sexta-feira, 12 de março de 2010

CARA DE MEIA LUA.

Os opostos se atraem, mas quando a relação não vinga diz-se que eles nada tinham a ver.
Cara metade. Metade da cara, da laranja, da vida. Como saber qual seria a minha metade e em sabendo, em que parte do planeta ela se encontraria?
Ah, deixa prá lá, haja vista que a metade da minha cara que mora comigo não é metade é um todo, pois me satisfaz de corpo e de alma e por mais que eu cresça e queira aparecer, a minha altura não é maior que a poeira cintilante das sandálias dela.

silvioafonso

4 comentários:

  1. ai que declaração mais fofa, sua cara-toda [já que não é metade] deve ter amado =]

    beijos e boa semana,

    MM.

    ResponderExcluir
  2. Vc tem um dom maravilhoso com as palavras.
    vim agradecer pela mensagem do dia internacional da mulheres. Q coisa mais linda!
    E lendo o seu post, q fala q vc não chega à altura da poeira cintilante da sua amada... eu quase caio pra traz de tanta emoção. Vc é um gênio apaixonante.

    Princess Beauty.

    ResponderExcluir
  3. Silvio: me encantei por seu espaço...poeta nato...desfila alegremente entre as palavras!!!
    Abraços mil!!!

    ResponderExcluir
  4. É, tem razão!

    nada de metades, medidas...
    Pessoas são um caso a parte,
    Por mais q faça parte
    De um todo...
    Há apenas q se fazer sentido
    Como na música existe
    A harmonia

    L.Leal

    ResponderExcluir


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.