obrigado pela presença.

      Excluir
  14. Este seu jeito de chamar as coisas pelos nomes agrada-me. Quanta verdade neste seu texto… Gostei de o ler.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu blog fica mais claro e bonito
      com sua presença e eu, é claro,
      mais vaidoso. Muito obrigado Graça.
      Te amo.

      Excluir
  15. Um ombro amigo é sempre bem vindo.
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Graças a Deus eu tenho quando
      preciso e os meus para dar.
      Beijos amiga, beijos.

      Excluir
  16. Muito bela e motivadora sua reflexão! Há momentos em que ficar de braços cruzados só nos afunda! Levantar e seguir nossos próprios sonhos é a melhor escolha!


    Abraço poeta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por isso, Vanessa eu prometo
      mudar e não cumpro (risos).
      Beijos, querida e obrigado
      por comentar.

      Excluir
  17. Olá:- Haverá alguém que, na aflição, rejeite um ombro amigo?
    .
    POEMA ** Ardo em lume brando **
    .
    Desejando um dia feliz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De jeito nenhum, meu amigo.
      Um abraço e obrigado pelo
      carinho.

      Excluir


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.