domingo, 7 de outubro de 2012

FELICIDADE NÃO TEM PREÇO.


     Ele era alto, magro, loiro dos  olhos claros.  Ótimo humor, educado, muito bem empregado,  e se isso não fosse tudo, era solteiro.  Quem não gostaria de ter um homem desses na sua vida, nos seus braços, na sua cama?  Pois eu, que pouca coisa pedi a Deus, tive e dei a ele tudo o que achei que merecia.  Foi uma vez. Nada além de um encontro casual, um sorriso proposital, depois um barzinho com música, pouca conversa e muito chope, e mais tarde uma dúzia e meia dos melhores e mais variados beijos. Depois uma esticada pela noite e o acordar no outro dia na cama dele.  Era tudo o que eu queria se isso fosse permitido a uma garota do subúrbio, filha de operário e que ainda sente na boca o doce sabor de haver passado no vestibular.  Com ele foram momentos inesquecíveis, únicos.  Eu já nem sabia se queria  ficar sozinha  com ele ou sair para mostrá-lo a todo mundo, principalmente as minhas amigas.  
    Hoje faz quinze dias que nos vimos, ficamos e curtimos a vida como se fosse aquele momento o derradeiro de nossas vidas.  Há duas semanas que, se eu pudesse não me levantava daquela cama.  Queria ter ficado ali sentindo o seu cheiro e o tocar suave de suas mãos nos meus cabelos, no meu rosto, nos meus seios e coxas e nos meus lábios o roçar gostoso de sua boca.  Queria, mas não pude, já que a vida não pode parar.  Agora, por exemplo, o que eu sinto faz parte da minha felicidade; é a menstruação que mesmo tímida  umedece as minhas pernas tirando as minhas forças e me deixando enjoada, em cólicas.  
   Esta é a primeira vez que noto  o meu peito inchado.   Sinto vontade  de ficar deitada, porém me levanto para  um xixi amigo cuja vontade não passa ou o faço aqui mesmo, no leito.  Tenho, talvez pela felicidade a mim proporcionada, vontades extravagantes, absurdas,  como só as princesas têm.  Eu quero a qualquer hora do dia ou da noite, comer coisas que normalmente não me apetecem, mas quando as consigo, o cheiro me enjoa, me mata.        
     Tudo mudou na minha casa, na minha vida.  Em quinze ou vinte dias deixei de gostar do cheiro dos perfumes porque todos vêm me causando ânsia de vômito.  E se tudo isso não bastasse, eu me sinto um balão cheio de gazes o que me obriga a ter cuidado com os arrotos e outras consequências.   
     Amanhã, se eu tiver um pouco de coragem, vou ao médico.  Espero que o mal seja passageiro, mas se a cura implicar no bloqueio da felicidade que o príncipe me causou,  vou sugerir que o doutor faça o milagre da reprodução me transformando em duas para que eu possa suportar o mal-estar que sinto agora.           (Foto da Internet).

40 comentários:

  1. Estou curtindo muito seu blog.
    obrigada pela participação lá em Meus Malucos Momentos...
    volte sempre.

    ResponderExcluir
  2. Oie....obrigado pela visita no meu blog.
    O seu é muito interessante.
    Voltarei ♥

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. pelo jeito o herdeiro do principe vai nascer no suburbio...

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Como prefere:
    Belo texto, bela situação e bela mulher.


    Como prefiro:
    Bela forma de aceitar um
    momento que puderá toda uma realidade.
    Mulher feliz essa, não por ser mulher . Mas por saber o que quer.
    Um vivas a "ela": Vivas!


    Belo domingo.
    Bjins entres sonhos e delírios

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Silvio, haciendo un esfuerzo con mi única neurona, creo entender que esta niña lleva en su vientre un niño y todavía lo ignora, muy bien contado, espero que bien entendido también, un abrazo!

    ResponderExcluir
  9. bela-yohana@hotmail.com7 de outubro de 2012 11:03

    BOM DIA!COMO VAI VOCÊ POETA?QUE HISTÓRIA TRISTE!A FELICIDADE TEM PREÇO SIM,MAS O DIFÍCIL É QUE NÃO PODEMOS PREVER QUAL.ABRAÇOS!

    ResponderExcluir
  10. Uma história comum, contada de um jeito diferente.

    Excelente.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  11. Todos os acontecimentos da vida guardam lições preciosas e consequências boas, ou nem tanto.
    A verdade é que por momentos inesquecíveis muitas vezes estamos dispostos a pagar um preço, seja qual for.O que interessa é a magia dos momentos e a felicidade que preenche a nossa alma e a fazem vibrar.Como diz o poeta" Tudo vale a pena se a alma não é pequena".
    Teus textos poeta sonhador, sempre nos trazem ensinamentos e belas reflexões.É um prazer enorme passar por aqui.Leio e me encanto ao mesmo instante.Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  12. ...que realidade tão gritante
    vejo exposta aqui!!

    quantos momentos 'felizes'
    podem se perpetuar ou torna-se
    um fardo.

    eu penso que nesse caso,
    esse bebe será a continuação
    da felicidade vivida em
    poucas horas.

    basta escolher o foco
    a que olhar.

    um beijo, poeta querido!

    ResponderExcluir
  13. Oi Silvio, concordo com você, felicidade não tem preço.
    Existem pessoas que fazem coisas absurdas e acham que isso as traria felicidade mas não é assim.
    Para nós sermos felizes não precisamos ser perfeitos, só fazer o que gostamos.
    Tenha uma ótima semana, abraços.

    ResponderExcluir
  14. Que gracinha seu texto!

    A felicidade depende do nosso estado de espírito! Ela pode estar nas coisas mais simples do nosso cotidiano. Ela não tem preço!!

    Beijos parceiro!!!

    ResponderExcluir
  15. Olá amigo Silvio. Parece que o príncipe herdeiro irá nascer no subúrbio. Alegria... felicidade... ou tragédia? Só o tempo dirá. Você me fez descobrir que nada na vida é mais importante do que uma amizade sincera e verdadeira. Às vezes os amores passam, mas os amigos ficam. Adoro a sua amizade.
    Meu afago e meu carinho num doce e terno beijinho
    Gracita

    ResponderExcluir
  16. Penso mesmo que só vale a pena por os pensamentos, a alma e o coração em coisas com sabor de eternidade: pra sempre... Pra sempre... pra sempre. Mas não importa as circunstâncias, a Vida deve ser sempre acolhida com muito amor.

    ResponderExcluir
  17. Ola! Vim apreciar seu belo texto.Que bom que todas fossem responsáveis assim pelos seus atos.Obrigada pela visita,volte sempre!Beijos e uma boa semana.

    ResponderExcluir
  18. Como sempre, muito bem escrito!

    Beijos querido!

    ResponderExcluir
  19. Passei, vi, li e gostei do conteúdo desse blog, parabéns! Aguardo a sua visita em meu blog; http://inkdesignerstampas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Olá Silvio,

    Obrigada por acompanhar o meu blog.

    Adorei o seu. Belos textos. Confesso que invejo quem escreve de forma tão brilhante e simples.

    Certamente ganhou uma seguidora.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  21. Que brilhante a fluidez das palavras neste texto! Sem entraves, sem hermetismo. Perfeito! Adorei!
    Seguindo e te linkando.
    Abraço!

    Vi
    O Bardo da Taverna

    ResponderExcluir
  22. Esta história eu conheço, hahah um dia te conto, estou casada a 28 anos.
    Bjos e uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  23. A vida não nos prepara para tudo; situações vividas são experiências que, muitas vezes, acabam sendo levadas pela vida toda. Ou não! Só depende da coragem ou da covardia de cada um.
    Belo texto, Sylvio. Parabéns pela história bem contada.
    Abraços. Daniel.
    http://dagarpower.blogspot.com

    ResponderExcluir
  24. Caro Silvio Afonso....
    Eu sigo o seu blog há tempos. Como não tenho tido tempo para comentar, resolvi deixar de ser deselegante e comentar.
    Seu blog é mesmo ótimo. Ótimos textos, leitura atraente e dinâmica.
    Estou fazendo um rescaldo dos amigos que tenho na net, mesmo os virtuais e trazê-los de volta ao meu blog. Gosto muito dele também. N~~ao peço retribuição, pois isso não se pede.
    Peço que continues a postar doçuras literárias, como as que encontro aqui!

    ResponderExcluir
  25. Oi Silvio!
    Uma belíssima historia
    Sua ida ao medico seria apenas uma constatação daquilo em que ela já teria uma certeza.

    Obrigada pela sua visita no meu blog.
    bjs


    ResponderExcluir
  26. Silvio, mas que texto lindooooo!!!!

    Mesmo com enjôos, mesmo fazendo pipi na cama, sempre vai valer a pena o supremo milagre da reprodução de uma nova vida.

    Valeu, meu amigo! Uma semaninha bem legal pro'cê!!!!Bjssss

    ResponderExcluir
  27. Que belo texto esse, com uma realidade poeticamente exposta.
    Beijos

    ResponderExcluir
  28. Opa!!
    aqui é o "moleque", do blog do bar do escritor...
    preciso trocar uma idéia contigo... peço encarecidamente, não hesite em entrar em contato...
    2537-8907
    vlw!!

    ResponderExcluir
  29. Hummmm... bela maneira de contar como se engravida uma bela mulher.
    Bela história digna de um contista de primeira linha....
    Um grande abraço amigo!
    Obrigado pela visita!

    ResponderExcluir
  30. Obrigada pela sua visita .
    Lindo texto.
    A felicidade depende de nós mesmo, a forma e como a buscamos.
    Abraço
    Izabel

    ResponderExcluir
  31. Bela história colega!

    Ahh Flavio, vc passa lá bo blog, faz propaganda da tua postagem e nem lê a ninha? Ahh assim fico triste poxa!

    ResponderExcluir
  32. Um texto que salienta uma vontade decidida e sem medos.
    belissimo.

    beijos no coração e boa semana!

    ResponderExcluir
  33. Olá Silvio,
    Quanta honra que tanta história de vida me siga...
    É com muito gosto que lhe digo seja BEM VINDO!!!
    Seus textos que prefiro chamar de "lições para a vida" são magníficos...
    Parabéns!
    Beijo grande

    ResponderExcluir
  34. Querido Silvio; aparentemente ela é uma mulher resolvida, que decidiu enfrentar a vida com todos os seus percalços. Toda relação, a princípio tem sabor adocicado, todo mundo é maravilhoso, mas o tempo desvenda mistérios, faz com as máscaras caiam. Ela arriscou. E mesmo com os dias que ele não aparece, e todo mal estar, está feliz e desejando que seja mesmo essa gravidez.
    Talvez a solidão em que muitas mulheres vivem, sejam alavancas para atitudes como esta.
    Bela história! Beijos

    ResponderExcluir
  35. Les doy la bienvenida muy cálida.
    Me alegro de que haya encontrado el tiempo para visitar mi blog.
    El tuyo es genial. Me quedé encantado con él.
    Enviándole un montón de saludos.

    ResponderExcluir
  36. Olá poeta
    Emocionei-me com seu conto. lindo
    Seu blog é interessante e genial
    Fiquei
    Abraço no coração
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  37. oiii ..aquii estou!!

    ;)

    Mirely de Melo.

    ResponderExcluir
  38. Linda semana!
    Passa nesses versos
    quando achar que deve.
    By

    ResponderExcluir


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.