segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

A VERDADE DE VINÍCIUS.

"O homem que diz ser, não é. Porque quem é mesmo, não diz. Aquele que diz, vou, não vai. Porque quando foi já não quis. Assim falava a canção". 
Recordo esta passagem do cancioneiro para dizer que  sou de todos os que existem por aí o mais interessado em se fazer entender com  meias  palavras.  Talvez por falta de jeito com as letras ou por ignorância velada. Tem vez que me digo ser um mal jogador, e sou mesmo. Um articulador de meia tigela, isso com certeza eu sou, mas um falso palhaço, aí eu tenho as minhas dúvidas.  E se alguém me perguntar o por quê da necessidade de escrever essas coisas, de colocar para o público do qual não conheço o nome  ou o endereço, todas as minhas fraquezas e verdades, eu lhe responderia que sou um cara que fala com jeito e cuidado para não confundir o que eu sou com o que acham que pareço. Para não subestimar os que se sentem inferiores e para não engrandecer os que gigantes se entendem. Arrepia-me a ideia de que pensem que eu sou o super-homem e com isso me joguem do alto de um prédio para voar em círculo encantando a criançada, ou em mim atirem pedras por acharem que não passo de um cão vadio. 
Falo por metáforas, sim. Gaguejo algumas vezes o mesmo verbo para que não confundam o que eu digo com o que acham que falei.

16 comentários:

  1. Palhaço Poeta...
    Deixo pra nós todos uma canção do mesmo Vinicius da Verdade que cita, com meu carinho sem restrição essa linda canção:
    Samba da Bênção
    Vinicius de Moraes
    Cantado

    É melhor ser alegre que ser triste
    Alegria é a melhor coisa que existe
    É assim como a luz no coração

    Mas pra fazer um samba com beleza
    É preciso um bocado de tristeza
    É preciso um bocado de tristeza
    Senão, não se faz um samba não

    Falado

    Senão é como amar uma mulher só linda
    E daí? Uma mulher tem que ter
    Qualquer coisa além de beleza
    Qualquer coisa de triste
    Qualquer coisa que chora
    Qualquer coisa que sente saudade
    Um molejo de amor machucado
    Uma beleza que vem da tristeza
    De se saber mulher
    Feita apenas para amar
    Para sofrer pelo seu amor
    E pra ser só perdão

    Cantado

    Fazer samba não é contar piada
    E quem faz samba assim não é de nada
    O bom samba é uma forma de oração

    Porque o samba é a tristeza que balança
    E a tristeza tem sempre uma esperança
    A tristeza tem sempre uma esperança
    De um dia não ser mais triste não

    Falado

    Feito essa gente que anda por aí
    Brincando com a vida
    Cuidado, companheiro!
    A vida é pra valer
    E não se engane não, tem uma só
    Duas mesmo que é bom
    Ninguém vai me dizer que tem
    Sem provar muito bem provado
    Com certidão passada em cartório do céu
    E assinado embaixo: Deus
    E com firma reconhecida!
    A vida não é brincadeira, amigo
    A vida é arte do encontro
    Embora haja tanto desencontro pela vida
    Há sempre uma mulher à sua espera
    Com os olhos cheios de carinho
    E as mãos cheias de perdão
    Ponha um pouco de amor na sua vida
    Como no seu samba

    Cantado

    Ponha um pouco de amor numa cadência
    E vai ver que ninguém no mundo vence
    A beleza que tem um samba, não

    Porque o samba nasceu lá na Bahia
    E se hoje ele é branco na poesia
    Se hoje ele é branco na poesia
    Ele é negro demais no coração

    Falado

    Eu, por exemplo, o capitão do mato
    Vinicius de Moraes
    Poeta e diplomata
    O branco mais preto do Brasil
    Na linha direta de Xangô, saravá!

    ResponderExcluir
  2. Bom... Não só porque ele é meu pai que fico adimirada com os textos dele. Mas sim porque ele tem uma paixão por isso inigualável.

    Obrigado pai, por tudo que passamos juntos.

    Te amo, Rebecca

    ResponderExcluir
  3. Olá Sílvio!
    Bem vindo!
    Foi uma enorme e grata surpresa encontrar esta clareira! E se não fosse um simples comentário,teríamos um debate! O que se é e o que parece ser! A forma desassombrada como escreve é fantástica.Faz com que,além do tema, seja um prazer lê-lo.
    Muito bom mesmo!
    Até breve
    Abraço

    ResponderExcluir
  4. Adorei seu blog tb... obrigada pela visita, volte sempre!!!

    ResponderExcluir
  5. Muito interessante...
    Obrigado...
    Voltarei...

    Abraço-te

    ResponderExcluir
  6. "Quando foi já não quis."
    Ah não! Ainda quero.. quero sempre!


    Beijo, ótimo restinho de semana pra você!

    ResponderExcluir
  7. eu gosto muito dessa música e tb gostei bastante do que escreveu!
    =)

    beijão

    ResponderExcluir
  8. As metáforas as vezes podem ser confusas para quem nao vê a vida em poesia!!!

    Beijoss

    ResponderExcluir
  9. Olá Silvio, Parabéns pelo seu blog, e obrigada pela visita!!!
    Vou voltar aqui mais vezes. Adorei a forma como você se expressa, o que torna a leitura agradável e instigante!!!\São textos que levam e elevam a uma grandiosa reflexão!Mais uma vez, Parabéns

    ResponderExcluir
  10. Olá! Adorei a sua visita e seu comentário no meu blog! Estou por aqui te visitando e agradecendo cordialmente! Seu blog PALHAÇO POETA, é super interessante e os textos são pura verdade. Parabéns!

    ResponderExcluir
  11. Olá Silvio, boa noite.
    Ótimo post! Como sempre...
    Tenha um ótimo final de semana, bjus...

    ResponderExcluir
  12. Gostei da visita que fiz.
    Agora, estou a seguir.


    O comentário da Grande
    Filha a cima, encantou-me.
    Beleza pura.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  13. Olá!

    Ser ou não ser,ter ou não ter,ou seja,no século 21 muitos vê pela aparência e não pela atitude ou índole.Muitos tem tanto poder,mas a alma é vazia.Então amigo seu texto ficou muito bom, gostei imensamente.

    Abraços e uma boa semana.

    ResponderExcluir
  14. Um texto bastante lndissimo e um blog interessante

    Se quiseres visita-me e boa semana

    carla granja

    http://paixoeseencantos.blogs.sapo.pt/

    ResponderExcluir
  15. Salve, mestre :
    Gostei do teu texto e das alusões ao grande Vinicius, que se simplificou para ficar popular.Eu também me embaralho com as palavras e porisso entendo o que você quis dizer. Um abraço, boa semana..

    ResponderExcluir
  16. Viva Silvio!!

    As suas palavras são inteiramente sinseras, de isso não tenho dúvida.
    Gosto de ler os seus textos:-))
    Aproveito para agradecer as suas generosas palavras para o meu livro.
    É uma honra para mim ter o seu nome no meu livro.
    Um Abraço
    Quito Arantes/ Portugal

    ResponderExcluir


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.