quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

PALHAÇADA.


               O verdadeiro palhaço não precisa se vestir  com roupas 
coloridas ou pintar de alegria a cara. 
O riso que nem sempre ascende aos lábios cuja boca diz o nome da mulher que ama, dita respeito aos filhos e da fome que o aflige quando está  desempregado ou a plateia fica ausente é, em cada espetáculo, a sua ferramenta de trabalho. 
Palhaço não deve choramingar se sorrir é o seu ofício. Palhaço que erra, mas acerta quando reconhece que errar é engraçado. Que viaja à outras terras em busca do sustento e chora às escondidas a cada não. Que baixa a cabeça se está triste e mesmo sem saber 
faz rir ao ser reconhecido no caminho aonde passa. 
Palhaço que ama com facilidade, mas se sentir amado só com muito empenho.  A gente não ama um palhaço pela pessoa que existe nele, mas pelo que ele consegue causar na gente.  Palhaço não fala sério, mas se acerca da verdade se quiser pagar as próprias contas, criar e educar seus filhos e convencer que ama uma 
mulher sem que ela dê risadas.
O palhaço não é obra do homem, mas do eterno grafiteiro que picha na alma da gente os doces momentos que a gente leva.
Eu jamais daria vivas ao palhaço pelas cambalhotas, pelo carpado duplo sem rede ou pelos risos que ele causa, mas pela esperança refletida nos olhos da  criança e a saudade que escorre em lágrimas na face dos mais velhos. Nesses momentos, sim,  eu me vejo de pé batendo palmas.
(Imagem cedida por Irmãos kyoskys)

18 comentários:

  1. Bom dia meu caro amigo.. estamos em falta nos dias de hj da alegria de tempos passados.. hj em dia tudo parece gatinhar, fazer força para o sorriso chegar nas nossas faces.. que nunca deixe de existir esta arte que encanta.. precisamos de alegria, chega de tristeza.. abração amigo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Samuca, esta é a minha
      homenagem ao palhaço
      que existe em cada um de
      nós.
      Uns ganham a vida camba-
      lhotanto honestamente,
      enquanto outros, no planal-
      to, nos puxam o tapete.

      De qualquer maneira a gente
      acaba dando risada.

      E viva o Palhaço no seu dia.




      .

      Excluir
    2. Bravo Silvio!! Adorei a sua homenagem aos palhaços:)
      Um Abraço de Portugal, seu amigo
      Quito Arantes

      Excluir
  2. Oi, Sílvio, não são os gestos, mas os sentimentos inocentes transmitidos pelo palhaço que encanta o espectador. E há muitos que não são palhaços, mas merecem nosso aplauso. Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Bia, por ter vindo
      e comentado do seu jeito.
      Jeito que eu gosto e quero
      sempre na minha página.

      Um beijo.



      .

      Excluir
  3. Agradecido "amigo mais chegado que um irmão" em meu nome e em nome da família Kyoskys. Lendo cheguei as lágrimas, que sempre possa sair do amago de seu coração palavras de incentivo carinhosas como estas.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desse jeito quem acaba chorando
      sou eu.

      Um beijo a vocês que pintam
      sorrisos dentro de mim...


      .

      Excluir
  4. Acho que todo mundo tem um pouco de palhaço, só que muitos matam essa alegria interna dentro de si.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não mato e muito menos
      deixo que morra o palhaço em
      mim.
      Um beijo, Bell e obrigado por
      comentar a minha fala.

      .

      Excluir
  5. Figuras essenciais na vida de qq pessoa... quem não aprende a sorrir de si mesmo e da vida, sofre mais....

    Beijos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carlinha, que bom que você
      viu no meu texto motivo que
      lembra a diferença entre o
      inglês e o americano. O americano
      ri dos outros enquanto o primeiro
      ri de si mesmo.

      O importante, no entanto, é rir
      de qualquer coisa e a qualquer
      custo.

      Um beijo, amiga.


      .

      Excluir
  6. Respostas
    1. Nádia, a quanto tempo
      você não aparece. Pensei
      que tinha esquecido o amigo.

      Beijos.

      .

      Excluir
  7. Não é a função, é o que esta por trás dela. Oscar Wilde disse que em cada quadro se pode ler um pouco da personalidade do pintor.
    Belo texto, como sempre. Por mais que eu não seja uma fã de circo. E nem de palhaçadas. Rs

    ResponderExcluir
  8. Encantada mais uma vez
    por seu respeito e apreciação ao trabalho
    dos que escolherem por oficio a arte de
    alimentar alegrias e sorrisos.
    Sem pedir sua licença enviei o texto para :
    o Alcleir (Kyosky's Pai),
    o Wallace Kyosky's (Palhaço Yachin)
    e Alcleir Jr. Kyosky's (Palhaço Alju)
    Beijos e muito obrigada em meu nome.
    Catiaho Alc.

    ResponderExcluir
  9. Oi Silvio,td bem?!
    Quando um circo passa pela minha cidade,
    fico eufórica e amo prestigiar (entre outros artistas),
    o maravilhoso 'palhaço'.
    Por trás daquela cara pintada,talvez até
    esconda a tristeza,mas ganha risos e aplausos da platéia!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  10. Poeta sonhador,que o natal e o novo ano te presenteie com caminhos perfeitos, pedaços de céu, feixes de luz interior, traços de emoção e como prelúdio a magia da fé e da esperança para fazer morada na tua alma e trazer felicidade e eternas aspirações. Forte abraço Eloah

    ResponderExcluir


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.