quarta-feira, 27 de setembro de 2017

UM HOMEM DE TODAS AS RAÇAS

     Jemes Brown foi o grande mestre senão o pai do funk music de onde surgiram Elvis Presley e mais recentemente, Michael Jackson que fez uma festa ao passar por aqui. Com a morte de Brown o som music ficou órfão, mas ia se consolando com as apresentações de Charles Bradley que, como poucos, sabia incorporar o precursor da música negra americana com sua dança arrojada e seu canto rouco agressivo. Tudo já quase ia bem quando, para nossa felicidade e principalmente a minha, soubemos que o negão se apresentaria no Rock in Rio desse ano. Os dias iam passando, os shows acontecendo e Lady Gaga não dava as caras. Assim como o pai do ritmo que antes envolvia os mais pobre negros novaiorquinos e os brasileiros da periferia de todas as raças, eis que Charles Bradley também não chegou a tempo de se fazer conhecido do seu público brasileiro. Novamente a maldade da foice da morte nos ceifa o prazer que teríamos em vir o negão suado, de corpo sarado rodando nos calcanhares no alto do palco mundo como Tony Tornado em 1970 nos fez chorar e cantar com ele.
Agora é esperar caso a morte não nos pregue outra peça para rever Jemes Brown incorporado em outra pessoa, não importa de que cor e de qual nacionalidade ela seja, desde que nos faça dançar e esquecer das agruras da vida antes da morte.

4 comentários:

  1. Caro Palhaço Poeta
    a verdade é que estamos
    ficando cada vez mais
    pobres...
    O que nos cabe é torcer
    para que o referencial dos que
    nos deixam
    não se apague...
    Bjins
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem que tu queiras
      esvai-se a lembrança
      de quem te foi cara.

      Um beijo e até, por
      enquanto.


      .

      Excluir
  2. Seria justo que espíritos excepcionais não morressem jamais e, de certa forma, não morrem.
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assim tem sido com as
      pessoas que eu amo e
      acredito que com você
      também pelo que me diz.

      Um beijo e obrigado pela
      presença.


      .

      Excluir


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.