terça-feira, 15 de outubro de 2013

ONTEM, PARA QUEM NÃO DORMIU JÁ FOI AMANHÃ...


Era uma tristeza diferente, sem introspecção e sofrimento. 
Talvez decorrente de um amor calcado daqueles que arrebatam sem nos desobrigar das pequenas mentiras e das belas  poesia, 
elementos indispensáveis no relacionamento entre um homem jovem e uma mulher recém-chegada da puberdade. 
Tinha ele no emaranhado de veias  o sangue dos guerreiros. A justiça dos menos  favorecidos e um amor de dar inveja a Romeu e sua companheira. 
A pergunta não queria calar; como alguém em sã consciência poderia amar um forasteiro sem eira  nem beira, lutador de todas as lutas, inclusive daquelas nas quais o cavalheiro de beca, capelo e  diploma se acha pronto a engendrar caminho para os seus pés e mesmo assim escolhe, entre tantos possíveis e aconselháveis, aquele que não o levará a lugar algum além da poeira de todas as estradas? 
A pergunta não calava porque a resposta não ouvia. 
Para que tanta virtude, tanto estudo e tanto amor se os caminhos que ele mesmo traçou não o levou à fama ou a fortuna, além dos braços frágeis de uma pobre donzela?
Donzela pobre. Donzela como todas elas. 
Donzela bonita e cheirosa. Vestindo flores, calçando rosas. Sorrindo a brancura da luz da lua e o calor dos raios do sol. 
Donzela feiticeira. Donzela querida e desejada como só ele e ela sabiam, porém ela, somente ela, se permitia ser.

21 comentários:

  1. Bom dia Silvio

    Letras bem reproduzidas. Nas vidas assim como as histórias das vidas, elas vão sendo levadas em um rumo só porque cada um tem seu rumo certo e incerto.Cada pessoa vive o que busca ou o que espera..uns tem mais sorte e outros nada tem. A vida é como o vento,caminha em direção de todas as coisas e do nada se alimenta..mas, é vida que chega e vai...Adorei a forma de tua escrita como sempre tu é tu!

    Um bom dia abraçado a vida e felicidade amigo das belas letras.

    Cristal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto da sua presença,
      das suas ideias e do
      seu sorriso. Você é a
      melhor das poucas amigas
      tidas por mim.
      Beijos.

      Excluir
  2. As belas poesias sempre me encantam... já as mentiras não sei conviver com as mesmas, e infelizmente, tenho um detetive interior que a aponta logo...
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Celinha, nem Pedro
      falou a verdade e
      mentiu por 3 vezes.
      Quando alguém diz
      que eu sou legal,
      educado e trabalhador
      eu exulto com a beleza
      da mentira. Não sou
      nada disso, mas fico
      feliz com este tipo de
      afago.

      Beijos, querida.

      Excluir
  3. Eu, por exemplo, não tenho quase nada do que sonho, mesmo assim amo cada sonho. E mesmo achando que a grande maioria deles nunca se realizarão, mantenho-os, pois sem eles o que seria dessa minha vida?Temos que seguir a vida com o que temos no momentos, pois o vento está sempre mudando e a cada amanhecer surpresas podem acontecer (esse é o meu alimento) . Bjus e felicidades

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nádia, você é meu
      xodó.
      Gosto muito de
      você...
      beijos.

      Excluir
  4. Os amores de juventude, embora possam acabar de forma triste, são sempre belos precisamente porque só existe a magia do presente e do não pensar; toda a donzela é linda, cheirosa e ingénua, e todo o homem jovem que parece ser forte e guerreiro tem a passadeira vermelha lançada.
    É o gostar do feitiço, sem olhar ao redor. Todos lá estivemos...pelo menos eu estive; simplesmente abananada por um cavaleiro vindo nem sei de onde mas que trazia um saco de mentiras, e poesia nenhuma...;-) Foi há tantos anos, e tudo isso hoje passou a ser olhado de forma divertida.
    Belo texto, como sempre!
    xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu queria ouvir essa história.
      Queria sentar aos seus pés para
      calado, e sem tirar os meus olhos
      dos seus, ouvi-la e se possível,
      não chorar...

      Excluir
  5. boa tarde Silvio.. nada como o uso das donzelas.. adoro esta palavra que enaltece sempre a beleza das mulheres.. abração amigo e continue com tuas belas escritas a nos alegrar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Donzela. Moça viçosa, cheirosa,
      escorregadia. Moça virgem de
      maldade, de homem, de vingança.
      Donzela, como viver sem ela?
      Samuca, um abração.

      Excluir
  6. Hoje é um dia muito especial
    comemora se o dia do professor.
    È com carinho que deixei no meu blog
    uma homenagem a todos os professores
    também um mimo com muito carinho.
    Eu não poderia deixar em branco
    essa data tão importante.
    Meu carinho a você sendo professor
    ou não.
    Com muito amor te deixo meu abraço
    e carinho.
    E a oferta do mimo é para todos
    quer seja educador ou não,
    pois todos nós temos uma sagrada missão
    de educar nossos filhos.
    Quanto ao professor o dever de alfabetizar,
    Beijos e carinhos , Evanir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você, minha amiga. Sempre
      disposta nas palavras e na
      amizade.
      Um beijo e obrigado por
      comentar...

      Excluir
  7. Oi Silvio

    Por mais que se escolha nunca se sabe onde vão dar os caminhos.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu, pelo menos, posso não
      saber onde vão dar os caminhos,
      mas de onde surgem, ah, isso eu
      sempre soube. Pelo menos dos
      meus.

      Excluir
  8. Isso é viver...
    É a vida com suas variedades.
    Por mais que planejamos há sempre uma surpresa ou outra do outro lado da curva.
    E quase sempre vamos ao improviso do momento.
    Belíssimo poema!
    Grande beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Belo foi o resumo que
      você fez de tudo isso.
      Um beijo, may lu e
      obrigado.

      Excluir
  9. Lindo! Admirável sua capacidade narrativa, que consegue elaborar tão bem um texto sem prolongar. Fazendo com que fique de fácil entendimento e uma delícia de ler. Um super abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dih, você é um amigão, cara.
      Obrigado por comentar o texto.

      Um abração.

      Excluir
  10. "...a donzela, tímida e enrubescida,
    abaixou a cabeça e deixou escapar
    por entre seus dentes brancos, alvos,
    um murmúrio de agradecimento..."

    Com certeza, seria essa a resposta de tua
    musa donzela, ao ler esta tua prosa poética.
    Mas sera que, o coração dela
    esta dividido entre, o Guerreiro e o Mestre?
    Ou será que ela gosta de viver do perigo,
    e assim, já não sera tao donzela...rsrsr

    So para descontrair e brincar com teu post.
    Sabe que adoro fazer isso...Abraços


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Puxa, você demorou para
      aparecer com o seu cesto
      de flores.
      Obrigado, amiga. Por arrasar
      com os seus comentários.

      Beijos.

      Excluir
  11. Adorei texto bem costurado como sempre;
    porém o título em especial me ganhou logo de pronto.
    Linda sexta-feira pra nós todos.
    Bjins
    Catiaho Alc.
    Catiaho Alc.

    ResponderExcluir


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.