quarta-feira, 8 de junho de 2011

AINDA ESSA DROGA DE DROGA.

Todos os anos a Pátria convoca seus jovens para defender suas fronteiras, sua bandeira. São esses jovens de boa família, estudantes e ainda alinhavando sonhos que combatem as guerras que não provocaram. No final de cada combate voltam, quase todos, sequelados; mutilados ou sem juízo. Os outros descansam aonde sentiram cair seus corpos, em uma rasa sepultura. A história não tomou conhecimento de desertores e se algum fato desse aconteceu foi um ou outro caso isolado. Ninguém se acovardou na guerra que não provocaram. É por isso meu amigo que o fogo da esperança não se apagou, ainda arde. É por isso que a gente teima em não desistir, em não deixar que você se perca ou se entregue de corpo e pensamento a uma guerra que agora é nossa, mas é, principalmente sua. Lute, meu jovem, meu amigo ou verá chorar a sua filha, esposa, pais e amigos, não pela sua deserção, mas por sua morte. Eu sei que você conta com a gente, mas a gente precisa contar com você.
Força, cara! Mostre de quem você é filho...

14 comentários:

  1. Olá Silvio
    Um excelente texto, patriota sem ser piegas. Adorei.
    Abração

    ResponderExcluir
  2. Ainda ontem ao chegar ao trabalho, uma querida me abraçou, deu adeus e foi embora em viagem.
    Não perguntei para onde nem o que ia fazer.
    Mas sempre ha os que se encarregam de dizer,
    mas eu ja sabia. Agora por seis meses
    ele se juntará a seu jovem
    que decidiu lutar por si mesmo,
    mas ela
    que ja venceu todas as batalhas que dela eram, vai ser a sentinela ao lado dele
    fora do pais. Na tentativa de que ele
    re
    co
    me
    çe.
    Sabado eu, ela e a familia minha nos encontramos em um sarau montado exatamente para mim, que nem sabia disso.
    La percebia que ela olhava pra meu filho que era o musico da noite e seus olhos brilhavam em esperança...
    eu
    nem sabia, mas dessa noite de sábado,
    da visão meu caçula
    e de minha familia, ela criou forças pra deixar a pátria com seu querido
    e ontem, antes de ir, marcou comigo e meu filho um encontro pra janeiro...
    É lindo esse alimentar de esperança
    e é intenso
    esse amor que move gladiadores de lutas que na verdade não são suas...
    Vou esperar que ela chegue no exterior, se aloje com seu lutador que conheci em um momento dele muito ruim,
    logo que se instalarem vou mandar pra ela o que repito pra mim e para todos que tem batalhas junto aos seus:
    "Lembre que deve lutar com ele e não por ele."
    Acredite; tambem partilho dores parecidas, só não adiante externar, prefiro lutar.
    Bom dia.

    ResponderExcluir
  3. Onde houver esperança haverá vida.. e consequentemente chances de mudanças.

    Um beijo em seu coração..
    Verinha

    ResponderExcluir
  4. Querido Silvio adorei as sinceras palavras...
    Texto perfeito para esse momento que passamos..
    Bjus e sucesso

    http://diariodeumabrutinha.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Silvio,

    Feliz em compartilhar de sua casa .
    Obrigada pela grata recepção.

    Uma abordagem verdadeira de uma
    grande e constante luta.


    Desejo uma Noite de Paz.

    ResponderExcluir
  6. Guerra é uma merda. Eu vou preso, enforcado, mas não vou se convocado. Os presidentes dos países envolvidos que se matem num ringue. Já acho um absurdo ter que se alistar, pior ainda ter que ir "defender a pátria mãe"...
    Uma mãe que te manda pra morte? Foda-se ela...

    ResponderExcluir
  7. A força que vem da terra! Dizer que é lindo?

    Pois vai tão além, que a palavra se torna tenra!

    Mas sim, na falta de outra, lindo!

    Com a beleza do teu olhar ♥

    ResponderExcluir
  8. Que linda mensagem, Silvio!
    Passa coragem e fé a quem está a sucumbir, nesse triste caminho.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  9. Parabéns palhaço poeta, que lindo gesto de dar forças a pessoas que passam por essa situação. Droga que destroí os jovens, uma leva de juventude já comprometida, se matando. Tens minha admiração!

    Beijocas e bom final de semana.

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  11. Mais do q nunca ele precisa de vc, dos amigos e da família, é uma guerra difícil, mas tenho certeza q vai vencer,o apoio e a força de vontade são fatores fundamentais.

    beijos e ótimo sábado!


    Mariz

    ResponderExcluir
  12. Olá Silvio!
    Fiquei muito feliz com a sua presença em meu Blog, por isso resolvi retribuir...
    Abraço.

    ResponderExcluir
  13. Paso hasta ahora aquí,por su espacio y me encuentro un texto que no sólo pasa en su país,también en el mío y seguirá pasando.. Gracias por sus palabras y cuente conmigo como su seguidora,que seguro aprenderé mucho más.


    Makeda.

    ResponderExcluir
  14. Odeio guerras. Nunca achei uma guerra útil. Porém, ficamos sempre num dilema... Porque, existem pessoas más que ainda não se encontram desenvolvidas para aceitarem opiniões e críticas e negociarem. Por isso mesmo, a força tem de ser usada e mortes em vão. Contudo, continuo a achar triste. Morrem muitos inocentes e, a maioria das pessoas nem sabe porque luta... Talvez um dia consigamos viver numa sociedade sem guerras, onde o meio principal de discussão será o diálogo.
    Obrigado pelo seu comentário,
    Carlos Leite, http://opintordesonhos.blogspot.com

    ResponderExcluir


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.