sábado, 11 de agosto de 2007

O HOMEM NO TEMPO.


Voltei no tempo e colorido me vi bonito.
Trazia na pele o bronze dos atletas e nos olhos o brilho
do alvorecer.
Meu coração batia forte como batem os tambores anunciando
a pajelança.
Todos os dias eram de festa, todas as noites não tinham fim.
Sorri muito, talvez mais do que devesse, mas sorri até que me
faltasse o fôlego e fui feliz, muito feliz.
A mão que segurava a minha, a mão que me guiava a vida
desprendeu-se e me vi sozinho.
Retrocedi no tempo, voltei no vento e nela que eu me encontrara,
dela me vejo perdido agora, sem vontade alguma de ficar, sem
uma lágrima pra chorar, sem vontade de viver...
silvioafonso

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.