quarta-feira, 8 de setembro de 2010

UMA NO CRAVO, DUAS NA FERRADURA

Quantas vezes entre tantas me peguei sonhando? Tantas moças quanto eu dava conta, nem contei. Contam, as três, que, de quando em vezeu temia pelo desempenho pois duas para cada uma perfazem um total de seis. Sol na porta, luz no quarto cheio de perfume. Cheiro de vela apagada, de beijo lambido, rasgado, moleza no corpo, trabalho forçado, satisfação da alma, corpo cansado, largado, saciado.
silvioafonso

7 comentários:

  1. Fala Palhaço Poeta!
    Passando pra deixar um abrço dos amigos do Espelhando!
    Honra ter vc conosco.
    Vamoss eguir espalhando palavras ao vento.

    ResponderExcluir
  2. Olá.. Mais uma vez nos encantando com a postagem..
    beijos...

    ResponderExcluir
  3. Ia ter descanso, apenas um dia da semana né, kkkkk
    Isso seria bom ou ruim? Cada um sabe de sim. Bj poeta

    ResponderExcluir
  4. Linda semana pra n´so todos!
    Que seja
    pro
    du
    ti
    va.
    E...adoro
    Cheiro de vela apagada(prefiro cheiro dela acesa), de beijo lambido, rasgado, moleza no corpo(conjunto delicioso de sentir e fazer sentir), trabalho forçado(depende), satisfação da alma(sempre), corpo cansado, largado, saciado(mas sabendo que é preparo para o
    re
    co
    me
    çar...sempre).

    Bjins entre sonhos e delírios

    ResponderExcluir
  5. Olá! Depois de tanto tempo sem escrever no meu blog, estou voltando e ao abrir meu blog vi que você segui o meu,me sentí honrada pois o seu blog é muito bom também, parabéns...
    Até...

    ResponderExcluir
  6. Bom dia! Obrigada pela seu cometário no meu blog é sempre bom ler opiniões.Um abraço! E tenha um ótimo dia :)

    ResponderExcluir


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.