domingo, 23 de setembro de 2012

CALADO POR UM BEIJO.

           Estava possesso, parecia um louco. Foi assim que ele gritando o nome dela adentrou a casa avançando em direção ao quarto.    Martha era uma pequena brejeira e bonita como só as primeiras manhãs da primavera conseguem ser. Não bastassem as qualidades que tinha também era uma menina  cheia de sonhos e uma mulher, cujo marido, uma estrela que desgarrada  lhe caiu no colo,  entre os seios, no meio das pernas e mais tarde dentro do  seu coração. O pai de Martha havia feito o que podia e o que não devia para casar  sua filha com o melhor partido da cidade. Procurou ajuda, fingiu, mentiu e em conluio com a própria esposa sugeriu que ela, sua mulher, cedesse as cantadas do pai de Ricardo,  hoje  sogro de sua filha. 
     Assim foi arranjado o casamento que tinha tudo para dar errado, não fosse o amor resgatá-lo das traições e das mentiras.  
    Antes de se casar Martha estudava hotelaria em uma faculdade pública, mas precisou disputar a vaga com outros candidatos de notas iguais as suas.  Cláudio fazia filosofia, na federal. Dois anos casados, dois anos de festas, passeios no jatinho do sogro e roupas de grife. Suas compras eram feitas nas maiores e mais famosas lojas do mundo.
     Para entrar na faculdade Martha cedera a certos caprichos de alguns diretores, mas o reitor, um senhor de meia idade com quem  saía, não concordava que ela se casasse e para evitar que o fato se consumasse a ameaçava de contar para o  noivo quais os motivos que facilitaram o seu ingresso naquele centro de ensino. 
    Martha se casou com a promessa de não deixar de visitar o amante, visitas que fazia três,  quatro vezes por semana, mas arrependida por estar traindo o homem que amava, resolveu parar  sem  qualquer justificativa. O amor que sentia  pelo marido deu a ela a força necessária para virar aquele jogo. De qualquer maneira o reitor ficaria furioso, como  ficou. Fez novas ameaças e para não deixar que a coisa piorasse concordou com um novo, mas último encontro,  que, infelizmente ou não, foi acompanhado, de longe, por um detetive contratado pelo marido que suspeitava das saídas da esposa. O investigador mostrou  fotos, filmes e os últimos telefonemas entre o professor e a aluna, causando no marido um  desejo louco de vingança.
    Na suíte Martha estava deitada lendo um livro, porém pronta como em todas as noites, para o amor com o marido. Uma Lingerie de cor vermelho sedutor confundiu e acalmou o homem que mesmo transtornado não resistiu ao perfume, ao sorriso e aos carinhos sabidamente  verdadeiros da mulher que se jogou nos seus braços  num longo e apertado abraço para um beijo e a mais gostosa noite de amor que já tiveram.

39 comentários:

  1. bela-yohana@hotmail.com23 de setembro de 2012 00:22

    O AMOR... QUE PERDOA. BELO CONTO,SITUAÇÃO DIFÍCIL ESTA.BOM DIA E BOM DOMINGO!PARABÉNS!

    ResponderExcluir
  2. ██╔╦╦╦╦╦╦╦╦╦╦╦╦╦╦╦╦╦╦╦╦╗██████
    ██╚╩╬╬╩╩╬╩╩╬╩╩╩╩╩╬╩╩╩╩╩╣██████
    ████╚╣██║██║█████║█████║█║██║█
    ██║██║██║██║██║██║█████║██████
    ██║██║██║██║██║██║██║██║█════█
    ████╔╣█████║█████║██║██║██████
    ╔╦╦╦╬╬╦╦╦╦╦╬╦╦╦╦╦╬╦╦╬╦╦╬╦╦╦╦╦╗
    ╚╩╩╩╬╬╬╬╬╬╬╬╬╬╬╬╬╬╬╬╬╬╬╬╬╬╬╬╬╣
    ████╠╬╩╬╩╩╩╩╩╬╩╩╬╩╬╩╩╩╩╩╬╩╩╩╩╝
    ██╔═╩╣█║█████║██║█║█████║█████
    ██║██╠═╣██║██║███╔╣█████║█████
    ██╚═█║█║██║██║██╔╬╣██║██║██║██
    █████║█║██║██║██╠╬╣██║██║█████
    █████║█║█████║██╠╬╣██║██║█████

    ░░░░░░▄▄▄▄░░░░░░░░
    ░░░░▄██░███▄░░░░░░
    ░░░▄████░███▄▄▄░░░
    ░░▄██████░███░█▄░░
    ░░█░███░████░███░░
    ░░██░██████░████░░
    ░░▀███░░███████▀░░
    ░░████████░░██▀░░░
    ░░▀██████████▀░░░░
    ░░░░▀▀▀▀▀░▐▌░░░░░░
    ░░░░░▄███▄▌█░░▄░░░
    ░░░▐██████▌█▄███▀░
    ░░░░▀█████▄█▀▀▀░░░
    ░░░░░░▀▀▀▀█▌░░░░░░

    ╔═╦═╦══╦═╦═╦╦═╦═╦╗═_(.\,/)
    ║▌║█║║║║═╣║║║╠╣▀║║═_(◑.◑)
    ║▌║█║║║║═╣║║║╠╣║╠╣═o( ¯`-´¯)o
    ╚═╩═╩╩╩╩═╩╩╩╩═╩╩╩╝═(")`• . •´(")

    ResponderExcluir
  3. Olá! Uma história de vida que eu lê-lo com prazer! Todos os meus pensamentos bons! Com respeito.

    ResponderExcluir
  4. Bom dia poeta. A sedução é uma arma poderosa. E neste jogo do amor ela sagrou-se vencedora. Tenha um ótimo domingo. Um abraço com meu carinho.

    ResponderExcluir
  5. e a vida leva a onda
    vai pra lá e vem pra cá
    sobe - maré - baixa
    encontros e desencontros
    a gente não leva nada
    ela nos leva.

    belo texto, amigo!
    abraços. Daniel

    ResponderExcluir
  6. Como não seguir adiante,
    quando possivel?
    Guarda o nome Dua Li da des.
    Ouvira falar nesse termo, creia.
    Capa pronta.
    Lindo domingo.
    Bjins entre sonhos e delírios
    Catiaho Reflexo d'Alma

    ResponderExcluir
  7. Mais uma de suas pérolas fascinantes.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  8. Amigo Palhaço Poeta!!!
    Parabéns pela linda poesia, é uma sensibilidade à flor da pele.
    Bjooooooooooooooe com Deus!
    Cigana Raicha

    http://ciganaluminosa.blogspot.com.br/
    http://www.facebook.com/elainedossantos.santos.52

    ResponderExcluir
  9. Olá amigo, como romântica que sou gostei do final. Gostei do facto de o amor, ser mais forte que o ódio e a vingança. Quem dera que assim fosse sempre. O amigo é um eterno romântico e sonhador. Adorei e obrigado pela sua visita. Beijos com carinho

    ResponderExcluir
  10. Com certeza o amor verdadeiro faz milagres, mas para esse homem que
    amava sim com fervor,adorei o final
    pelo menos vi romantismo, e não tragédia...Querido amigo adorei a
    sua visita, é sempre bem vindo
    Deixo um abraço carinhoso
    Bjuss
    Rita!!!!

    ResponderExcluir
  11. Ah! querido poeta,O amor é o elixir que nos move, nos acalenta , nos torna poderosas e vivas.É no coração que reside a beleza da vida.
    Diante desta força poderosa mais vale o perdão.
    Lindo teu texto.Fez do amor o prêmio maior.
    Amei! Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  12. Você escreve muito bem, parabéns!

    †Blog Gothic Owl†

    ResponderExcluir
  13. Ei Moço!
    Todos podemos ser calados de várias
    formas quando dispostos a tal,
    ainda mais por
    um beijo...

    e
    Passa por favor,
    quando tiver
    um tempo só pra conferir
    no blog que cito lá
    um comentário que fiz por aqui
    em uma de suas postagens.

    ResponderExcluir
  14. todos os ingredientes para uma intrincada história de amor, que paradoxalmente até acaba bem.

    beijo

    ResponderExcluir
  15. Oi Silvio, que bom o amor vencer!
    Apesar de todo erro, este belo laço tudo perdoa através da sua força poderosa.
    Obrigado pela visita!
    Abraços,
    Mariangela

    ResponderExcluir
  16. Oi Silvio, que bom o amor vencer!
    Apesar de todo erro, este belo laço tudo perdoa através da sua força poderosa.
    Obrigado pela visita!
    Abraços,
    Mariangela

    ResponderExcluir
  17. Un intrigante y apasionado relato muy bonito.
    Me asustó su comentario en mi blog,yo pensé ¡Si no he hecho nada malo! Pero al ver te has hecho seguidor y dejaste una despedida con un beso, comprendí que eres escritor.
    Un beso y gracias.

    ResponderExcluir
  18. O Amor sempre vence apesar de todas as adversidades!
    Adorei vir aqui!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  19. Olá Silvio Afonso
    Obrigada pela visita e comentário deixado no bloguito.
    Boa noite.

    ResponderExcluir
  20. Uma história onde o desejo cala e apimenta.

    ResponderExcluir
  21. Oi, espero que tenha passado um ótimo domingo. Pior, quem ama perdoa. Coitada dessa mulher foi uma vitima. Explorada até pela família. Deveria ser perdoada sim.
    Tinha uma amigo que sempre dizia, que num relacionamento um devia trair para apimentar a relação. Nunca concordei com ele mas nesse caso, ela soube tirar proveito da sedução.
    Um abraço meu amigo e um ótimo inicio de semana, cheio de inspiração.

    ResponderExcluir
  22. Bom dia amigo
    Que bela historia. A sedução poderosa.
    Parabéns. Semeie flores...colherá o perfume.
    Semeie o carinho...colherá a amizade.
    Semeie sorrisos...colherá a alegria.
    Semeie a verdade...colherá a confiança.
    Semeie a vida...colherá milagres.
    Semeie a fé...colherá a certeza.
    Semeie o amor...Colherá a felicidade!

    ´´´´¶¶¶¶¶¶´´´´´´¶¶¶¶¶¶
    ´´¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶´´¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶
    ´¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶´´´´¶¶¶¶
    ¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶´´´´¶¶¶¶
    ¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶´´¶¶¶¶¶
    ¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶ ´¶¶¶¶¶
    ´¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶
    ´´´¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶
    ´´´´´¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶
    ´´´´´´´¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶
    ´´´´´´´´´¶¶¶¶¶¶¶¶
    ´´´´´´´´´´´¶¶¶¶
    ´´´´´´´´´´´´¶
    Muitos beijos e uma ótima segunda-feira pra você

    ResponderExcluir
  23. Querido Poeta!
    Estava com saudades dos seus escritos =)

    Olha que se fosse uma história real, aposto que depois dessa magnífica noite de amor, o final da história seria mais trágico! rsrsrs...

    bjo

    ResponderExcluir

  24. Olá Sílvio,

    Amor e traição com final feliz. Caso raro. Uma bela e envolvente narrativa.

    Meu abraço.

    ResponderExcluir
  25. Olá, Poeta!

    Eu diria não apenas calado, mas também de alma apaziguada por esse beijo...

    Beijos borboléticos em vc!

    Sexy Butterfly

    ResponderExcluir
  26. É corno manso!
    Um Tufão da vida real... "mulher tem poder é deusa e há homens tão fraquinhos! ... Perdoa uma vez, perdoa sempre" merece o título: "corno"... E a mulherada aplaude! Que romântico! O amor venceu; que nada! é safadeza! "vai ver na vida real, vai!
    É por isso que estou só, não gosto de chifre nem na minha cabeça e nem na dos outros. Acho q exagerei, mas é minha opinião sabe aquela história trair e coçar é só começar! Vai ter volta, sim!
    Beijin/ boa semana

    ResponderExcluir
  27. El amor y sus dobleces son lo que nos hace vivir.
    Un relato muy bueno. Gracias por su visita y su comentario en mi blog.

    Un abrazo grande,

    María Eva.

    ResponderExcluir
  28. E no fim é isso mesmo! Perdoar, esquecer... Seguir em frente...

    opinandoemtudo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  29. A vida como ela é rss já dizia Nelson Rodrigues.A traição só pesa quando existe público julgador,do contrário,2 é bom 3 nunca é demais rss
    beijos Silvio parabéns pela crônica

    ResponderExcluir
  30. O perdao é dificil fazer-se porem o amor pode tudo!

    Belissima narrativa!
    Parabens!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  31. Silvio,

    O amor venceu a traição.
    Ela sabe muito bem como seduzir.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  32. Primeiro, fui ler Depois da Vida...primoroso!
    Quanto ao beijo, sabe emudecer, dependendo de quem...

    Beijo,
    da lúcia

    ResponderExcluir
  33. Aqui estou no seu blogue e me
    registei, e com muito prazer estive
    a ver os seus posts mais recentes.
    Virei cá mais vezes.
    Um abraço
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  34. Como diz o ditado, o amor é cego, surdo e mudo. Mas a situação dela, infelizmente, é triste. Quem se vende por qualquer motivo, acaba vivendo numa prisão, mesmo em liberdade. A única saída é ela conversar com o marido e tentar se libertar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  35. Hola Silvio, gracias por tu visita, vengo a conocerte, me cuesta mucho entender el idioma, pero ya me voy a desasnar de a poco. Tu nombre me trae a la memoria a un profesor de música de mi escuela secundaria, las chicas estaban locas por él, un abrazo!

    ResponderExcluir
  36. Passando para agradecer sua visita e pode ter certeza que aceito seu convite...
    Abraço fraternal
    Nicinha

    ResponderExcluir
  37. Olá Poeta! Que bom tê-lo por aqui!!
    Obrigada pela visita. Adorei tudo o que vi e voltarei pra ler mais vezes com certeza, Parabéns pelo seu trabalho!! Bjkas!!

    ResponderExcluir
  38. Amor que no se cuida es amor que se destruye. Interesante tu relato.Muchos saludos, te seguiré leyendo.

    ResponderExcluir


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.