sexta-feira, 1 de junho de 2012

QUANDO O PALHAÇO CHOROU...

              A noite ia alta e o meu estômago se contorcia no vazio que há muito se mantinha.  O sereno, como que acumulando todas as gotas numa única folha,  fez questão de esparramá-las  sobre minha cabeça dando a impressão de que a natureza conspirava contra mim.  Voltei meus olhos  para o alto e me assustei ao ver a bela e meiga criatura estendendo a mão em minha direção.  Foi assustado que eu achei  que a conhecia, só não me lembrava de onde. Talvez fosse de um  lugar distante, longe de tudo o que conhecemos, como uma galáxia habitada por seres do bem. Um povo   sem distúrbio de caráter, sem espírito de grandeza ou de inferioridade. Um lugar que não houvesse pobre e nem rico. Um fantástico mundo de magia.  Custei, mas me lembrei que ela era a fada madrinha dos meus sonhos e para a minha felicidade meu anjo-da-guarda em todos os pesadelos. Os meus sonhos eram os únicos lugares aonde eu  me via com as melhores roupas por conta dela. Os mais confortáveis calçados por causa dela e no meu rosto o brilho de uma felicidade sem tamanho que jamais se apagou por causa dela.     Enquanto eu me esforçava para lembrar de onde a conhecia ela se manteve com a mão estendida em minha direção.
-  Apoiei o meu sorriso no sorriso dela e na sua mão eu depositei a minha para erguer, já com certo  sacrifício, o que sobrou da minha fé. Foi desajeitado que fiquei de pé diante dela.  Seu perfume era  o mesmo dos nossos “encontros”. Perfume que mais parecia solo de violinos do que todos os jardins florindo ao mesmo tempo como fazia crer aquele instante. Enfeitiçava os sentimentos dos quais alguns, há muitos e muitos anos saber deles eu não queria. A sua beleza navegava na paz do azul dos próprios olhos. Paz que banhou meu corpo como as gotas do orvalho banham o jardim na primavera.
     Minha mão agora presa à sua, ela apertava contra o próprio peito. Um dos braços se deitava no meu ombro logo que uma bisnaga com salame e queijo, dela eu aceitei. Cortei depois de um gesto de consentimento a refeição em cinco pequenas partes. As únicas daquele dia e a cada um dos meus iguais eu dei o seu pedaço. Antes da primeira mordida todos aplaudimos com palmas o gesto daquela santa.  Poucas palmas, mas o suficiente para comover a vizinhança que desceu de seus apartamentos para distribuir, enquanto quente, um pouco de suas sobras aqueles a quem a sorte virou as costas.  Todos comemos para sobre a cama de papelão, cada um de nós deitar para conciliar o mais gostosos de todos os sonos, e eu, o melhor dos que já dormi.

59 comentários:

  1. Bellisimo post ..
    Un abrazo y feliz fin de semana.

    ResponderExcluir
  2. Silvio Bom dia !!!
    Sabe aquele abraço bem gostoso?
    Pois é esse que vim te deixar.
    Uma ótima sexta feira com muito amor e carinho
    Beijinhos
    Gracita

    ResponderExcluir
  3. Que maravilha,Silvio!!Emocionante e iniciei o meu dia com essa bela história! abraço, lindo fds,chica

    ResponderExcluir
  4. Olá Silvio, bom dia! Todos nós guardamos no nosso intimo, sonhos secretos como se fossemos ainda crianças, e o seu, revela um coração lindo, transparente, como o nobre desejo de consertar o mundo conflituoso e desumano em que vivemos, acertei? kk, não sei...Sei apenas que adorei os teus devaneios! Tenha um lindo e santo final de semana. Um forte abraço da amiga Ivany, também sonhadora do impossível!http://vanful.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. a esperança habita em nós..
    vale a pena esperar..

    bjs.Sol

    ResponderExcluir
  6. hj estou assim...me sentindo um palhaço com sorriso largo e o coraçao em prantos... nem todos os dias tem a mesma cor...
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Ontem o cansaço me venceu cedo...
    O dia fora cheio de muitas atividades,expectativas e novas experiências, ja que de monitora , misturo-me agora a meus alunos
    e aluna com eles, uma atividade aula faço.
    Eles estão assustados:a professora aluna?
    Eu me desdobro porque ja mais menina não sou faz tempo.
    Assim cedo conduzida ao que faz dos meus dias atuais dias de encantoe cuidados fui cedo descansar.
    Acordo com o cheiro de cafe e uma xicara desse liquido fumegando diante de mim...
    Feliz levanto e ao dia novamente me entrego em recomeços.
    Venho aqui e as lágrimas não consigo controlar.
    Você detém o poder do BELO
    também no tange a arrumação das PALAVRAS.
    Lagrimas boas essas.
    Bravo!
    Belo texto
    e bom dia!
    É sexta...
    adoro!
    Bjins entre sonhos e delírios

    ResponderExcluir
  8. Bom dia Silvio.
    Todos nós acreditamos em anjosda guarda, temos fé de que, em nossos piores momentos, eles parecem e nos dão as mãos, nos erguem, nos fazem renascer...Acredito fielmente que DEUS nos manda esses Anjos. As vezes, estamos tão atribulados em nossas rotinas, que deixamos esses anjos de asas escondidas, passarem por nós desapercebidos, mas jamais nos abandonam, ficam lá, esperando o momento certo, para nos ajaudar. Deus nos da o frio conforme o cobertor e se não prestarmos atenção, para aceitar e depois agradecer, perde-se mais uma chance de ser e se tornar um alguém...Adorei seu micro conto poético, pois me remeteu as lembranças de quando, minha mãe, dividia a comida entre os seis filhos e pai. Abraços e tudo de bom para voce e sua linda familia!
    Amigos para sempre!

    ResponderExcluir
  9. Lindo isso, Sílvio!
    Fiquei emocionada...

    Tenha uma sexta-feira iluminada!
    Beijos!♥

    ResponderExcluir
  10. Que texto lindo e emocionsnte querido...

    Miaubeijos com carinho =^.^=

    ResponderExcluir
  11. Amigo Sílvio,

    O palhaço está sempre pronto a fazer rir,o picadeiro é a sua alma,as traquinagens o seu escudo,o seu choro se esconde por trás de sua máscara.
    Mas sempre existe e existirá um dia em que as emoções virão à tona e as lágrimas não se esconderão.A bondade de uma fada,um gesto delicado e terno fazem transbordar a emoção e aí,o palhaço chora...de alegria,de sentimento, de coração,o palhaço deixa surgir o seu choro,tingindo e borrando a maquiagem,tingindo e borrando a sua alma.

    Bjssssss,amigo,
    Leninha

    ResponderExcluir
  12. Hola Silvio! Quiero agradecer tu encantadora visita a mi blog y además por acercarme al tuyo.
    Es maravilloso el realto de tu post, llega al corazón.
    Te dejo un fuerte abrazo desde Uruguay! Buen fin de semana.
    PD: con tu permiso te sigo.

    ResponderExcluir
  13. Silvio amado palhaço poeta..
    Venho desejar um feliz final de semana.
    E pedir desculpas pela minha ausência.
    Estou com uns problemas e tendo que levar cola nos blogs dos amigos.
    Creio que na próxima postagem vou ter que falar a respeito.
    Beijos poeta amigo.
    Evanir.

    ResponderExcluir
  14. Querido,que belo sonho! Que bela fada madrinha que faz parte da tua vida!Felicidade é isto, é valorizar o que se tem e os sentimentos que enfeitam nossa alma e nossa vida.
    "Apoiei o meu sorriso no sorriso dela"Lindo isto poeta.
    Ah! tua vida é uma perene festa até em sonhos.
    Seja feliz, sempre e para sempre.
    Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  15. UN RELATO MUY INTERESANTE Y CONMOVEDOR. UN PLACER VISITAR SU ESPACIO.
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  16. Olá querido!
    Belo post!
    Beijo, beijo!
    She

    ResponderExcluir
  17. Sílvio,

    Boa noite! O palhaço não chorou, mas comoveu a plateia com a humanidade e a certeza de um amanhã iluminada.

    Lindo texto!

    Bom final de semana!

    Lu

    ResponderExcluir
  18. Quanto menos temos, de menos precisamos para sermos felizes... e salve a fada madrinha! Que ela esteja sempre presente nas nossas realidades. Um abração! (FENIXANDO)

    ResponderExcluir
  19. hermoso blog ...gracias por tu visita y palabras bellas te deseo feliz fin de semanacon cariño
    Marina

    ResponderExcluir
  20. gracias por saludarme
    un abrazo
    Marina

    ResponderExcluir
  21. Poeta, convido-o a conhecer também o meu outro blog, o Fenixando. Ele é mais ativo, é o principal. Ficarei feliz em receber sua visita. ali, tem de um pouquinho de tudo. Poesia, prosa, risos, lágrimas, um pouco de mim (às vezes, muito), um pouco dos amigos, também. Um abraço!

    ResponderExcluir
  22. A fé move montanhas e ilumina nossa estrada, renascendo a esperança...Que teu sábado e domingo sejam iluminados, de muita paz e alegria!
    Abraço fraterno e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Olá meu caro,

    saudades de passar por aqui. Ando sumida, mas estou voltando aos poucos.
    Que lindo texto!
    Anjos que fazem com o papelão frio mais pareça uma cama quentinha, tamanho o amor que nos aquece.


    Grande abraço e obrigada pelo carinho no Palavras

    Leila

    ResponderExcluir
  24. Lindo texto,li e pensei naquele ditado que diz:fazer o bem sem olhar a quem!
    E acho que falta muito isso hoje em dia sabe,fazer o bem de alma,de coração,não simplesmente se sensibilizar e em uma fração de segundos não mais ligar para o mundo lá fora.
    E que as pessoas aprendam a dar a mão a quem precisa se levantar!
    um ótimo domingo,abraço,=)

    ResponderExcluir
  25. Só o sorriso de alguém que se desnuda de si e veste a pele que a sua alma sente é capaz de fazer sorrir o outro. Como se fosse anormal ou inseguro dar a mão para apoiar quem precisa, de partilhar momentos de fragiidade ou de ternura.! Não, não é preciso que o palhaço chore para nos emocionarmos com ele. É preciso sim, que todos tenhamos um pouco de "pahaço" em nós para distribuir sorrisos como você, para dar a mão ajudando a ver as estrelas!
    Parabéns querido amigo. Eu sei que a sua sensibilidade é enorme e linda!
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  26. Boa noite Silvio,

    Bela construção do texto que alimenta a alma do leitor com sensibilidade e emoção.

    Beijos com carinho

    ResponderExcluir
  27. Um maravilhoso e comovente texto...
    pedoa não ter vindo antes....minha vida anda num reboliço....
    Quero deixar um beijo...o meu beijo...
    BShell

    ResponderExcluir
  28. Ums história muito comovente(e que
    infelizmente cada vez é mais real).
    Está bem escrito. É muito sensível.
    Um grande beijinho para si.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  29. Ola! Tudo Bem! Me nome é Ulisses Sebrian
    e visitei o seu blog e gostei muito. Entrei como
    Seguidor se não se importa. Parabéns pelo seu blog
    e boa sorte.
    Sou autor de 9 romances disponíveis em meus blogs.
    Ah!Também tenho 4 blogs e gostaria que e o visitasse.
    E se possível entrar como seguidor. Obrigado
    Os meus blogs são:
    http://truquedevida.blogspot.com.br/
    http://olhosdnoite.blogspot.com.br/
    http://melquisarcarde.blogspot.com.br/
    http://concientein.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Caro SilvioAfonso

    É um privilégio para mim estar aqui no seu blog a ler este texto tão profundo, tão humano e poético, que fala de amor e de partilha.

    Obrigada pelo seu convite e, se mo permite, fico por aqui... :)

    Abraço

    Olinda

    ResponderExcluir
  31. Uma amiga muito especial
    hoje marca a postagem do meu blog.
    Um ser divino que em pouco tempo conquistou corações nesse mundo virtual.
    O meu foi quase um dos primeiros a ficar apaixonado pelo carisma ,
    e grandeza de seu coração.
    Convido você a deixar seu carinho e fazer parte dessa preciosa amizade.
    Espero em Deus ter saúde o suficiente para conhece-la pessoalmete
    em 2012.
    Vou ficar agradecida com sua doce presença.
    Uma linda e abençoada semana.
    Beijos ternos e carinhosos.
    Evanir.

    ResponderExcluir
  32. Boa tarde Silvio,a alma de um palhaço também entristece, pena,pois ele transmite tata alegria que deveria ter recebido o dom de jamais ficar triste... boa semana

    ResponderExcluir
  33. Parabéns pelo post ..
    Já te sigo, me visite ..

    Abraços RioSul .
    http://www.riosul2012.com/

    ResponderExcluir
  34. Um texto em prosa poética lindamente escrito, pena que o sonho não seja realidade!

    Beijinho,
    Ana Martins

    ResponderExcluir
  35. Silvio,

    São meus sonhos secretos quem me mantem de pé. Jamais deixarei de sonhar.
    Muito lindo tudo que você escreve. Fiquei emocionada com o que li.

    Obrigada pela sua visita e elogio ao blog. Seja bem vindo ao meu jardim, e pode morar lá. O jardim se alegrou demais com sua presença.

    Uma linda semana,

    ResponderExcluir
  36. AMIGO AMADO POR TODOS E POR MIM TANMBÉM!!!!!!
    sABIAQUE DEIXEI DE TE VISITAR PQ NÃO CONSIGO ENTRAR NO TEU BLOG...NÃO SEI ONDE ESTAR O ERRO.aGORA CASUALMENTE ENTRANDO NO BLOG DE UMA AMIGA CLIQUEI E DEU CERTO .
    MEUS DESEJOS É QUE ESTEJAS BEM SEMPRE.POSTAGENS LINDAS E ARRAZADORAS VC FAZ.
    SABIA QUE MEU BLOG ESTÁ EM FESTA ?PASSA PARA COMER BOLO!
    BJSSSSSSSSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  37. Obrigado poeta por ter add meu blog.
    Emocionante seu texto.
    abração com carinho

    ResponderExcluir
  38. Que linda história Silvio...
    Beijão...
    Uma linda e iluminada terça-feira!
    Lorena Viana

    ResponderExcluir
  39. Silvio, a impressão q ficou da leitura do seu texto é q vc é demasiadamente humanista, isso é bom. Abçs.

    ResponderExcluir
  40. Um texto humano, com sentimentos aflorados, perfeito.
    Bjs

    ResponderExcluir
  41. Olá Silvio! Obrigada pela sua presença no meu cantinho. Fico feliz que gostas. Estarei seguindo seu blog sim, abraço. Tenha um bom dia (:

    ResponderExcluir
  42. Olá, amei seu blog.
    Curti cada palavra que vc postou aqui.
    Tomei a liberdade de postar em meu blog suas palavras, espero que não se importe. Passa lá pra ver, todos os poemas que eu amo, posto e coloco devidamente o autor e seu link.
    Estou te seguindo. Me segue tb...
    Bjokas Roberta

    ResponderExcluir
  43. Oi Silvio, obrigada pelo carinho de sua visita ao Rabiscos e também pelas palavras deixadas.
    Tens razão, amigo que é amigo não esquecemos nunca, mesmo que ele se distancie, como foi com o amigo que me presenteou com a poesia Vortices.

    Quanto a tua postagem, "Quando o palhaço chorou...", maravilhosa, li e fiquei aqui a meditar.
    Parabéns pela escrita.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  44. Obrigada pela visita, tenha uma linda tarde. bjos.

    ResponderExcluir
  45. Lindo adorei!
    Vc está de parabéns beijinhos.

    ResponderExcluir
  46. Lindo e emocionante texto, Sílvio!
    Parabéns pela sensibilidade e nobreza
    de alma.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  47. Olá, vim retribuir sua visita e já estou te seguindo! Um abraço!

    www.putzrevoltz.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  48. ...poeta querido,
    quantas vezes apoiamos nosso
    sorriso no sorriso de alguém
    e isso nos faz tão bem!!!

    eu amo te ler...

    bj, alma linda!

    ResponderExcluir
  49. Lindo texto.. realmente comovente e não saberia dizer melhor do que os comentários que já fizeram...a função do artista é essa mesma: mexer com as emoções dos leitores,coisa da qual vc é mestre..um abração,parabéns...

    ResponderExcluir
  50. Vim deixar um rastro da paixão q guardo pelos palhaços, especialmente aqueles que, dos olhos emanam o mais sincero do choro.. OU do riso.

    abç
    =)

    ResponderExcluir
  51. Olá Silvio!
    Hoje aqui estou para convidá-lo a passear pelo blog do meu amigo Jaime, com certeza irá apreciar
    artesdereis.blogspot.com/
    Bem se quiser passear pelo meu tbém, agradeço.
    Penso que todos devemos ter um palhacinho ou uma palhacinha dentro de nós parabéns!
    Marly

    ResponderExcluir
  52. Oi! Querido Palhaço Poeta,
    Fazia tempo que eu não passava aqui.
    Como sempre é gratificante ler seus escitos.
    Abraços

    ResponderExcluir
  53. Oi! Querido Palhaço Poeta,
    Fazia tempo que eu não passava aqui.
    Como sempre é gratificante ler seus escitos.
    Abraços

    ResponderExcluir
  54. Prezado Sílvio, peguei o selo dos mil seguidores e fiz uma singela homenagem em forma de poema:


    Homenagem ao Palhaço Poeta

    O palhaço faz rir
    Da tragédia anunciada
    Deste mundo ao exigir
    A coerência maquiada.

    Se ele finge o sentir
    Caricato na piada,
    E demonstra a seguir,
    A plateia erra aliviada.

    Mas, se chora o existir,
    Todos choram à expiada,
    Expurgando o devir
    Da falange transviada.

    Se ninguém resistir,
    Qual será a palhaçada,
    Que sorriso há de vir,
    Qual nação será guiada?

    Os meus parabéns e o meu abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  55. Gosto do que escreve, parabéns!

    Obrigada pela leitura de ambar e mel.

    abraço
    cvb

    ResponderExcluir
  56. bela-yohana@hotmail.com14 de agosto de 2012 14:46

    PARABÉNS!BRAVO!!!!!!!!SONHAR COM UM MUNDO MELHOR,E ACREDITAR QUE OS ANJOS ESTÃO POR AI A NOSSA VOLTA E A MELHOR MANEIRA DE NÃO SE PERDER NA AMARGURA.EU SOU MOVIDA A ESPERANÇA,DE QUE A MAIS MISTÉRIOS ENTRE O CÉU E A TERRA DO QUE SONHA NOSSA VAN FILOSOFIA.ABRAÇOS!QUE SUA MENTE SEMPRE ESTEJA A FIM DE SONHAR.

    ResponderExcluir
  57. Emocionante! Doce, terno e tão real! Lindo o que você escreveu! Tenha uma linda noite e voltarei para ler mais...

    ResponderExcluir


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.