sábado, 19 de abril de 2014

DOCE COMO FEL.

Com a fome das baleias o metrô ia engolindo as estações da 
linha-1.  Passavam os vagões, um por um e numa rapidez tal que mais parecia a felicidade fugindo da vida da gente, enquanto ela, com a ligeireza  das tartarugas tirava da bolsa  e levava à boca um Drops das balas Hall
Como em um filme projetado nas janelas as imagens avançavam no correr do trem e eu, ansioso, não via a hora de chegar.  Era uma visita rotineira ao dentista, mas aquela moça a minha frente me olhando enquanto da bala sentia o doce, roubava das minhas pretensões todo o nervosismo se é que nervoso eu estivera  antes.  Enquanto isso a moça chupava, chupava e chupava com delicadeza, com jeito, sem demonstrar pressa na quilo que fazia e como fazia bem o que me mostrava.  Chupava a bala não como uma criança poupando para durar, mas com a malícia das fêmeas que prendem pelo pescoço no salto agulha de encontro o chão, o  macho, subjugando o homem. Quem não sabe que uma só dessas balas, a preta, principalmente, se torna um dos melhores, senão o melhor acessório sexual que o cafajeste  bem formado, sendo ele ou sendo ela, tem na hora do amor, quem?  A minha boca encheu-se d’água. Me fez febril e eu suei molhando a roupa enquanto  arregalavam-se os meus olhos, pulsavam cada músculos nas  lambidas que ela, com a malícia das vagabundas dava em cada bala ao invés de lamber a mim.
(Imagem da Internet).

23 comentários:

  1. Nesse final de semana comemoramos a Páscoa
    Quero desejar a vc e toda família um dia muito feliz
    Agradeço mais uma vez sua amizade
    Parabéns pelo belo post, abraços pelo carinho de sempre

    Bjussss
    ____________✿Rita!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto desse jeito meigo
      e bonito que você tem
      de dizer as coisas.
      Obrigado pelos votos da
      Páscoa. Espero que a sua
      tenha sido maravilhosa como
      você merece.

      Beijos,




      .

      Excluir
  2. Bom dia Silvio,
    O que uma simples bala Halls, não é capaz hein?!
    Te inspirou a ponto de escrever um texto sensual...
    quase erótico!
    bjs \o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais uma dessas balas
      e o conto desandava do
      sensual para outros
      rumos...
      Um beijo Clau e obrigado
      pela dica.

      .

      Excluir
  3. Ah! A malícia feminina ainda impera... Sua perspicácia deu um toque de classe em sua crônica (como sempre!) Lê-lo para mim é sempre uma boa surpresa!
    Abraço de uma Feliz Páscoa!
    Célia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A mulher me faz de gato
      e sapato: me pega no colo,
      alisa a minha espinha e
      depois me calça para chutar
      as latas deixadas no caminho.

      Um beijo, Celinha.


      .

      Excluir
  4. Boa tarde
    Lindo e maravilhoso texto...adorei

    Passando para te desejar uma Pascoa Feliz.


    Beijos
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é...
      E eu com os olhos
      longe, distantes das
      montanhas olhando
      o mar.

      Beijos, Cidália querida.



      .

      Excluir
  5. Sr. Palhaço Poeta,
    vivaa a essa maravilha
    chamada
    magia da
    imagin ação.
    Ai ai... essa balinha na boca e água gelada depois...ui!
    Desculpe não prolongar meu comentário
    a cerca dessa seu texto tão
    excitante,
    é que tenho os amigos mais chegados
    que irmãos aqui comigo em Pasargada
    e aproveita cada segunda da companhia
    deles e quando me ausento por instantes
    que seja
    ele afirmam sentirem minha ausência.
    Bjins
    Catiaho Alc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ... e eu estava lá, contigo
      e com os outros, lembra?

      Beijos,



      .

      Excluir
  6. Silvio, sua mente anda bem criativa... um abraço, Feliz Páscoa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bia, fiz e faço tudo
      para descobrir a mulher,
      mas, por mais que eu
      tente, provoque ou invente
      ela continua se fazendo de
      deusa, de santa e de bruxa,
      para me confundir.

      Um beijo e obrigado por
      vir.


      .

      Excluir
  7. A mulher quando quer que alguém a "veja" usa toda a sua técnica...O rebuçado era um objecto inocente...a sensualidade foi ela que lhe aplicou... A mulher é sempre uma interrogação.
    Hoje passo para te desejar uma santa Páscoa.
    Bj
    Graça

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Graça,
      querida. O mistério
      da mulher me curva,
      me sara e me cura,
      mas também me mata
      de curioso que fico.
      Beijos e obrigado pela
      bonita presença.


      .

      Excluir
  8. Respostas
    1. Levei você a outros
      pensamentos, hein,
      Nádia, querida?
      Beijos.

      .

      Excluir
  9. O que o pensamento de um homem sedento não é capaz de fazer , hein Silvio... O balinha danada que te fez sailvar !! Adorei o discreto toque sensual! Feliz Páscoa! bjs achocolatados!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achocolatados?
      Uau, digo eu no
      meu imaginário.
      Beijos e obrigado,
      amiga.


      .

      Excluir
  10. Até onde o pensamento permite somos capazes de imaginar o inimaginável... Gostei do toque sensual.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Graça, você tem toda a
      razão. Basta achar que
      temos asas para o chão
      sumir dos nossos pés.
      Um beijo e obrigado pela
      visita, pelo comentário
      e pela amizade que me
      dá.


      .

      Excluir
  11. Silvio,

    amei sua visita (virtualmente em versos)! Beijos

    ResponderExcluir
  12. Ah, essas balas...trazem historias
    que deixam o poeta sem fala...Abraços

    ResponderExcluir


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.