terça-feira, 18 de julho de 2017

POR QUE SE FOI?

   Chorou como choram os bebês no berço sentindo a falta da mãe. Chorou até se desidratar, como os monges na semana santa choram o sofrimento de Cristo. Chorou para não se esquecer que chorando lava-se a alma e tudo que não for puro existente nela. E foi assim o seu fim de semana como também os demais dias que se passaram. Certamente os inimigos se perguntariam se a tal choradeira seria consequência de um estado terminal dando motivos a tão sonhada festa em homenagem a sua morte, ou teriam de aturar por mais uns tempos esses sorrisos de felicidade e até quando já que a eles incomodava tanto? Mas ele, sinceramente, não pregaria uma peça dessa nos que o querem jazido em cova rasa, até porque, atingiria, de certo modo, os que tanto gosta e pretende mantê-los consigo por vários anos. De qualquer formam foram tristes os dias que passaram sem a presença dela. Com ela ele era uma pessoa, mas sem ela nem sabia no que tinha se tornado. Talvez nem humano ele se considerasse mais. E com este pensamento deixaria de se definhar como vinha acontecendo, já que ela, com certeza, era tudo que um ser poderia esperar de bom da natureza pois a sua imagem era linda como o alvorecer, adorável como uma tarde de domingo e irradiante como as festas da primavera. Que pena que vai durar mais tempo sem ela do que ela durou com ele e que pena que ela não tenha ficado para ver a mudança que causou em cada um dos que, de uma certa maneira, ela provou que amava.
A estas horas certamente já deve estar distante, talvez num lugar onde entendam a linguagem dos anjos com a qual tentava se comunicar com os amigos que fez ou ainda esteja por aí a sua espreita. A ele deve ter sobrado forças para dizer que haverá uma enorme festa para os que em breve descobrirão que não é preciso saber falar ou ouvir tão bem para fazê-los felizes como ela, de certa maneira, fez com os que deixou para trás.
-Vá na paz, mas não exija dos que triste ficaram que a esqueçam, porque somos humanos e o esquecimento não faz parte dos nossos melhores sentimentos.

2 comentários:

  1. Esquecer alguém que partiu faz parte dos nossos sentimentos. Claro que uns são mais emotivos do que outros. Mas todos sentimos a mesma dor. Gostei do seu texto.
    Uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um casal de amigo me disse,
      certa vez, que Babi era igual
      gente, no que respondi; de
      jeito nenhum, Babi é muito melhor...

      Graça, um beijo e muito obrigado
      por sua presença certeira nessa
      minha página.

      .

      Excluir


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.