quinta-feira, 1 de setembro de 2011

VOO SOLO

Não adianta porque não vou me perguntar aonde foi que eu errei. Não vou sofrer por ter tentado e mesmo que tudo tivesse dado certo, como parece que vem dando, que eu vou deixar o meu lado perfeccionista me cobrar por algo a mais que eu deveria ter feito, mas não fiz. Foi assim com a criação dos meus filhos. Eu não sabia aonde enfiar a minha cara quando descobriram que eu não sou o super-homem que a eles eu disse que era. Que eu não sou imortal, como a eles jurei um dia. Que não sou o melhor dos pais, mas sou quem mais os amou e isso eu provo a cada instante. Eu tentei porque achava que conseguiria que tivessem caráter, que respeitassem os fracos e não rissem dos inválidos, oprimidos. Mas se tivessem que chorar, que não fosse em causa própria, mas pelos que não têm lágrimas, pelos que sofressem ou não soubessem que chorar não é vergonha.
Eu apliquei todos os conhecimentos que os meus pais um dia me passaram na criação dos meus meninos. Caminhei com eles para que soubessem que andar com um pé de cada vez é possível, mas com os dois juntos só manteremos o corpo inerte e esquecido. Mostrei-lhes o que era honra. Ensinei-lhes a sorrir sem melindrar e formei com eles um castelo com as letras da nossa língua. Um dia eu vi que o corpo deles emplumava. Que já tinham forças e desejos próprios e foi aí que eu abri a gaiola do meu coração e os deixei que fossem. Voaram em direção ao sol, deram rasantes perigosos e a noite pousaram no mesmo galho aonde eu construí o nosso ninho. Tudo estava certo. Tudo saia melhor do que eu planejei, mas o tempo trocou-lhes a cor das penas. Mudou os anseios e as vontades, assim como a rota pra onde iam. Mudou a cor dos meus cabelos, a elasticidade da minha pele e o amor por cada um dos quatro filhos que deixaram vazios os seus lugares na minha mesa no jantar. Não é sempre, mas tenho tido deles notícias doces, meio sem sal e até salgadas eu já recebi. Não foi para estas dúvidas que eu os quis a cada um. Não constava do meu planejamento que sofressem, que chorassem ou quem sabe um dia, que morressem...


29 comentários:

  1. O tempo passa, as coisas e cores mudam, mas fica o que temos em nós...Lindo!


    abraços,chica

    ResponderExcluir
  2. Olá Silvio
    Sem palavras a expressar tanta beleza em um só texto. É a vida meu amigo.
    Abração

    ResponderExcluir
  3. Olá Silvio como vai?
    Muito obrigado por visitar o meu blog e por gostar dele, tô surpresa e feliz...adoro gente com o pensamento livre e as ideias soltas..custumam dar otimos filosofos...bons escritores...criticos eletricos...e amigos eternos....rsrsrsr
    Adorei seus textos e tô ficando.
    Muito obrigado por me achar nesta bloggosfera enorme...
    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Tão eterno apaixonado, seja cada escolha uma lição de pós-viver, e cada pós seja um sorriso que fará o sol renascer mais laranja, mais luz, mais quente ao frio do sofrer...

    Seja tu o poeta que verá esse sol nascer...

    ResponderExcluir
  5. Pra mim que acabei de por um rebento no mundo o que dizer? O que esperar do destino dele?
    Infelizmente a vida não nos prepara para perdas e parece que nossos "passarinhos" ao criar asas nos deixam com um sentimento danado de perda.
    Obrigado pelo carinho deixado no meu blog!

    ResponderExcluir
  6. Meu querido, passando pra desejar um lindo Setembro, que ele seja colorido repleto de doçuras, que ele traga alegrias e vida renovada, beijos :)

    ResponderExcluir
  7. Olá meu querido..
    Que saudade!
    Andei ausente e quando volto me deparo com esse texto belíssimo.
    A vida realmente nós dá surpresas e mudanças...
    Bjus meu anjo

    Deixo aqui o lunke de minha página no Faacebook !

    http://www.facebook.com/pages/Di%C3%A1rio-de-uma-Brutinha/213955391993267?sk=wall

    Brutinha

    ResponderExcluir
  8. Podemos fazer tudo que julgamos importante para as pessoas, ensinar tudo que já aprendemos, preparar para que não sofram as mesmas quedas... mas não podemos viver por ninguém, mesmo que o coração peça, sofra, queira trocar de lugar.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  9. Olá:

    Passei por aqui para desejar uma boa semana.

    Um beijo.

    Nita

    ResponderExcluir
  10. Agradeço que curta meu facebook.

    ResponderExcluir
  11. Mas quando nós, filhos, ficamos um pouco mais de tempo na casa dos pais, por ainda não termos encontrado nosso caminho, eles vivem nos mandando ir embora... Talvez você também não gostasse de ver seus filhos enredados aos seus pés... Cada um precisa trilhar seu próprio caminho e os pais precisam criar os filhos para o mundo, e não possuí-los como se possui um brinquedo... e, na vida, todos passam por sofrimentos, não podemos pôr filhos no mundo pensando que a vida deles será um "mar de rosas", pois isso não existe... o sofrimento faz parte da vida de todos os seres humanos, e talvez nos faça crescer...

    ResponderExcluir
  12. Oi meu querido passando pra desejar uma linda semana, que ela seja abençoada, e iluminada, com todas as cores possivéis, beijos grandes..

    ResponderExcluir
  13. Lindo o voo solo Silvio! Nós somos aquilo que damos. Se fizemos o melhor é porque somos assim, os melhores - acredite! Assim foi conosco e assim será para os filhos e os que sucedem.Escrevestes lindamenteo teu amor pelos filhos.Parabéns pelo maravilhoso texto. Tenha uma semana linda na mesma proporção do teu coração.Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  14. Vim trazer meu olá,
    tambem minha certeza de que quem cuida com amor,
    não erra nunca nem
    caso haja excessos.
    Volto depois com calma, preciso absorver o texto
    por inteiro, pois é rico e não desejo perder nada.
    Bjins entre sonhos e delírios

    ResponderExcluir
  15. Boa noite...sdds tuas, mas se queres assim, assim será...quanto aos filhos sao presentes de DEUS para continuar nossa vida...abraços

    ResponderExcluir
  16. Setembro chegou é o mês que eu nasci.
    para encantar a vida dos meus pais.
    Era tão lindo meu aniversário
    minha mãe fazia aniversário um dia depois de mim.
    Hoje sinto tristeza nessa época mais também agradeço
    a Deus por mais um ano de vida.
    Dói a saudade mesmo sabendo que hoje
    ela mora com Deus.
    Sentembro é para mim o mês mais lindo do ano
    tudo porque é meu aniversário.
    Setembro chegou e com ele a primavera
    com seu perfume suave das flores.
    Uma feliz quarta feira.
    Beijos com perfume das flores angelicais.
    Evanir
    O tempo pode passar mais a beleza que existe no coração essa acumula creditos para o futuro.

    ResponderExcluir
  17. Bem, sei que é formador de opinião
    e gostaria que passasse la no blog e deixasse suas impressões por lá no assunto que levanto hoje.
    Seria tambem bem interessante se recomendasse para seus leitores e leitoras,mas se comentassem pois é a forma que tenho de saber como
    esta a escrita sobre tal assunto.

    Quanto a seu texto é importante ressaltar que
    o amor é diferencial , sejam conhecidos, amigos ou familiares.
    Pois é verdade que o amor tudo sofre, tudo espera e tudo crê.
    E recuprações plenas é necessario tempo e tempo.
    Alguem querido meu, sangue luta ja 6 anos, 4 internações e sabemos que elas(as internações ) são formas de limpar o organismo e devolver o ser para viver entre os seus.
    na verdade as recaidas são parte e a contagem de recuperação se dá de acordo com os espaços entre uma queda e outra.
    Ha um belo ator, ex fa vera Ficher, ele disse em entrevista que so apos as decima segunda recaida foi que ele parou e refletiu. Nesse tempo ele ja recaia de 6 em 6 meses. O entrevistador pergutou: Vc esta de fato curado? Beberia algo para se provar?
    Ele lindamente sorriu e disse:
    - Prefiro não me provar, vivo hoje bem sem isso.
    E seguiu pra surpresa do reporter:
    Mas acredite, se eu recair, serei homem o suficente pra levantar e recomeçar a caminhada rumo a sobriedade, pq para o vicio não ha cura e sim renuncia.
    Palhaço Poeta, eu chorei de soluçar diante dessa verdade assumida diante de uma camera.
    E as familias, religiões, terapias e etc... caminham em outra direção, lamento tanto.
    Desculpa, enchi su espaço de bla bla bla...
    Bj

    ResponderExcluir
  18. Ola!!!

    Passando para lhe convidar a fazer parte desta campanha a favor da leitura no BRASIL que não lê, somos o clube dos novos autores, longe da fama, glamour e massa capitalista literária; vem com a gente viver esse sonho a base da inspiração anônima; todos os meses sorteamos nossos livros entre nossos seguidores, e para isso basta seguir o blog e comentar - eu quero participar do clube dos novos autores!
    Dia 10/09, 16 livros, e contamos com o teu apoio ao nosso sonho regado de esperança, sangue, suor e paixao pela literatura brasileira!
    Vamos juntos expandir a leitura em nosso país em prol de uma BRASIL melhor!
    beijo grande e te espero lá!

    Adriana

    ResponderExcluir
  19. Belissimo despertar da verdade, em palavras fortes e concisas. Bom ter vindo te conhecer. Já me tornei sua seguidora, com muita honra. Abraço afetuoso.

    ResponderExcluir
  20. Sílvio, lindo esse seu quase desabafo... deixo pra vc um trecho de um hino religioso que gosto muito e que combina perfeitamente com as suas palavras:

    "Tu me fizeste uma das tuas criaturas
    Com ânsia de amar
    Águia pequena que nasceu para as alturas
    Com ânsia de voar
    E eu percebi que as minhas penas já cresceram
    E que eu preciso abrir as asas e tentar
    Se eu não tentar não saberei como se voa
    Não foi a toa que eu nasci para voar."

    Se chama Águia Pequena e é de Pe. Zezinho, linda canção! Lindo Post! Lindos sentimentos!

    ResponderExcluir
  21. Oiii poeta!!!
    Me desculpa querido, é que as vezes a gente passa tão rapidamente, mas agora sim, estamos conectados e tamojunto!
    beijos

    ResponderExcluir
  22. Se nós não nos fazemos super heróis para nossos filhos, somos feitospor eles. Precisamos desse elo mágico para ensinar e aprender a vida, alternando momentos de fantasia com momentos reais e momentos em q somos obrigados a encarar a vida de frente...é nesses momentos q nos lembramos de nossos super heróise tiramos dealgo q ficou o elixir para nosso alívio.
    Abreijos carinhosos da f@

    ResponderExcluir
  23. Olá querido poeta, qta emoção em seu primeiro texto, emocionante demais e mt profundo tb, adorei!Qtas verdades tb foram ditas de maneira tão linda, parabéns!
    Um grande abraço da Gena

    ResponderExcluir
  24. Gostei muito do texto do dia 9.9, pois vamos seguindo pela vida em meio a despedidas, até de nós mesmos. Nunca os mesmos, uma metamorfose ambulante, já dizia raul seixas.

    ResponderExcluir
  25. Sílvio, pode ter a certeza cartesiana dos números que compoem o universo: você não errou em absolutamente nada. Foi o melhor pai, o melhor exemplo e o melhor amigo que seus filhos poderiam ter. Pela sua história, por tudo que estou lendo e descobrindo sobre você neste blog. Estou encantada com a pessoa linda que você é. E muito feliz por ter conhecido você, um novo amigo. Vou continuar lendo toda palavra, cada emoção descrita com as letras que decifram quem você é.

    Parabéns pela sua vida, por toda essa bagagem que emociona quem te lê.

    Abraços!

    Andreia Sieczko

    ResponderExcluir
  26. Eu tbm viajo no q escreve..e não sei o q acontece q os meus comentarios não são enviados.Hj mais uma tentativa..Bjos em sua alma plena de Luz!!

    ResponderExcluir
  27. Eu fui pai aos 16. Tenho um filho de 14... por enquanto ele ainda janta aqui ao meu lado, todos os dias. O crio para que um dia tenha a sua própria mesa de jantar, mas nem penso nisso ainda.
    Seu texto me fez lembrar da metáfora do Chico, "saudade é arrumar o quarto de um filho que já morreu"...
    abraço.

    ResponderExcluir


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.