segunda-feira, 13 de agosto de 2007

CHEIRO DE MAR...


Eu gosto do simples, mas não abro mão do raro.
Gosto de sentar-me na raiz do cajueiro o olhar o sol por
entre as folhas. Ter a mão da mulher amada, suave, em
minha nuca e os seus doces lábios beijando o meu rosto.
Gosto de sussurros sem palavras que arrepiam o corpo e
o cheiro do mar prenunciando a sua vinda.
Prefiro o simples, ao raro livro de gramática aonde eu tenho

que decorar as regras pra mostrar que sei..

silvioafonso

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.