quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

EM PEQUENOS FRASCOS, GOTAS DE AMOR...

Foi lindo.
O pai marcou, não veio. Briguei com os meus pares sem mesmo saber que o mediador desta contenda seria a pequenina Gabi; relaxei, me rendi.
Ela chegou trazendo na bagagem a mãe, o pai e sua avó a tira colo, ou bota colo, como queiram. Pequenina de tamanho e idade, porém grande Gabi no amor de cada um.
Todos os reis e marechais, princesas e herois tiveram o tamanho que tem a Gabi. Todos foram Gabi um dia e tiveram o privilégio de por sobre o seu sorriso, sorrisos maiores e mais bonitos o sobrepuseram. Sorriso largo e sincero de parentes, amigos e amores. É muito fácil tomá-la ao colo para dizer-lhe palavras que nem mesmo quem a tem nos braços entende. Gabi sorri. O mundo sorri para Gabi e o futuro se esmerando na preparação de uma vida linda, cheia de graça e de flores, que, certamente cobrirão seus passos, onde quer que possa ir.
Louvado seja Deus no céu e Gabi aqui na terra, entre nós.

silvioafonso.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

CHEIRO DE AMOR...

Seduz como seduz a cruz, o alho, o olhar diferente da serpente que cobiça, atrai e mata.
Mata a fome o desejo. Mata a vergonha ou morre de sede dentro d’água, sobre o leito, do rio, do cio.
Perde a vaidade, estimula a fome, morde doído o peito desse homem que mata a sua sede para não ver agonizar a dor da carne machucada no pontal do seu arpoador.
Apagam-se as luzes, um grito entre dentes é ouvido no silêncio da cidade.
Ele parte no surgir do dia. Sob um véu, jaz a moça, virgem de tristeza destemida, preconceito, própria vida.

silvioafonso.

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

NA HORA AGÁ...

DESNUDA era a página onde eu repousava toda a minha atenção quando a net saiu do ar. Li com calma, sem pressa. Sonhei nos devaneios da poeta. Bebi dessa leitura pra perder o senso e o siso, perdi o endereço do juízo e num corajoso voyeur, eu me tornei. Vi, ali, a paz se dissipar. Vi o fogo se alastrar queimando nela os seus pecados. Com a língua em chama os seios foram lambidos como o resto do seu corpo. Senti o cheiro do desejo, destemido jazi despido e a parte mais sensível do meu corpo, com as próprias mãos eu agredi. Sem noção ou razão eu lia o que foi dito. A invasão do meu corpo era um atrito e a fricção jorrou no ar o sumo de um homem que tem o nome agregado ao sobrenome e com o retorno da Internet eu despertei.
silvioafonso.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

MORRENDO DE SEDE, DENTRO D’ÁGUA...

Quanto mais eu gosto e entendo, mais eu tenho me calado com a política praticada em nossa terra.
Somos o seleiro do mundo, ou um dos três maiores deste planeta. Mesmo assim entramos em uma pororoca avassaladora, como todos os países entraram. Uns chegaram às raias do afogamento e outros simplesmente se molharam. O governo brasileiro se gaba de ter feito surf nas águas que desempregaram chefes de família, fecharam fábricas e comércios, ficando o seu crescimento em menos 3% no último trimestre do ano anterior e 1% no primeiro deste ano. Eu não sou economista, mas leio os jornais, acesso a internet e converso com quem sabe, portanto, eu não sou um alienado e mais; o Brasil não foi o primeiro a sair da crise, como disseram os governistas, foi sim, eu acho, o quarto ou quinto país emergente, já que a China avançou 6% na comparação com igual trimestre de 2008.A Índia apresentou recuo no ritmo de crescimento com alta de 7% do Produto Interno Bruto. A Coreia do Sul que caíra 5% do PIB no último trimestre de 2008, não só recuperou o prejuízo como cresceu 0,1% no seguinte.
Recessão nestes países, nem pensar.
O resto todo mundo já sabe; muita lero, lero e pouca ação.
E tenho dito.

silvioafonso

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

NUNCA MAIS EM COISA ALGUMA...

Você não é da esquerda, centro ou direita. Não vota, mas não reclama do governo que rege a sua vida. Torce pela seleção do seu país, mas não tem um clube que mereça o seu ódio ou o seu amor. Você não tem nome de homem ou de mulher porque qualquer um cairia bem para uma personalidade indiferente e indecisa como a sua.
Enfim, qualquer coisa que você fosse não interessaria nem mesmo a você ou a um ser inteligente, normal qualquer. Portanto, meu amigo, mesmo que eu saiba que você acenderá uma vela para o diabo eu recomendo que faça o mesmo para Deus, porque só ele entenderá a sua incerteza e poderá indicar o caminho para os seus pés.
silvioafonso.

NEM MAIS UM INSTANTE...


Como ficará a minha cara quando o tempo que passa por sobre mim pisar com pés de ferro os meus desejos, libido e levar consigo a percepção que eu tenho do cio da mulher que eu tanto quero?
Sofrido, cabisbaixo, sem riso, com siso e saudoso certamente eu vou chorar o passado recente que faz da gente o ser humano que todos somos.