terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

UMA NOITE NÃO É IGUAL A OUTRA.

Foi por brincadeira que ele viu a coisa séria. Num programa
da Internet ele escreveu sobre a sua vida, mostrou as coisas
que tinha e que gostava, conheceu pessoas e também da
imagem que viu dela . Tentou uma aproximação, um
contato e se falaram. Primeiro um recado, um convite e logo
uma proposta de encontro que mais tarde lhes
mostraria o verde radical e o maduro paradoxo. Encontros
e emoções, sim e não a toda a prova. Acertos, discussão,
ponto de partida, reta de chegada e a vida corria como um
rio manso na estação das águas.
Eram diferentes em hábitos e costumes, o gosto e o futuro
se completavam no contraste dos opostos que, quanto
mais teimavam, mais se descobriam, se entendiam, se
atraiam. Psicologia, história, literatura e esporte. Vinha o
que viesse e os dois deitavam, discutiam, se fortaleciam
na conclusão. A vida deles já não pertencia a um ou
ao próximo, mas a ambos e os dois se tornavam um.
Devastador, demolidor, como é o tempo descontando as
melhores notas e as piores, cauterizou a vida deles numa
triste média. Antes ou durante, não me lembro, eles se
bastavam. O mínimo que ele oferecia era tudo o que ela
pretendia e com ele não era diferente. Passaram-se as
horas, dias, anos e agora tudo é natural, nada mais é
novidade, nada prende ou liberta.
Quando ele faz alguma coisa, para ela ele faz com carinho,
mas ela entende como quem sorri de uma piada ou fica
triste com o pranto alheio. Ele sabe que a vida tem o seu
prazo de validade e em sendo assim os sentimentos
também podem perecer...
Antes eles lapidavam os sentimentos e jogavam fora o
excedente porque se bastavam. Agora ela aceita certo
tipo de atenção porque a dele já não contunde.
Esse tempo, senhor de todos os males também é o
senhor de todas as reflexões e com este sentimento ele
encerra a sua caminhada com o cair da tarde, o fim de
ano e o cair do pano.

silvioafonso.
.

6 comentários:

  1. E o verde se fez cinza.
    De um cinza hora claro, hora escuro. Hora nem um nem outro.
    As gotas de sereno, tal qual as lembranças, veem devagar, suavemente, mas no fim molham as faces dos descuidados.
    Não há distância, nem fim declarado, só o cinza que marca o tempo. Será que chove??

    beijinho

    ResponderExcluir
  2. O jeito é respirar fundo, pois esse post me faz reviver (em pensamentos) o passado que não é tão passado assim.
    Como dizer, o que comentar? Já nem sei.
    Pois o que penso é muito mais rápido do que consigo escrever aqui.
    Nesse misto de sensações de já ter vivido isso, fico sem saber se dou alguma opinião ou, se me calo.
    Se dói! Ah!!!! Como dói.
    Mas passa.
    E o pano que cai, como se fosse cortina que se fecha ao final de todas as "peças".
    Esse mesmo pano se abre, no mesmo formato de cortina que aos poucos vão mostrar um novo espetáculo.
    O ESPETÁCULO DA VIDA.
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. UMA APRENDIZ...
    Mas se chove a planta viça. O cinza permea o branco e o negro e o verde orvalhado brilha na luz da lua sem distância ou declaração de fim.

    CODINOME BEIJA-FLOR...
    Eu não passei por isto, ainda, mas não exulto com a sua vitória, já que para esta conquista você sofreu e se fez, eu sei, mais pura e mais segura.

    .

    ResponderExcluir
  4. as vezes me pergunto o que vale mais a pena, se a intensidade do breve instante(dos muitos que perdi),ou a comodidade de viver no outono.
    obrigada pela reflexão.
    beijo

    ResponderExcluir
  5. Sempre quiz viver, mesmo com erros, mesmo com sofrimento, mesmo arriscando, mas viver.

    beijinho

    ResponderExcluir
  6. Não devemos deixar a rotina castigar o sentimento que outrora foi acariciado,mais devemos continuar regando como que fosse uma plantinha recém-nascida..O amor ele tem que ser renovado a cada dia..com palavras , gestos amorosos, para não esquecer o gosto do mel. Nada pode mudar e se mudar o vento leva o melhor que a vida nos presenteou..Para que dar ao vento o Pão?...aquela ou aquele que Deus nos confiou para servir e doar-se.
    De verdade que eu nunca encontrei em um homem a alegria de viver,mais reconheço que eu sou sol!Não perfeita mais cheia de qualidades para alguém de caracter.

    Um eterno beijo e um fim de semana cheia de êxitos e alegrias juntamente a família.

    Rachel Omena

    ResponderExcluir


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.