quarta-feira, 21 de agosto de 2019

COM TODO GÁS.


      Eu sou muito acanhado, mas quando os hormônios bolinam a parte de baixo do meu umbigo eu não peço desculpas ou permissão para arredar as cadeiras, puxar a mesa prum canto e dar, na frente de qualquer um, o espetáculo que nem eu acredito que dou. E coisas assim não são impossíveis de acontecer principalmente com quem lida com gente.   Recentemente uma senhora ligou pra o depósito de gás do meu sobrinho pedindo urgência no atendimento e como eu estava fazendo as entregas pra ele não tinha como deixar a freguesa esperando. Acontece que a dona acabou se esquecendo de mim ou eu não teria mofado do lado de fora com aquele peso nas costas e o sol quente na testa como fiquei.
  – Entre por favor, e desculpe por  te fazer esperar – disse a mulher diante de um cara que mal se mexia com aquilo tudo abrigado num roupão branco e toalha nos cabelos.  Ela não tinha uma cara bonita, mas tinha corpo de passista de escola de samba ou melhor; ela era a própria escola de samba e a cada evolução o roupão me premiava com as pernas de sua dona. Quando cheguei à cozinha e ela se abaixou para abrir o armário, eis que um par de belas e apetitosas mamas me salta aos olhos e eu quase atrapalho o andamento da comissão de frente.  
– Desculpa, na correria vesti qualquer coisa só pra não te deixar esperando naquele calor.  Espere só mais um pouquinho que eu vou me trocar e já volto pra te pagar – disse sorrindo.  A freguesa foi para o quarto e como estava demorando mais do que o necessário eu menti que passava mais tarde pra receber. 
– Espera aí, não vai embora não.  É o zíper do vestido engasgou – disse com jeito de gozação.  Ouvindo tal desculpa eu me prontifiquei a ajudá-la, no que ela aceitou. 
– Meu pai do céu, o que era aquilo nu na minha frente, senhor?! Eu jamais tinha visto corpo mais bonito e sedutor que aquele. A minha educação até me puxava pra fora do quarto pelas orelhas, enquanto a minha libido queria me empurrar pra cima da cama com ela.  
– Que mãos grossa você tem, meu rapaz. Você é todo assim ou é a minha pele que é sedosa de mais?  Antes de terminar o que dizia o vestido pulou pro cabide enquanto ela, na ponta dos pés, enlaçava-me pelo pescoço.  
Até hoje meu sobrinho não fala comigo.

8 comentários:

  1. Azar o dele.. ele bem que poderia aprender como se faz para encantar uma "cliente"!
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pô, o cara já tem dinheiro.
      Deixa a mulher para os outros...

      Excluir
  2. Palhaço Poeta,
    Esse é o personagem mais
    educado e mais envergonhado
    que eu já passou por seus textos.
    Mas se ele saísse eu
    o empurraria de volta! rsrs
    A do rei!
    Bjins
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, comadre. Tudo bem
      por aí, nessa praia bonita?
      Beijos.

      Excluir
  3. Há momentos em que a educação tem que ceder!! :)))
    Aquele abraço

    ResponderExcluir


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.