quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

MAIS UM DIA DE MARIA




Estava pronto pra sair para o seu trabalho quando a mãe telefonou pedindo urgente que ele fosse ter com ela. Pelo embargo da voz o filho presumiu a gravidade do problema.
Deixou de lado a obrigação que tinha com a empresa que o contratara e seguiu em direção à oitava casa daquela rua de onde viera o pedido de socorro.  Felizmente ou infelizmente chegou a tempo de tomar no  colo o corpo ainda quente do pai que falecera.
- Ele me deu um beijo no rosto, como fazia todas as noites quando ia se deitar, virou  para o canto da cama e com o sorriso com o qual me conquistou dormiu o último e derradeiro dos seus sonos, disse-me a viúva enxugando os sofridos e chorosos olhos que de tão azuis faziam doer os meus. 
O filho abraçou o velho em sua cama e o tomou no colo como era feito com ele nos tempos de  criança para abrir o peito e gritar até perder a voz;  - pai, acorda! Acorda meu pai, fala comigo! E desabou na convulsão do pranto.
Depois de alguns anos do acontecido o mesmo  jovem que seca no rosto uma lágrima atrevidadeita ao chão o olhar e jura que dos detalhes já não se lembra, mas a mesma memória que congelou na sua retina as melhores imagens do pai também congelou o seu coração que jamais perdoou a morte, por tê-lo matado. O seu pai era, como são todos os outros, um herói. Não um herói de capa, escudo e espada, mas um herói de caráter e vergonha, de honra e companheirismo. Ele era jovem quando conheceu a moça alta e loira, de olhos claros e muito bonita, quer nos dotes físicos e nos seus   princípios, e que vinha de um  casamento mal resolvido do qual trouxera três meninas e um garoto espevitado. O pai, agora morto,  encantara, como fora encantado pelo olhar  meigo da mulher nos quais vejo bondade em forma de pessoa e por conta disso escrevo a história que  conto agora.  Casou-se com ela  em poucos meses, para torná-la e também ser feliz anos a fio, mas precisou lutar com muitos leões em sua arena e vencê-los todos.  Como pedreiro construiu casas e prédios, pontes e calçadas para sustentar a mulher e os filhos que considerava seus. Deixou de comprar os bilhetes de cinema, do maracanã e do teatro que só os conheceu com a presença dela. Usou os domingos para trabalhar como biscateiro, mas à faculdade a todos os filhos ele levou. Formou doutor e professores. Formou homem e mulheres. Hoje, no aniversário da moça que foi um dia, ela conta a forma carinhosa como Deus levou o seu companheiro para o lado dele. Levou um exemplo que ele, Deus, nos deu como filho. O verdadeiro filho do Homem.
Parabéns Maria, pelo seu aniversário e pelo amor único que tu deste ao homem que de tão digno, de filho me chamava.
[A você, mulher dos olhos de todas as cores onde o verde predomina e que ao meu lado ouviu, entre lágrimas, o conto que eu conto, o meu beijo de companheirismo e de amor].
silvioafonso.

24 comentários:

  1. Parabens pra Maria e o fruto de seu ventre.
    Belissimo texto o seu. Sabe que também ja tive minha Maria comigo e a 12 anos não mais. Um dia conto um pouco dela que você mesmo ja me mostrou algo dela, sem nem mesmo nos conhecer:a mim e a e minha Maria.
    Aceite, com carinho dedico a ela esse humilde poema.

    Muito mais que Maria

    Mais que Maria; Mãe singular.
    Mais que Maria ela viveu pra amar.
    Muito mais que Maria;
    viveu e conta de sua vida deu
    Mas que Maria; hoje sobre o altar
    olha os seus,
    reconta saudades de tudo que já viveu
    Mais, muito mais que Maria,
    saúda os que ao redor dela firmes na vida
    mantém-se.
    Nasceu Maria,
    Amou como Maria
    E hoje aos pés da cruz
    Em gratidão
    Feliz e recompensada Maria de Jose
    e seus cinco frutos de seu amor,
    eles também seus amores
    Maria sorridente se mantém.
    Tive a minha, mas
    Amo sua Maria também...
    Parabéns bela senhora Maria
    Que tão lindos frutos ao redor
    De si mantém.
    Catiaho Reflexo d’Alma 07:22 de 24 de fevereiro de 011

    ResponderExcluir
  2. Que lindíssimo, querido, nossa!!!

    Que homenagem plena de amor e consideração.

    Emocionante de linda ♥

    ^_^•

    Parabéns à Maria!

    ResponderExcluir
  3. Hola Silvio!

    Não saberia afirmar de fato ser este conto fictício, ou a vida como ela é, mas tocou-me profundamente.

    Tocou-me porque a presença da morte, mesmo em horas vencidas, sempre há de causar um certo incomôdo como se fosse eternamente una persona non grata e quem poderá afirmar o contrário afinal?

    Tocou-me ao deixar visível o amor e a sorte que algumas almas possuem de encontrar neste mundo, muitas vezes caótico e hostil, sua alma gêmea e generosa.

    Por não ter encontrado ainda a minha androgenia perdida (permanece verde minha esperança) muito sensibilizou-me. Diria até mais do que deveria, ou que deveria eu permitir, mas enfim, a vida tem mesmo destes "caprichos" e que bom sermos alvos, ainda que nos façam verter uma lágrima aqui e outra ali.

    Bjs no seu coração e alma gentil.

    Avessamente.
    Vitalina de Assis.

    ResponderExcluir
  4. Lindo. Simplesmente lindo. Mulher de sorte a Maria. Lembranças como essa é a melhor herança que um pai pode deixar.

    Bjs fraternos

    ResponderExcluir
  5. Que texto lindo Silvio,
    me fez lembrar a parte pior de minha história que talvéz um dia eu conte.
    Parabéns a Maria.
    Afinal Todas as Marias são as melhores de todas as mães, essa não é diferente.

    Adoro vir aqui,
    gosto demais de ler o que vc escreve, esse texto foi uma da smelhores coisas que já vi na Blogsfera.

    bj

    ResponderExcluir
  6. Silvio,devemos honrar pai e mãe...
    Afinal fomos honrados por elaes com o dom da vida.
    Esse amor,incondicional é sentido e experimentado de uma forma tão natural e única que nem sempre nos damos cota de toda asua grandiosidade...Mas seu texto tocou o coração e através das suas palavras sentimos-Amor.
    Beijo no coração.

    ResponderExcluir
  7. obrigada pelas palavras tão bonitas e simples em meu blog, fiquei muito feliz... te sigo por aqui também! grande abraço.

    ResponderExcluir
  8. Silvio!

    Que linda homenagem! Parabéns à Maria, que sem dúvida alguma, deve ser alguém muito especial!

    Lindo o seu texto!

    Bjs.

    Erica

    ResponderExcluir
  9. Selinho de Amigo de Ouro pra vc, meu bem!

    http://diariodakiro.blogspot.com/2011/02/selinho-amigo-de-ouro.html

    Bjinhoss!!!

    ResponderExcluir
  10. Silvio,

    Estou aqui só para agradecer...
    Obrigada, obrigada por engrandecer o relato do meu filho.

    Você é lindo.

    ResponderExcluir
  11. Lindo...quantas Marias gostariam de ter um homem assim...Passando pra marcar presença e matar a saudade...Bom domingo!!!!

    ResponderExcluir
  12. Silvio querido. O nome da minha mãe tbm é Maria. Marias são especiais!
    Tão lindo o seu texto. Com certeza sua força e sensibilidade vêm de berço. Adoro ler vc. Desculpe por estar um pouco afastada. Realmente estou num momento de muita correria. Mas, continuo amando suas palavras e sua poesia, viu? E passando por aqui sempre que for possível Bjão meu querido

    ResponderExcluir
  13. oi.
    passando para te desejar um bom domingo!

    ResponderExcluir
  14. Olá Silvio
    Obrigado pela visita ao meu blog e pelo comentário. Quando puder volte, vou gostar muito.
    Bjux

    ResponderExcluir
  15. Sentia saudades do meu amigo que Poeta não tem nada de palhaço. Me deixastes lisonjeada com tão doce comentário, e é por isso que insisto em delirar naquele espaço que às vezes me faz sentir tão boba, porém hoje me tornou muito especial... Sorte ter estes meus amigos que sinto no coração e alma. Beijo no teu coração de Maria (puro amor) e afagos em tua alma sensível .

    ResponderExcluir
  16. OI,muito interessante seu blog, to passando aki pq vi vc é seguidora do blog do meu amigo, Mailson, e por isso quero convidar vc para dá uma olhada no meu blog http://otaviomsilva.blogspot.com/
    desde Já agradeço, Forte abraço

    PS; Sigo de volta

    ResponderExcluir
  17. Realmente tocante, linda homenagem. E linda, porque,sinto, extensiva a todas as mulheres. Gostei do que disse a Vitalina; "Tocou-me ao deixar visível o amor e a sorte que algumas almas possuem de encontrar neste mundo, muitas vezes caótico e hostil, sua alma gêmea e generosa.".Eu não saberia dizer melhor. Forte abraço..

    ResponderExcluir
  18. oi, passando apenas pra retribuir o agradecer e comentário, sua palavras são muito profundas e autoativas para mim, principalmente "Sonho de ganhos
    e perdas. Sonho de vida e de morte. de vitórias vagabundas e magníficas
    derrotas." não vai demorar para0 você ver um poema no meu blog baseado nesse seu comentário. Forte abraço

    ResponderExcluir
  19. Olá Silvio,
    que texto lindo e emocionante que você nos proporciona!
    Vim deixar um carinhoso abraco e votos de um lindo dia!
    Bjs

    ResponderExcluir
  20. bela-yohana@hotmail.com18 de agosto de 2012 11:50

    SILVIO LINDO!VOCÊ FALOU DE SENTIMENTOS PROFUNDOS E QUE ESTÃ0 ENRAIZADO NA ESSÊNCIA DE NOSSA ALMA.TODOS NOZ TEMOS UMA MARIA EM NOSSAS VIDAS.E UM PAI QUE MESMO NEM SEMPRE PERFEITO,NOZ ENSINA NOSSOS PRIMEIROS PASSOS.PARABÉNS!TENHO CERTEZA QUE MARIA ESTÁ ORGULHOSA DE TI.

    ResponderExcluir
  21. Uma família e suas lutas. Depois das lutas as vitórias depois das vitórias a morte..Diga-me ó morte onde está teu galardão !!!!
    Querido esta é a vida..que vida?..Sabe! Acabo de perder minha mais bela inspiração...Mnha mãe que me fez tão feliz..Há um mês levo no coração a dor de perdê-la e perder tudo...Os meus dias são curtos tentando levar a vida entre sorrisos tristes e alegras passageiras..mais ainda estou aqui.

    Um estimado abraço em teu coração.

    Beijo

    ResponderExcluir


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.