sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

ÁLCOOL NA VEIA.



                   Talvez eu estive mesmo, embriagado.  Talvez eu devesse ficar e passar o resto da noite em companhia
deles, mas por achar que havia um quê de pecado naquele convite eu achei melhor não dar corda às minhas divagações, e por isso  eu liguei o carro e contra a vontade dos dois bati a porta, acelerei e fui embora. Deixei para trás um casal de amigos que pretendia, disse-me ela sussurrando, dividir a cama com nós três. Eu, velho frequentador dessas praias,  sabia que ela comandaria o espetáculo deixando o marido, meu amigo, boquiaberto na coxia, fora de cena.  A bebida, principalmente o destilado que escolhi para tomar, me dava direitos, até então por mim desconhecidos, como as chaves das portas que me levariam a lugares por muitos pretendidos como a uma mesa farta e uma cama grande, limpa e perfumada. Na minha ausência muitos criticaram o meu comportamento.  As mulheres me defendiam enquanto os homens me apedrejavam. Só um cavalheiro se permitiria ir embora para evitar o constrangimento e a discórdia entre o casal que o convidara,  diziam as senhoras de boa fé enquanto os homens me taxavam de bobo, de covarde e até de brocha me chamaram.   Ninguém, no entanto, ficou sabendo que  antes da despedida eu esbarrara com a dona da casa na saída do banheiro. Ela, 25 anos, recém-casada com um dos meus melhores amigos, bonita e gostosa o suficiente para mandar em qualquer homem que a tivesse por mulher me espremeu no aperto do corredor mais por vontade dela que deixou um peito fugir do seu decote para se esconder nas minhas mãos.  É claro que eu gostei do descuido dela até porque eu gosto de tocar a pele e os outros órgãos da mulher, assim como não deixo de procurar na minha aquilo que me faz grande e feliz.  Finalmente tudo ficou acertado.  Eu nada disse contra ou a favor da exuberante mulher  
do meu amigo e contra  ele 
eu não tive nada para declarar. (Foto da Internet).

21 comentários:

  1. ...a isso eu chamo de
    fidelidade de amigo,

    mesmo que antes as
    'travessuras' tivessem
    dado o tom...rs

    bom dia, meu poeta!

    Vivi

    ResponderExcluir
  2. Gostei,Silvio.

    Tem que ter força,não somente agir para ser chamado de macho.

    Isso se prova com outras atitudes.


    Beijos e ótimo dia!

    Donetzka

    ResponderExcluir
  3. Ter a consciência tranquila de acordo com os nossos princípios é o melhor dos 'prêmios'.
    Um ótimo fim de semana!!
    Bjns
    :)

    ResponderExcluir
  4. Olá Silvio :)
    Parabéns pelo texto.
    Eu acho que vc não estava embriagado,mas fez muito bem ter ido embora,mesmo contra a vontade dos dois!!
    Bjs \o/

    ResponderExcluir
  5. É bem por ai, mostrou ser um homem de verdade.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Boa noite Silvio, estava sem telefone, a Vivo me deixou na mão, mas pelo que li em seu post., voce tambem deixou o casal na mão...Literalmente!
    Mas as vezes, não fica bem fazer algo embriagado, pois da a impressão no dia seguinte, que foi tudo um sonho.
    Um micro conto sedutor, gostei!
    Seria bom te ler hoje com uma taça de vinho na mão, mas no ponto, não embriagada...Abraços carinhosos

    ResponderExcluir
  7. Silvio,

    Venho deixar-te a minha presença e o meu beijo de carinho.

    Ana

    ResponderExcluir
  8. Há atitudes que definem um homem e é com base no respeito por si próprio que ele tem valor e não pelo que os outros pensam.
    E como sempre um episódio para se ler com prazer.
    Beijinho, Silvio

    ResponderExcluir
  9. Vim aqui retribui sua visita no meu cantinho e deixando sua marquinha lá. Seu blog é muito interessante. Estou seguindo aqui tmb.

    ResponderExcluir
  10. Amizade, bem precioso
    Que a vida pode nos dar
    Tesouro muito valioso
    Que ninguém consegue roubar.
    A amizade verdadeira,
    Não tem hora,não tem lugar.
    Também não é passageira
    Quando vem, é para ficar.
    È assim mesmo uma grande amizade,
    e eu tenho você como um tesouro na minha vida.
    Uma semana rica de saúde farta de amor iluminada pela esperança
    junte tudo isso e poderá sentir no seu coração .
    Quanto Deus te abençoa a cada amanhecer.
    Uma linda semana beijos no coração carinhosamente .
    Evanir..

    ResponderExcluir
  11. Olá Sílvio aqui estou desfrutando do teu belo texto. Olha, dei o maior valor, todo homem sensato e de valor faria isso, ou seja, caia fora dessa loucura.Bjus

    ResponderExcluir
  12. ya veo, el sueño fue eso, un sueño.YA VE USTED, YA NO FALTO YO EN SU PRECIOSO BLOG.BIKIÑOS

    ResponderExcluir
  13. Meu amigo

    os homens medem-se pelas acções que praticam...um belo texto.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  14. Buenas noches amigo
    Mi blog ha llegado a sus 4 años
    De vida y quiero compartirlo contigo.
    Me gustaría que vinieras a mi blog
    Y llevaras contigo un pequeño
    Recuerdo que te he dejado en mi
    Ultimo post.
    Un abrazo desde Venezuela.
    .____________________●
    _________________●
    ______________●
    __________●
    ______●
    __●
    ☻/
    /▌
    / |(¯`v´¯)
    `•.¸.•´
    ¸.•´¸.•´¨) ¸.•*¨)
    (¸.•´ (¸.•´ .•´¸¸.•´¯`•-> TU AMIGA SOYPKS

    ResponderExcluir
  15. Estou aqui hoje por um motivo mais que especial.
    Tenho que dizer que não foi fácil conseguir você para ser meu seguidor,
    foi muita motivação impulsionando com postagens e visitas...que atingi 300 seguidores
    Agradeço te convidando a visitar a florada do IPÊ junto comigo no FOLHAS DE OUTONO !
    Deixo o meu abraço recheado de carinho !!!!!

    ResponderExcluir
  16. Olá Silvio,

    Obrigada pela visita.
    Gostei muito do seu blog, voltarei sempre.
    Abraço

    ResponderExcluir
  17. Sempre belíssimos textos por aqui.
    Parabéns!
    Visite o blog da minha filha: blogueanny.blogspot.pt, e comente. Se achar que merece siga e recomende no seu blog. Obrigada.






    ResponderExcluir

  18. Olá Sílvio,

    Nossas atitudes devem ser guiadas pelos nossos princípios e pelo nosso coração. Tenho para mim que sua(?) atitude foi a esperada para um homem digno e de caráter. Algumas coisas que se faz sob o efeito do álcool ou outros tipos de droga podem levar a arrependimentos dolorosos. É como se a pessoa estivesse violentando a si própria.

    Abraço.

    ResponderExcluir


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.