quinta-feira, 3 de maio de 2012

TEM COISA QUE O TEMPO NÃO DESGASTA.

Eras tu. Eu tenho plena certeza de que eras tu a mulher que se banhava nua do outro lado da rua sob os raios de prata dessa mesma lua que de vergonha ainda não surgiu. 
Casebre de pau à pique, telhado baixo de sapé. Paredes de estuque esburacada pelo tempo, que rente, remete a gente aos tempos de antigamente.  A gente era jovem e eu, moleque ainda, saia cedo e voltava tarde para ganhar o pão de cada dia sem mesmo pelo cansaço, perder um dia de escola. Foi em uma dessas noites que eu resolvi atravessar a rua e na tua porta fui buscar uma palavra de consolo por ter trabalhado duro e nada conseguido. Foi o barulho da água caindo que me chamou para junto da porta do banheiro e sob uma luz trêmula de um candeeiro eu vi a silhueta de um corpo jovem como eu, mas bonito como manhã de primavera, nu, a se banhar. Eu tive um misto de vergonha, desejo e medo, mas guardei como segredo até que nós crescêssemos e eu pudesse te contar. Dizer sem receio, sem vergonha, do como ficou o homem diante daquele quadro. Uma bela mulher que a nada temia, que sozinha cuidava da tia e no banheiro só o meu olhar, nenhum pano lhe cobria o corpo. Ela tinha a graça de todas as garças, de um cisne leve como a brisa sobre as águas calmas de um lago frio. Vi muitos relevos e poucos pelos, mas devo te adiantar que o pouco que eu vi foi o suficiente para crescer em mim o homem de muito respeito e nenhuma coragem ou tu, naquele tempo não teria ficado sem ter no colo um filho meu, tamanho era o meu amor por ti e o desejo que aquela imagem provocou em mim.
Desejei teu corpo como o miserável deseja o pão. Sofri nos meus momentos de solidão, mas em tempo algum eu confessei o que vi, para ninguém. Confessei, no entanto, a  ti, por escrito, o motivo da minha partida. Por carta eu tinha sido informado que entre os aprovados eu fora agraciado para cursar uma faculdade do Estado. Felicidade sem tamanho, da minha família. Um sonho que eu ousei sonhar acordado. Motivo de festa e de lágrima. Chorei abraçado ao teu retrato e prometi a mim mesmo um futuro melhor, com teto de gesso e telhado à francesa, tevê com algumas polegadas, carro do ano na porta e você empilhada da criança, cada uma com a minha cara e o teu sorriso.  Não tive coragem de me despedir de ti, de dizer do meu amor e da minha dor em precisar partir. Não falei que te amava e não pedi que me esperasses, mas rezei para que tudo de bom te rodeasse.
De tentar beijar tua mão ou dos teus cabelos sentir o cheiro eu morri de vontade, mas não fiz. Do perfume de rosas como o que eu senti naquela noite quando fui te dizer que tinha feito um bom vestibular, eu jamais esqueci. Parti e estudei. Formei os sonhos de todos de minha casa e agora, mesmo que o anel que eu carrego no dedo me quebre todas as barreiras eu me sinto frágil e desamparado para bater na tua porta.    Sinto-me covarde para ouvir a tua voz me pedindo para entrar e entre o teu marido e a criançada arrumar um lugar para sentar.
- Bati leve com o nó do meu dedo na madeira velha e frágil de tua porta. Uma voz rouca seguida de tosse, pediu-me que entrasse. Meu coração descompassou  emudecendo na garganta a minha voz. Atrás de mim alguém vibrante, nervosa, gritou  meu nome e antes que eu me virasse atirou-se em  meus braços e entre lágrimas de euforia calou na minha boca o meu pedido de casamento, que foi aceito, com um beijo que nunca mais da minha boca descolou...

78 comentários:

  1. E o amor quando surge assim...atravessa o tempo, salta todos os obstáculos até poder viver a sua plenitude!

    Uma belo texto Silvio! Parabéns

    Beijo
    Sónia

    ResponderExcluir
  2. Ah,que lindo...essa história é real? Se for é mais linda ainda. E que seja eterno enquanto dure.
    Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  3. Poeta, fiquei arrepiada! Que lindo!
    Muita inspiração e sinceridade nas palavras...
    Muito amor, muito desejo.
    Perfeito!!

    Beijos!♥

    ResponderExcluir
  4. "E se naquele dia, voce tivesse
    se manifestado, talvez a garota
    tivesse se assustado e ai sim, voce
    nunca mais a teria em teus braços!"

    Adorei ler teu micro conto poetico.
    Lindo, suave e que nos faz viajar em pensamentos de momentos que um dia tambem ja tivemos e que talvez, se tivessemos sido apresssados, hoje não seríamos tão felizes com o amor que encontramos.
    Tudo tem seu tempo, sua hora, lugar e até seu momento especial!
    Precisamos e aprender a lidar com
    isso e ter paciencia para esperar.
    Ah, Silvio...Fiquei emocionada ao te ler hoje, pois me remeteu ao passado, adolescencia, onde tudo tinha que ser pra ontem, apressado.
    E o Amor tem que ser paciente...
    Sua esposa esta linda nesta foto, aliás, ela é linda! Abraços aos dois!

    ResponderExcluir
  5. Nossa, q história linda! Emocionante, tocante, sensível!

    Abs,

    Luiza Mallmann
    decorarsustentavel.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Ás vezes o homem sufoca a boca para não deixar falar o coração. Mas às vezes o coração irrompe com tal arremesso que nos deixa atordoados perante a magnanimidade de certos outros corações! E foi assim, que fiquei querido amigo Sílvio! A sua história tem tanto de amor como de poesia.
    Lindo coração, maravilhosa poesia de vida(s)
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  7. Bonita história,tudo bonito quanto
    vc..dexo aqui meu beijo carinhoso
    Tenha uma bela tarde
    Saudades!!!

    ResponderExcluir
  8. UAU e UFA... Lí tudo num fôlego só e depois precisei respirar porque senaum eu teria morrido entre uma vírgula e outra.

    Coisa linda demais meu (novo) amigo!
    Espero que tenha sido tudo verdade!rs

    abraços
    :D

    ResponderExcluir
  9. OLá poeta, eis-me aqui, sem lenço e sem documento, feliz com a poesia de amor que salta do texto, me encantando por saber que mesmo após anos e anos, nada desgastou daquele amor do passado, para ressurgir inteiro e pleno entre os dois amantes! Que bom!

    Muito grata pela visita ao SEMENTES PRECIOSAS, adorei!

    Volta mais vezes, volta?

    Bjos da Lu...

    ResponderExcluir
  10. Texto lindíssimo como o são todas as verdadeiras histórias de amor.
    beijinho

    ResponderExcluir
  11. Delícia de texto.
    Encanto
    e magia.
    Bravissimo!

    Bjins

    ResponderExcluir
  12. Olá Silvio,

    Lindo conto, repleto de amor , intensidade e poesia.

    Há sentimentos que não se perdem
    no tempo, quando fortes e verdadeiros.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  13. Pensei que fosse novela* juro; fiquei sem saber o que comentar, tu apronta tanto!
    Depois de ter lido o teu texto em outro blog, eu julguei que era sacanagem tua. Você é capaz de escrever tão bonito*...bem, mas é ficção, não é?
    Sabe, eu* quando era adolescente, me apaixonei, foi platônico* "mágico; imaginava tudo, tudo mesmo, e não me perdoo por não ter realizado o que tanto queria, "eu e ele". Até hoje sonho encontrá-lo ele está casado, e já não mora no RJ.
    Eu casei muito nova, também "com outro e fui infeliz...
    Hoje "prefiro viver só", pois eu não acredito mais nos homens.
    Beijo grande.
    Mery*

    ResponderExcluir
  14. quando se ama de verdade, o tempo é um mero detalhe..

    bjs.Sol

    ResponderExcluir
  15. Gostei do teu blog. Vou seguí-lo, sim, além de acompanhar suas publicações lá no Bar do
    Escritor. Abraço!

    ResponderExcluir
  16. Hoje estou super feliz meu Amigo..
    Eu li seu texto com muita atenção realmente fiquei emocionada .
    Um texto verdadeiro de um amor que venceu os anos e sobreviveu a tudo.
    Sinto que escreve de alma e coração tudo que sente um amor lindo e vivido a cada segundo .
    Amigo sempre venho no seu blog ler você sempre gostei das suas postagens.
    De hoje em diante vou deixar sempre um comentário estou feliz e agradecida por ter comentado no meu.
    Obrigada pela amizade e carinho.
    Beijos.
    Evanir

    ResponderExcluir
  17. Não é real, mas é belo demais...Bjos no coração

    ResponderExcluir
  18. Amor,amor,amor nossa busca ,eterna e linda ânsia.
    obrigada pela visita
    bjs

    ResponderExcluir
  19. E todos os poetas falam desse sentimento bom que nem o tempo desgasta.
    É sempre bom ler experiencias amorosas.Gostei daqui, vou segui-lo.
    Obrigada pelo comentário e visita.
    deixo abraços

    ResponderExcluir
  20. ...:)
    Gosto de o ouvir. Pronto!
    Ah! Mas não! Não era a minha história!
    ..era a história que eu gostaria de ter escrito!
    Abraço, querido amigo!

    ResponderExcluir
  21. Acredito como você, que tem coisa que o tempo não desgasta.
    É... o texto tem a minha cara quando falas deste amor eterno, deste coração apaixonado, de espera, sonhos e saudades.Sou mesmo uma eterna sonhadora apaixonada.
    Lindo texto.Arrasastes! Parabéns belo poeta!
    Bjs no coração Eloah

    ResponderExcluir
  22. Quando a amor é verdadeiro, ele espera, pois ele se alimenta da esperança.
    Linda história.
    Beijokas doces

    ResponderExcluir
  23. Fiquei honrada em saber que um poeta como você lê meus textos. Quando comecei a ler me senti totalmente sugada pela história, e a vi se desenrolando em frente aos meus olhos. É incrível como sua escrita é leve e cheia de sentidos. Adorei, estou sem palavras.
    Voltarei aqui ^^

    ResponderExcluir
  24. Fiquei honrada em saber que um poeta como você lê meus textos. Quando comecei a ler me senti totalmente sugada pela história, e a vi se desenrolando em frente aos meus olhos. É incrível como sua escrita é leve e cheia de sentidos. Adorei, estou sem palavras.
    Voltarei aqui ^^

    ResponderExcluir
  25. Olá..apesar de achar que o seu elogio ao meu blog foi talvez exagerado (isto porque é um blog muito pessoal que acho que não tem muito interesse, pelo menos para pessoas desconhecidas), desde já agradeço. Um elogio cai sempre bem e sim, já adicionei o seu blog...agora vou espreitar.

    ResponderExcluir
  26. Que lindo amigo,é desse tipo de homem que nós mulheres queremos sensível, apaixonado e que nos faça sentirmos amada! Parabéns

    ResponderExcluir
  27. Um amor lindo verdadeiro e intenso. Que seja assim até à eternidade. Uma forma de escrever brilhante que nos prende até ao final da história, meus parabéns.
    Bom fim de semana
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  28. E que seu amor continue assim.
    Lindo!
    Obrigada por visitar meu blog!
    Um ótimo fds!

    ResponderExcluir
  29. É lindo e emociona de verdade!Deixo meu carinho e um beijo!

    ResponderExcluir
  30. Belíssimo, parabéns...um amor que foi além do tempo...sei o que é!!!

    Um bom fds.
    BShell

    ResponderExcluir
  31. Perfeiçãoooooooooooooo divina!
    Agora fiquei até querendo saber se ainda existem homens assim,porque tudo anda difícil no campo dos sentimentos,muitos não são correspondidos,outros andam sendo extraviados,mas é a vida,dizem que quem acredita alcança,espero pelo dia em que verei isso acontecer pra mim tbm.
    Enquanto isso vou lendo e curtindo histórias tão lindas quanto essas.
    Ameii,um lindo domingo!!!=)

    ResponderExcluir
  32. Uma história encantadora, narrada com maestria e emoção.

    ResponderExcluir
  33. Passei pra te desejar um domingo maravilhoso e para agradecer todas as vezes que você carinhosamente esteve visitando meu blog.
    Espero que volte sempre, pois seu carinho por lá me deixa muito feliz...


    Beijos


    Ani



    http://cristalssp.blogspot.com

    ResponderExcluir
  34. Deveria ser ela, desde sempre, a te esperar,


    bjkas

    ResponderExcluir
  35. Gracias por seguirme ,me gusto tu blog ,también te sigo,saludos uruguayos

    ResponderExcluir
  36. Adoramos o post!!! Super interessante!!! Beijinhos e apareça no TC, para conferir as novidades!!!

    ResponderExcluir
  37. E essas descrições de fazerem ver com a mente e não com os olhos?
    Parabéns pelo jeito simples e apaixonado de escrever!

    ResponderExcluir
  38. Meu marido e eu gostamos da sua visita,fique sempre a vontade para voltar, pois será sempre um prazer recebê-lo em nosso blog...um abraço nosso

    ResponderExcluir
  39. Oi Silvio,
    O amor verdadeiro atravessa o tempo, enfrenta obstáculos e dura para sempre...
    Tenha um ótimo domingo e uma excelente semana, bjus...

    ResponderExcluir
  40. Nossa!! você escreve muito bem!! Parabéns, você realmente tem um dom.

    Obrigada pela visita ao meu blog, estou seguindo de volta!

    Bjus

    www.unidanvivi.blogspot.com

    ResponderExcluir
  41. Olá Silvio

    Adorei seu blog e sua visita, obrigada. Seguindo também.
    Amanhã publicarei um post lindo, tenho a certeza que vc vai adorar.

    BJ0000000000.................
    www.amigadamoda1.com

    ResponderExcluir
  42. Silvio, estou encantada! Primeiro a delicadeza de sua visita, então, ao vir lhe conhecer, me deparei com um texto tão bonito. Eu tenho a lhe agradecer, pq algumas vezes não acredito mais na possibilidade de viver um amor...

    BEIJOS e tenha uma semana abençoada.

    ResponderExcluir
  43. Que texto mais lindo, adorei, me emocionei aqui!!!
    Uma boa semana pra vc querido!
    Beijossss

    Bruna
    www.deliriofashionista.blogspot.com
    @delirio_fashion

    ResponderExcluir
  44. Desenhastes um clarão no breu da vida, com este texto repleto de humanidade.
    Bjão, meu amigo

    ResponderExcluir
  45. Agradecemos a visita e fique tranquilo, nunca brigamos, nos amamos e quem ama não briga nunca.
    Um abraço nosso, José e Maria

    ResponderExcluir
  46. O amor tem uma força avassaladora e, quando o dique se rompe....quem pára o rio??
    Beijocas e boa semana.
    Graça

    ResponderExcluir
  47. Uma linda semana perfumada com cheirinho das flores! beijos carinhosos♥

    ResponderExcluir
  48. Passando pra desejar uma bela semana a ti e tua familia. Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  49. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  50. Meu querido amigo

    Ler-te é adentrar a tua alma, pois é com ela que te escreves, adorei.

    Deixo um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  51. Linda história de amor, Silvio... Parabéns e felicidades!
    Ps.: Obrigada pela visita.
    abraços e tudo de bom!

    ResponderExcluir
  52. Esse é um dos segredos do amor, resistir ao tempo.
    Obg pela visita no meu blog, volte sempre!

    ResponderExcluir
  53. Que história mais linda!!! É pra ler e manter um sorriso no rosto. :D

    ResponderExcluir
  54. ooooooownnnnn ti bunitinho! eu não ia mentir pra vc, vc realmente escreve incrivelmente bem, e merece muito + que uma seguidora! :-)

    até mais

    www.unidanvivi.blogspot.com

    ResponderExcluir
  55. Querido Silvio Afonso, eu só tenho que aplaudir e agradecer por essa literatura de cunho popular, envolvendo histórias curiosas e totalmente reais de nosso cotidiano.

    Excelente mini-conto!
    Obrigada pelo presente que desenhou nas rendas de meu blog.

    grande beijo pra ti, meu neo-amigo!

    Lucinha

    ResponderExcluir
  56. Nem o tempo, nem nada! :D

    Obrigada pela adesão no Só para dizer...

    Abraço, adorei seu espaço.

    Tati.

    Att.

    ResponderExcluir
  57. Boa tarde.Intenso esse texto.Gostei muito.Hoje me aventurei em meu pri-meiro conto.
    Acabei de publicar.

    ResponderExcluir
  58. Uma feliz semana, meu amigo!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  59. Respondi ao comentário que o senhor fez no meu primeiro conto. Mandei o email pedindo informação sobre os livros. Somente amanhã voltarei ao computador. Agora vou estudar.
    Boa noite e obrigado.

    ResponderExcluir
  60. Lindooooo demaisss para mim foi isso. Sagrado!!

    Beijos colado agora para sempre do lado!!!
    Boa noite!

    ResponderExcluir
  61. Existe tempo para todas as coisas....
    :D

    ResponderExcluir
  62. Boa noite!Estou aqui para agradecer a sua visita,e seu comentário.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  63. Bom dia Palhaço Poeta.
    Vim deixar uma observação:
    Respondeu a todos
    os comentários
    e parou na hora
    de responder ao
    do Reflexo d'Alma?
    Como assim?
    Direitos iguais, oras.
    É brincadeira,
    mas é uma observação sim,
    será que
    acabou o tempo na lan house
    logo na hora?
    Ahh...
    rsrs Bjins

    ResponderExcluir
  64. Aq estou eu novamente,
    É um belo texto, ñ pra fazer chorar mas pra pensar em nosso tempo de adolescentes, quem ñ as teve uma história parecida pra contar, um amor não correspondido, secreto, impossivel, enfim... o q faltou foi coragem pra contar, publicar e isso vc o fez mt bem, confesso q ñ me surpreendi, bjs meu amigo e estarei aguardando o próximo.

    ResponderExcluir
  65. Tão lindo! Adorei seu texto!
    Obrigada pela partilha;o)

    ***
    Um abraço da França e feliz dia****

    ResponderExcluir
  66. Venho agradecer sua amável visita. Será uma honra continuar a tê-lo como meu leitor, Obrigada, Bshll

    ResponderExcluir
  67. Belos textos. Parabéns! =]
    Obrigada pelo carinho no meu blog.
    Continuemos... :]
    Ótima quarta, fique com DEUS! =D
    Abraços, Tati.

    Att.

    ResponderExcluir
  68. agradeço presença tua em campos nossos de girassóis

    viva la vida

    hugs

    ResponderExcluir
  69. Lindíssimo, uma história maravilhosa de amor e versos.

    Grande abraço!.

    ResponderExcluir
  70. E assim num galopar incessante,seco, pujante, destrincha as amarras de um belo amor.Texto encantador ao pormenor.Abraço de leitor atento as suas criações.:- BYJOTAN.

    ResponderExcluir
  71. Lindo e emocionante conto de amor! Parabéns!

    ResponderExcluir
  72. Seu texto é fabuloso, querido.

    Um amor para vida toda...


    Beijinhos e uma linda semana.

    ResponderExcluir
  73. Oi Silvio, pode deixar que vou te seguir, adorei os poemas. parabéns, são lindos.

    ResponderExcluir
  74. É muito bom reler
    postagens suas de um tempo remoto.

    ResponderExcluir


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.