sábado, 12 de março de 2016

O MAR DO LEBLON

           A vista que o Mirante do Leblon  me permite ter da 
praia é algo inenarrável, como diz  Luciano Hulk aos sábados, no Caldeirão. Assim que você começa a subir a Niemeyer, um pouco acima do Sheraton Hotel, se consegue ter da praia a melhor imagem que nenhuma outra tem para nos mostrar.  Nessas horas é que a gente sente a beleza do Rio enfeitiçar a alma e o sorriso dos cariocas e também dos que se atrevem por suas bandas. Muitas vezes, por estar em horário de serviço,  precisei me segurar para não dar um mergulho naquelas águas que de tão azuis me lembram os olhos de Maria. É quando eu opto por uma água de coco no deque do quiosque na subida da Niemeyer onde as garotas, do corpo dourado pelo sol, jogam futevôlei com os garanhões do pedaço.
Gente, como é bonita a vista daqui de cima!
Juro que jamais tinha visto um céu tão azul e areias tão brancas em parte nenhuma por onde eu tenha andado, e olha que esses meus pés já caminharam, tanto ou mais que os reis magos o fizeram para ver Jesus.   

Este é o nosso Rio, a nossa cidade.  Lugar onde nascem, crescem e vão à praia as mulheres mais deslumbrantes dessa terra.