segunda-feira, 6 de agosto de 2007

AS GAIVOTAS BRANCAS...

Você correu, por isso cheguei depois nesta
praia deserta aonde o vento tem cheiro de
mar. Fomos recebidos por um bando de gaivotas
e até as águas nos veio beijando os pés.
Pego em suas mãos e olho nos seus lindos olhos
o sol que se põe atrás de mim no prenúncio do
anoitecer. Giro para ao seu lado ver o fenômeno
da luz na criação das cores. Como que se
despedindo do dia o mar bate mansinho, as
gaivotas voltam pros ninhos e eu como elas
levo você comigo para o aconchego dos meus
desejos.

silvioafonso

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.