segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

THE DIARY

Não faço diário para guardar as minhas histórias, como outras pessoas também não fazem.
Somos, de alguma forma, pessoas que sonhamos com o mar nos lambendo os pés e com a brisa tecendo em nossos cabelos uma choupana de amor.
Tem gente assim, como eu, não tantas que possam tropeçar umas nas outras, mas tem. Existem aquelas, inclusive, que lêem livros e entre as letras se perdem olhando as flores, o pôr do sol e os beijos na boca.
É verdade! Tem gente que sonha com a vida que todos deveríamos ter. Vida que nos deixasse sorrir de olhos fechados, braços abertos em cruz contra o vento que força na cara a chuva que encara o céu, já não tão azul. E mesmo sentindo tudo isso, eu não vejo a necessidade da criação de um diário pessoal, até porque a nossa consciência nos induz ao grito das nossas dores, dos nossos prazeres tão cheios de verdades e de amor para com os que, verdadeiramente, gostam da gente.

silvioafonso

4 comentários:

  1. Silvio,
    Tem sim... "Tem gente assim", que não precisa registrar em diários, pois diariamente se rende ou aos prazeres de viver tudo isso que você poeticamente descreveu, ou revive nas lembranças tudo que viveu.
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Agradecido pela atenção.

    Na verdade, não significa que eu não esteja tendo um Ano Feliz. Sinceramente? O desejo a ti. =)

    ResponderExcluir
  3. É 2010, novo ano, novas esperanças e com ela a velha vontade que não passa de estar aproveitando ao máximo o tempo que nem 2010,2009 ou outro ano qualquer tenha arrancado da minha alma que é o melhor que Deus me deu, a oportunidade de ter um Pai, pois com tanta gente a volta o silencio do vazio da alma só é quebrado quando batemos com muita força e assim o derrubamos fazendo um enorme estrondo e colocando pra fora os cacos estilhaçados, onde ai sim a figura paterna vem e diz: deixa que eu cato meu filho.

    ResponderExcluir
  4. A VIDA DE CADA UM DE NOS JÁ É UM DIÁRIO. NÃO GOSTO DE VOLTAR AO QUE JÁ FOI. MÁS SEI QUE ESTA GUARDADO EM MINHAS LEMBRANÇAS, E QUE A QUALQUER MOMENTO POSSO BUSCAR. TENTO SEMPRE QUE POSSIVEL BUSCAR O QUE FOI BOM! VIVO A VIDA COMO QUEM ESCCREVE UM LIVRO SEM FINAL, AS VEZES ME PERCO EM MINHAS FANTASIAS E FAÇO DELAS MEU PRAZER. QUERIA QUE EM MEU DESTINO ESTIVESSE O DIREITO DE MUDAR AS COISAS. MÁS SEI QUE É UTOPIA. MÁS SIGO O MEU CAMINHO, OLHANDO EM FRENTE. SINTO O VENTO NO MEU ROSTO, O SOL QUE NASCE TODOS OS DIAS. E A CHUVA QUE LAVA, MUITAS VEZES PARA TRAZER DE NOVO A VIDA. SIGO EM FRENTE ATÉ QUE UM DIA, O LIVRE-ARBÍTRIO ME DE A OPÇÃO DE ESCOLHA. PARABÉNS! ADORO LER VOCÊ.

    ResponderExcluir


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.