segunda-feira, 22 de abril de 2013

EU SERIA UM MENTIROSO SE

DISSESSE QUE JÁ MENTI!

     
Eu gostaria muito que a humildade não tirasse de mim o  desejo de poder dizer, mesmo não querendo, que voei por diversas vezes e por muitos anos no bandeirante, avião do  exército brasileiro, a quinze mil pés de altitude de onde saltei para uma queda livre de sessenta segundos aproximadamente, e comandar  meu laser a 3 mil pés, do solo. Gostaria de dizer, mas não digo, que fiz caça submarina na Urca, no Rio de Janeiro, cidade onde morava e deixei veteranos babando nas nadadeiras, de inveja. Que lutei boxe na infância e na juventude. Que sou
 karateca, faixa preta nas artes marciais desde antigamente. Que desisti dos tiros ao alvo por achar que era melhor que qualquer um e que me formei aos 19 anos e nem por isso fiquei melhor do que ninguém.  É claro que essas coisas eu deixo guardadas dentro de mim e não digo para ninguém. Dizer, por exemplo, que estudei inglês por cinco anos e nunca me dediquei à língua por achá-la chata.  Dizer que fiz desenho no Liceu de Artes e Ofícios no Rio, mas não gosto de desenhar.  Não insistam, por favor, porque não direi que estudei religião para conquistar uma evangélica e com ela me casar para me divorciar poucos meses depois.  Que me vesti de branco com o meu nome bordado em ouro no bolso da camisa fingindo que era médico. Isso, então eu não diria à ninguém,  e por cima obrigava um amigo que trabalhava no Hospital da cidade a me levar de ambulância até onde ela habitualmente podia ser encontrada. Não diria nunca, nem sob tortura que  me prestei a esse descaramento  por três meses afinco até que ela não resistindo aos meus encantos se deixou ficar comigo. Acreditem, ou melhor, não acreditem que eu me rebaixei a esse papel durante três meses até ganhar a garota mais bonita da praia, me postando como médico. Isso entre muitas poucas verdades e algumas falsas mentiras. 
-Tem tanta coisa que eu gostaria de dizer, mas não vou para não me acanhar, para não ficar sem graça ou pensarem que estou me engrandecendo, coisa que jamais faria.   Aí eu me calo como calado  estou agora.  Calado enquanto olho os políticos, os religiosos e suas igrejas, os pais que se acham magistrais, os professores arrogantes em suas cátedras, fora aqueles que se acercam de mim dizendo ser o que não têm condição para tanto ou vivendo a vida que nada tem a ver com a que podem sustentar.  
Talvez por isso eu fique olhando do alto de uma das torres do meu castelo, onde moro, enquanto aqueles que a mim devem obediência, quiçá as suas próprias vidas, fazem reverência a este humilde ser que há muito não sabe o que é  mentir e de se engrandecer nunca pretendeu. 

12 comentários:

  1. É muito bom quando nesse querer não contar,
    deixamos que a borra de café
    que á vida e o dia a dia fale por nós.
    Eu também, sobretudo hoje
    queria dizer uma porção de coisas,
    mas calo,
    por isso escrevo.
    Boa semana para todos e pra você em especial.
    Bjins

    ResponderExcluir
  2. Olá Silvio
    O que mais me encantou no texto, foi o sua humildade. Adorei.
    Abraço

    ResponderExcluir
  3. Eu também não vou dizer que gostei do seu texto porque pode soar falso e não quero passar essa impressão. Também não posso dizer que concordo com vc porque também tenho um castelo, vivo calada na minha humildade, a observar os reis lá embaixo! :) Boa crítica!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Silvio!
    Confesso que fiquei em dúvida sobre o que pode ser verdade ou mentira nesse seu texto tão bem escrito. Uma coisa é certa: humildade é primordial e quem não a tem é de fato um perdedor. Um abraço!

    ResponderExcluir
  5. Eu aprendi, desde sempre, a não mentir nunca! Mas não me ensinaram a não acreditar em tudo o que dizem por aí...
    Portanto, não diga suas verdades, nem que implorem... elas são só suas... e não minta, que ela tem perna curta!
    Mas continue olhando de cima do castelo, porque apesar de tudo, a paisagem é linda e essa sim, é verdadeira.

    Adorei!

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Te confesso!!!!És terrível menino grande.
    Ser ou não ser: assim falam os que não tem nada a falar. E não falam, se calam, aqueles que por não ter direito a seu grito, tem que calar !
    Assim vamos dançando com a vida,um a um no seu tempo propício..A conquista ainda é um mérito tem que buscá-ma mesmo....caminhando e cantando,,,....

    Parabéns pelo texto.

    Rachel Omena

    ResponderExcluir
  7. Boa tarde, Sylvio! Gostei do post - verdade! - e esse nariz está simplesmente hilário! rsrsrs... adorei a ironia.

    ResponderExcluir
  8. Segue>>>>>>>

    As vezes as mentiras nos ajudam a vencer as verdades e nos distancie das maldades da alma de muitos.. Não adianta lutar para ter tudo ,mais que tudo chegue a seu tempo se assim tiver que ser...Depois vem o sofrimento daquilo que não poderia chegar diante das mentiras e quase sempre é humilhante perseguir o que não nos pertence...Agora lutar pelo belo é bom ir atrás...e ai vai meu querido amigo...bom espero que medite e entenda que é bem assim mesmo....

    Bobinho vc fica...an an

    Beijo carinhoso

    ResponderExcluir
  9. Oi, Silvio Afonso!

    Demais!
    Verdades ou mentiras, não importa!
    O que importa é que me diverti lendo seu criativo texto! O que importa são as verdades escritas nas entrelinhas do seu belo texto!
    Beijos!


    ResponderExcluir
  10. Hahahaha...Por que será que seu nariz cresceu, hein??? Sílvio, um abraço!

    ResponderExcluir
  11. Estimado Silvio,

    Chega um momento que temos tanto o que recordar, mas tambem se embaralham sonhos feitos e outros desejados e nao realizados. O fato que nossa integridade se choca com a falta ao redor. Contemple do alto de seu castelo, com bons olhos continue vendo o que lhe faz bem.

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Boa noite Silvio...Sim, todos já contamos algumas mentiras para de alguma forma, ter ou possuir algo que tínhamos desejo, vontade...Mas que essas mentiras sejam apenas para nossa realização e não para magoar um alguém...Eu confesso, não sou de mentir muito, pois minha mae diz que mentira tem perna curta e um dia, tudo e descoberto...rsrsrs. Ando sem muita inspiração, ando sumida, mas aqui não vou mentir, senti saudades de te ler e de te ver em meus blogs tbm...Abraços saudosos...sem mentira

    ResponderExcluir


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.