terça-feira, 28 de agosto de 2007

MEU ALIMENTO DE PAIXÃO


Seus seios, seus fartos seios aonde eu encontrei abrigo e ouvido
para os meus anseios e queixumes.
Seus seios. Seus tenros seios como colchão novo me acolheram
e embalaram o sono tão gostoso e bem dormido.
Seus seios...
Seios quentes e sedosos pulsavam no meu rosto num embalo e
me ninavam.
Seios lindos, brancos e viçosos me fartavam de alimento, de

desejo e de paixão.

silvioafonso

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.