terça-feira, 25 de dezembro de 2007

O DEQUE DO LEBLON.

Meu Deus, que vista linda! Como esta praia é bonita...
Juro que não tinha visto um céu tão azul e areia mais branca,
assim. Noto ainda que o verde desse mar se funde e me

confunde na cor do céu. Cara, como ficou bonito o tempo depois
da chuva! Ah, minha Rio de Janeiro querida, como a tua beleza
se destaca das outras cidades. Eu não teria coragem de deixar-
te nem que o sucesso e o meu futuro estivessem num Estado
outro qualquer. Minha cidade amada conte comigo e tu, sempre
que quiseres, me verás pisando o branco de tuas praias e sob os
raios escaldantes do teu sol eu mudarei o colorido de minha pele
numa eterna gratidão. Por tua hospitalidade, teu carinho e o
teu encantamento eu morrerei falando do amor que por ti eu
tenho.
silvioafonso