quarta-feira, 13 de setembro de 2017

SÓ O AMOR PARA EXPLICAR.

 
    Por isso ou por aquilo já vi gente trair no casamento, porém nunca pensei que alguém fosse capaz de ajuntar as tralhas, botar a família e o cachorro debaixo do braço e correr para junto de quem acha que ama só por pensar que tem por ela um amor tão puro que chegas às raias da inocência. Sim, porque só agora me dou conta de que esse tipo de amor é possível, mesmo já tendo largado tudo para atender o chamado de quem eu tanto gostava sendo que para a pessoa eu não passasse de um mero pagador de contas, principalmente dos almoços e dos chopes que bebíamos. Quando eu procurava por ela, nunca estava disponível, mas se fosse ela quem precisasse de mim lá estava eu abanando o meu rabo. 
O amor que eu sentia por essa pessoa, e acho que ainda sinto, era e é verdadeiro, sem cobrança, desinteressado, uma vez que dela eu só carecia da companhia para assuntos banais e como somos héteros e bem resolvidos com as nossas mulheres, sexo não tinha chance entre a gente.
 Hoje, algum tempo mais tarde, me vejo abraçando aqueles que largaram o conforto das casas, o aconchego dos amigos do bairro, a fidelidade da igreja dos domingos e vem, de mala e cuia, rever o amigo que calado sofria por sabê-los distantes. 
Amar é isso. É não se importar com idade, com o estado físico aparente e com o sexo que tenha a pessoa que o seu coração escolheu para amar, e quando esse amor é recíproco, aí a gente vira criança. Bate palminha, dá pulinho, corre para os braços da pessoa amada e beija-lhe a sua face ou, se você tiver a sorte que eu tenho, se deleita com a gargalhada que ensurdece a inveja e o preconceito, e aos íntimos, garante a sensação exata da felicidade.

4 comentários:

  1. Caro,
    Palhaço Poeta,
    li seu belo texto
    para o Ser da
    feliz gargalhada.
    Bjins pra vocês, ta!
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um bjo também para o moço
      que desde menino aprendeu
      a ri gostoso.

      .

      Excluir
  2. Amar a vida toda e virar criança... Gostei muito.
    Uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem vez que o amor nos faz ridículo
      ou quem sabe, este amor possa dar ao
      estado em que nos coloca, um nome especial?
      Um beijo, Graça e obrigado.

      .

      Excluir


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.