quinta-feira, 30 de setembro de 2010

EM ORAÇÃO...

Perdão, senhor, se eu não creio em nada, mesmo acreditando em tudo. Perdão por eu não ir à sua igreja, mesmo sabendo que eu cumpro com as minhas obrigações pagando a quem eu devo e respeitando os meus amigos, filhos, parentes, assim como eu respeito a pátria que eu tanto amo. Perdão por eu não dar esmolas quando a minha humildade não se faz presente. Por eu não ajudar a quem precisa só por não ter como socorrê-la. Perdão por eu não ser o super-homem que os meus filhos acreditam e por isso não salvar a minha cidade da violência à ela cometida. Perdoe-me por, tão tarde, eu descobrir os meus medos e os meus defeitos, por eu voltar cansado à casa depois de um longo dia de trabalho e me prostrar na rede para fugir de novos compromissos.
Enfim, perdoa-me por eu ser assim, tão frágil e igual a todo mundo.

silvioafonso

13 comentários:

  1. Tenho um demônio que me diz todos os dias que eu recebo o prêmio das coisas boas que eu faço no exato momento em que as faço (a satisfação por ter feito algo bom), e que serei punido por todas as coisas ruins que eu faço (ou boas que não faço).

    A conta nunca fecha, sempre estarei no vermelho. Um mais um nunca será dois, pelo menos para mim.

    Ao menos podemos pedir perdão.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. .

    Os meus demônios são como os
    teus; induzem-me ao pecado para
    que existam. Só que eu os
    suborno...

    silvioafonso.





    .

    ResponderExcluir
  3. Então...
    ai ai..
    Há um livro
    que tem uma porção de
    coisas mal interpretadas,mas gosto dessa especialmente
    e casa com seu texto
    e com o comentário
    do Lupo
    "O bem que eu quero
    eu não faço,mas o mal
    que não quero,
    esse sempre
    faço"
    Bjins entre sonhos e delírios

    ResponderExcluir
  4. Lindo e sincero,

    Quantas vezes eu me sinto incapaz e quantas vezes eu acho que já fiz demais!

    Ah sei lá, só mesmo uma Deus para entender a nossa forma de ser...

    O importante é ter a consciência de que se faz o que dá e deitar a cabeça no travesseiro e dormir!

    ResponderExcluir
  5. e eu q nem acredito mais?
    ainda vale como pecado ou agora estou livre?

    ResponderExcluir
  6. Eu deveria pedir perdão todos os dias, mas pelo que eu nao sou.

    ResponderExcluir
  7. Antes mesmo de pedir perdão, Ele já havia perdoado!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Maravilha de poema!
    Eu tambem vivo em pecado!!!!!!

    ResponderExcluir
  9. E acredite que com sua humildade, és perdoado.

    Palhaço poeta, fiz uma postagem sobre um certo palhaço triste, está convidado para vê-la!

    ResponderExcluir
  10. Olá poeta, vim agradecer a visita, adorei o comentário, me visite sempre.
    Aproveito para desejar um feliz aniversário, sê muito feliz, muita saúde e é claro, inspiração para nos encantar todos os dias. Um abraço

    ResponderExcluir
  11. .

    Você não assinou o que disse,
    por isso, só me resta dizer;
    obrigado e nada mais...

    silvioafonso

    .

    ResponderExcluir
  12. Legal, legal. Vim ler, como faço sempre.
    Agora resolvi lhe convidar a seguirmos nos blogs. Aguardo
    Abrass
    Sigamos aqui
    http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Olá Silvio!
    Obrigada por suas palavras na minha página, é um prazer muito grande incrementá-la com sua presença que só acrescenta ao meu coração.
    Bem vindo amigo!
    Que Deus continue lhe abençoando.
    Beijos nesse seu coração que sem dúvida é lindo também quanto o seu blog.
    Eu! Leilinha

    ResponderExcluir


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.