segunda-feira, 15 de abril de 2013

EU HEIN!

Eu sei que para cada pergunta é preciso  uma 
resposta, mas tem algumas para quais explicação nenhuma lhes é cabível. Você já pensou, por exemplo, no que leva uma pessoa a amar outra sem pretender tocá-la, sem ao menos deixá-la saber que é amada? Como alguém pode desejar uma criatura, sonhar com ela, viver pensando nela e por mais que a chama do amor a consuma fazer de tudo para que  ela não fique sabendo ou desconfiem  do que sente se na realidade o que se quer, quando se ama, é sair  por aí correndo de braços abertos, gritando aos sete ventos a felicidade que nos arrebata o peito? Seria para evitar que a fera reprimida do desejo fugisse do lado obscuro da alma e engolisse sem mastigar, para não ter que cuspir, a pessoa amada na hora em que ela mensurasse o tamanho do amor que alguém sente por ela? Estas são algumas das perguntas que eu também me faço embora não acredite que alguém  possa amar  e ter vergonha de demonstrar o sentimento que tem. Não acredito que alguém prefira se distanciar do ser amado a  se arriscar dando bandeira, deixar transparecer que  deseja tê-lo ao seu lado para sempre.  
Quando um homem e uma mulher brigam  sem motivo aparente,  imediatamente aparece quem diga que ali existe  um amor oculto,   reprimido. Como explicar uma coisa dessas, eu me questiono?
Assim que eu saí do Rio para trabalhar numa cidade fria, a  baixa temperatura ameaçou paralisar uma das minhas pernas. Foram as sessões de fisioterapia que  reergueram este paulista-carioca que vos fala, mas até que eu voltasse a andar como andava antes, sofri bastante nas mãos da fisioterapeuta sem saber o  por quê de tamanho sofrimento, já que eu tratava  todos com a mesma cordialidade, menos  ela com quem  mantinha certas reservas por ser  casada.  Atitude errada já  que isso queimaria  o meu filme, como queimou.   Tudo o que eu fazia por ali no entendimento daquela mulher que também era a responsável pela clínica estava errado. Aonde quer que eu estacionasse  o carro não podia, até se  a vaga fosse desocupada naquele instante, não devia. Quando os pacientes eram chamados o meu nome era esquecido, mesmo que eu estivesse por ali antes de qualquer um e assinado a guia na sua frente.  Quando eu chegava cedo me atendia por último e   quando eu chegava atrasado não me atendia. Quando eu soube que ela estaria afim de mim, eu pirei. Se estando afim me tratava daquele jeito como me trataria se não estivesse? Resolvi tirar isso a limpo e na primeira oportunidade demonstrei me interessar por ela. Marquei um encontro sem a intenção de ir, como não fui, e me desliguei da clínica para me cuidar noutra cercania.  Pelo visto estas perguntas morrerão sem resposta enquanto a procura do entendimento para casos semelhantes continuará confundindo a minha cuca enquanto muitos serão amados  sem se darem conta. (Foto da Internet)

15 comentários:

  1. Oi Silvio
    Complicada essa situação, mas "o coração tem razão que a própria razão desconhece".
    Abração

    ResponderExcluir
  2. Palhaço Poeta caboclo perguntador,
    muita pergunta pra uma
    segunda-feira só.
    Inicio minha semana por aqui,
    mas vou dar andamento a mesma
    e
    volto depois mais tarde pra comentar sobre o texto perguntador.
    Linda semana.
    Bjins
    Catiaho Alcantara/Reflexo d'Alma
    entre
    sonhos e delírios

    ResponderExcluir
  3. É bastante interessante a sua forma de pensar, muitas vezes as pessoas tratam mal as outras por amar, isso é mesmo verdade, porque se tem medo de sofrer, prefere fazer a outra pessoa sofrer, o amor é complicado e por mais que eu tente jamais vou entender, exisem tantos casais separados, que ainda se amam, mas nenhum dos dois da o braço a torcer, preferem esquecer, pelo menos tentam, e ficam longe dos olhos pra que o coração nao sofra...muito bom o texto, me fez refletir, beijos e boa tarde

    ResponderExcluir
  4. Como gingantesca e revolucinaria, a vida vai levando a todos nós e o vento soprando por todos os lados...Nos resta saber por onde caminhar e para onde irmos..

    Muito bom ,adorei tudo.

    Rachel Omena

    ResponderExcluir
  5. Ah! Silvio....o ser humano é um mistério mesmo...sabe que a atitude dessa mulher nem eu mesma entendi?
    Ainda bem que você se afastou, pois tem pessoas que são destrutivas, não vale à pena.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Miłośc to bardzo skomplikowana sprawa prawda?
    Miłego tygodnia:)

    ResponderExcluir
  7. Olá, Silvio. Acho que às vezes as pessoas se afastam daquilo que poderia modificar suas vidas e sua rotina, obrigando-as a um olhar mais cuidadoso sobre a própria vida. Puro medo. De qualquer maneira, os amores platônicos serão sempre lindos e maravilhosos - até que se tornem realidade.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Vá a gente entender "certos" seres!!!
    É melhor não complicar...

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  10. Esse assunto daria um belo conto...

    Talvez o medo de estar equivocado, o medo de perder esse amor platônico e a decepção superar o entsiasmo, não sei... às vezes os sentimentos são tão mais gostosos do que o contato corporal. Os sonhos que deixamos frequentar nossa mente, o coração pulsando acelerado só de pensar na pessoa.
    E se ela não correponder?
    Como saber se não perguntar?
    Mas como conviver com um amor sem ao menos saber se é amor?
    Talvez o amor seja isso: só o amor, sem corpos, sem beijos, sem compartilhar nada. O amor por amar.
    Fim.

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Complicado né, mas não julgo porque tb já fiz coisas que não consegui explicar e não conseguiram entender.

    Bjs querido, saudades eu tava daqui.

    ResponderExcluir
  12. Concordo com você quando diz que muitas perguntas ficarão sem resposta.
    Até porque poetas não tem
    que saber palavras-respostas,
    mas sim versos-argumentos.
    Mulher poeta que sou,
    quando
    encontro um texto seu
    como esse;
    não consigo gerar uma outra pergunta que também ficará sem resposta:
    - Onde é que o Palhaço Poeta silvioafonso
    desejar chegar com
    mais este texto até certo ponto
    tudo junto e misturado?
    Linda terça-feira
    e daqui de Pasargada
    Bjkas pra você e a seus leitores.

    ResponderExcluir
  13. Amigo querido vim te desejar uma quinta - feira de muito êxito e tranqüilidade...pois necessitamos de muitos votos de sorte diante de um mundo que se deteriora diante de nossos olhos...chegaremos a um caos muito em breve.Tudo ainda está escondido mais em um pouco de tempo a politica e religiosos irão se manifestar para as lagrimas do povo inocente..

    Sorte necessitamos e muita fé.

    Rachel Omena

    ResponderExcluir
  14. Silvio,

    Voce está coberto de razão.
    Amores ocultos... como pode, não é mesmo?! Guardamos isso por uma vida inteira! É reconfortante ter dentro do peito a imagem deste amor, parece que nos salva em momentos tao solitários e urgentes.

    Sobre o seu exemplo de ter sido mal-tratado por alguem que lhe amava, eu creio que é uma mania estupida que algumas pessoas tem. Como se se punissem por amar o outro, por algum motivo o achou desqualificado - ou outro sentimento negativo, e ao mesmo tempo achou totalmente atraente ao coração doentio.

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Tudo pode acontecer
    E nem sempre,
    ou muitas vezes,
    entendemos - porquê?

    Maria Luísa

    ResponderExcluir


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.