sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

QUERER É PODER(?)

     Discorrendo sobre a imagem de copo meio cheio ou meio vazio talvez deixasse transparecer que faço parte de um grupo mal amado de pessimistas.  Só que não. De qualquer maneira os livros de autoajuda continuam dando corda aos sonhos das pessoas que acham que qualquer coisa que sonham se torna realidade, quando na verdade não.  Porém não comentam, mas deviam, sobre  os milhares de jovens que são instigados a  continuar correndo atrás de uma bola do raiar do dia ao cair da noite talvez sem saber que poucos ou quase ninguém desponta para o noticiário. O mesmo acontece com quem busca uma chance nos palcos da música, nos do teatro, do cinema e de outros tantos.  Como vemos, são um bando de garotos e garotas que ao invés de se frustrarem diante do sucesso de poucos se sentem fortalecidos enquanto correm na roda dos hamsters.   Eu sou a favor dos meios de comunicação, das escolas, dos pais e dos amigos,  continuarem incentivando seus jovens, mas quem cuidará do futuro dessa criançada que nada sabe da vida senão o que fazemos para que acreditem? Aí eu pergunto; não estaria na hora de criar uma rota de fuga, um plano bê ou quem sabe prepará-las à realidade do mundo?  Estudar, sempre. Engraxar sapatos, fazer pequenos serviços de entrega ou domésticos ajudam bastante, principalmente para quem não teve a sorte de ser bem nascido.  Nada melhor e mais honrado do que no final de um dia de trabalho poder contar as moedas recebidas em troca do que fez.  É nesse momento que a pessoa, sentindo-se útil, vê o horizonte com cores melhores. Ninguém precisa ir à faculdade ou ser alto funcionário para ser honrado. Basta que cumpra com o seu dever, respeite os mais experientes e entenda os desprovidos de inteligência.   Eu não faço parte do grupo que enxerga o lado negativo dos fatos, mas se o jovem não arregaçar as mangas, deixar a bola para os momentos de lazer e fizer qualquer coisa de útil mais cedo ou mais tarde descobrirá que existe mais sonho do que a possibilidade de dormir, e mais copo meio vazio do que copo meio cheio para matar-lhe a sede.

22 comentários:

  1. Onde é que eu assino?
    Aquele abraço, bfds

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O seu comentário, meu amigo,
      é o carimbo de aprovação que
      tanto me envaidece.
      Um abraço, obrigado e bom dia.



      .

      Excluir
  2. Caro Palhaço Poeta,
    Se Eu tivesse somente a imagem dessa postagem
    já teria uma conclusão e teria como comentar.
    Entretanto,
    Lendo o texto fiquei um tempo olhando para o vazio
    e pensando...
    Que seria ser "bem nascido"?
    Porque tanta informação não tem levado os
    garotos e garotas ao êxito em suas metas
    de forma "mais eficaz"?
    Quando li seu texto pela 1a vez, confesso:
    Eu tinha respostas; relendo mais duas vezes
    Eu tenho mais perguntas que respostas.
    Vou conversar mais com seu texto (ler e refletir)
    e voltarei com minha conclusão e comentarei.
    Combinados?
    Eu aprecio essa escrita que instiga o leitor.
    Bjins e Abraços
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Volte quantas vezes achar que
      deve. O prazer, como você sa-
      be, tem o tamanho da nossa a-
      mizade.

      Um beijo para você e um forte
      abraço para o marido(seu, é
      claro).

      .

      Excluir
    2. Pois então, voltei para concluir meu comentário:
      Ser "bem nascido" é ter por perto pessoas que se "importam"
      não somente com a comida e a veste, mas
      sim com afeto, com os sonhos e as possibilidades
      de realização.
      E seu texto nos conduz a muitas reflexões:
      Eu simples e comum "mulher poeta" sinto os jovens exatamente como seu texto diz: cheios de vontade, sem limites; e penso: Que será deles quando a 1a porta lhes for fechada. Pois as redes sociais e a vida virtual apontam somente para o sucesso. Seu texto é um alerta para a necessidade urgente do plano bê e/ou rota de fuga.
      Sabe Palhaço Poeta infelizmente as pessoas tendem a olhar somente na direção dos próprios umbigos/narizes que leva quase sempre ao radicalismo. Pais e Responsáveis se mostram felizes quando os filhos e filhas seguem as mesmas carreiras profissionais e percorrem quase mesmo caminho que eles, isso me preocupa, pois não é certeza
      de que serão bons profissionais ou pessoas realizadas.
      Penso que sua metáfora sobre copos meio cheios ou meio vazios é assim: gente meio contente, meio satisfeito com um "emprego" e "salário" ou algo assim.
      Eu prefiro a 2a imagem, que remete a seres realizados
      com eles mesmos. Quanto aos jovens, aos meninos e as meninas: façamos a nossa parte seja dando suporte
      ou expondo nossas preocupações em textos metafóricos ou não. A verdade é que "Eles" certamente ao tempo deles encontrarão seus caminhos e suas respostas. Enquanto nós manteremos nossa consciência tranquila.
      Pronto. Terminei.
      Bjins e amo sua forma de escrita caro Escritor Palhaço Poeta e amo o Amigo silvioafonso
      CatiahoAlc.

      Excluir
    3. Essa é a intenção da postagem amiga
      querida, até porque não foi concebida
      com o propósito de ferir alguém, mas
      colocar o dedo numa chaga que certamen-
      te, não só pode abrir como fazer doer.
      Parece até que você e o Pedro Coimbra
      assistiram a peça dos bastidores.

      Um beijo para você e obrigado de novo.
      Ah, outra coisa; o texto foi publicado
      às 2h (madrugada), portanto, antes do
      infeliz incêndio na gávea do meu time
      de coração.




      .

      Excluir
  3. Estou retornando para ler novamente, e tentar entender o texto ( se é que foi escrito para ser entendido).
    Me causou um pouco de mal estar. Talvez por ter associado o texto ao trágico incêndio que matou 10 pessoas, sendo 8 deles jovens jogadores de futebol do Flamengo.

    Tive a impressão que os jovens ( os mal nascidos) não tem direito de sonhar, que a eles está destinado engraxar sapatos e ou fazer pequenos trabalhos domésticos ou de entrega (office Boys, babás, arrumadeiras)???
    Quero muito, Silvioafonso, estar errada na minha interpretação... principalmente hoje, quando 8 jovens perderam a oportunidade de sonhar, sonhos grandiosos ou não .
    Enlutada eu desejo á você uma boa noite.
    Sandra

    ResponderExcluir
  4. Queridos leitores,

    convidamos-vos a ler o capítulo 7 do nosso conto escrito a várias mãos "Ecos de Mentes". Esta semana pela mão da Tixa Falchetto, interpretando Helena.


    https://contospartilhados.blogspot.com/2019/02/ecos-de-mentes-capitulo-7.html

    Sempre com o mesmo carinho por vós,
    saudações literárias!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Tamo junto", sempre.
      Beijos aos seus lei-
      tores e obrigado pe-
      la lembrança.


      .

      Excluir
  5. Meu amigo, que texto reflexivo! Concordo com o que diz. Já está sendo tempo de todos arregaçarem as mangas para alterar o rumo que o mudo leva…
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vais ganhar um beijo pelo
      comentário. Fico apreensivo,
      mas feliz pela tua chegada.

      Beijos e beijos, muitos.


      .

      Excluir
  6. Deixei passar esta postagem...
    Estou com o Pedro e, também, com os pareceres da Cátia.
    Vinha convidá-lo...
    Tenho no A Vivenciar música, poesia, café e bolo...
    Abraço poético...
    ~~~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com formação científica, ando aprendendo o a, b, c. da poesia...
      Gratíssima pelas palavras de apoio e incentivo...

      Excluir
    2. Faz muito bem, minha amiga.
      Quanto mais se busca saber,
      mais próximo da genialidade
      se fica.

      Uma beijoca.


      .

      Excluir
    3. Ajunta-te aos bons e serás
      um deles.
      Majo, um beijo.



      .

      Excluir
  7. O seu texto fez-me recordar um fabuloso poema de António Gedeão e que peço permissão para aqui deixar:

    "Pedra Filosofal

    Eles não sabem que o sonho
    é uma constante da vida
    tão concreta e definida
    como outra coisa qualquer,
    como esta pedra cinzenta
    em que me sento e descanso,
    como este ribeiro manso
    em serenos sobressaltos,
    como estes pinheiros altos
    que em verde e oiro se agitam,
    como estas aves que gritam
    em bebedeiras de azul.

    eles não sabem que o sonho
    é vinho, é espuma, é fermento,
    bichinho álacre e sedento,
    de focinho pontiagudo,
    que fossa através de tudo
    num perpétuo movimento.

    Eles não sabem que o sonho
    é tela, é cor, é pincel,
    base, fuste, capitel,
    arco em ogiva, vitral,
    pináculo de catedral,
    contraponto, sinfonia,
    máscara grega, magia,
    que é retorta de alquimista,
    mapa do mundo distante,
    rosa-dos-ventos, Infante,
    caravela quinhentista,
    que é cabo da Boa Esperança,
    ouro, canela, marfim,
    florete de espadachim,
    bastidor, passo de dança,
    Colombina e Arlequim,
    passarola voadora,
    pára-raios, locomotiva,
    barco de proa festiva,
    alto-forno, geradora,
    cisão do átomo, radar,
    ultra-som, televisão,
    desembarque em foguetão
    na superfície lunar.

    Eles não sabem, nem sonham,
    que o sonho comanda a vida,
    que sempre que um homem sonha
    o mundo pula e avança
    como bola colorida
    entre as mãos de uma criança.


    In Movimento Perpétuo, 1956"

    ... isto para dizer que se o trabalho dignifica o sonho pode comandar uma vida.

    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, meu Deus, se tudo fosse
      esse conto de fada que dizem
      os poetas...
      Menina Marota, meu bem. Um a-
      braço também e obrigado pelo
      dedo na minha cara. (quase o
      mordi)-risos.


      .

      Excluir
  8. O que dizer...Parabéns pelo texto!
    Estava passando para dar uma olhadinha,como uma observadora. Li alguns textos.
    Este,em especial, me fez querer comentar.
    Sonhos, são belos. Energia que nos transporta além das barreiras sociais e até mesmo física. Digo isto por ser paraplégica e ter visto meus sonhos mudarem em um piscar de olhos...porem,mesmo sendo uma romântica por natureza, sou pé no chao. Sou do tipo que acredita em seguir...sempre. Neste mundo em que as redes sociais estão sempre a competir com quem é mais ...sempre haverá o vazio no final. Ainda acredito que não é o tamanho do berro que fará mudar uma situação, seja ela qual for. Acredito em esforço e trabalho, mas também em oportunidades...que não são pra todos,infelizmente! Porem, acredito em fazer a diferença...a juventude de hoje perde muito...perde pelo respeito e pelo caráter que já estão se tornando uma raridade. Perde pela competição de qual música é mais vulgar...perde por qual aparelho eletrônico está mais na moda. Perde,por qual faculdade te oferece um diploma de incompetência e mesmo assim,te torna um "profissional".
    Mas nem todas as laranjas do cesto,estão podres...
    Os sonhos nos movem...o trabalho e o bom senso,nos torna independentes e nos ajuda a seguir...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ptz, finalmente mais um para falar
      com sabedoria sobre o que diz o texto.
      Um beijo, Yohana e muito obrigado.



      .

      Excluir


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.