domingo, 24 de junho de 2007

SOL DO DESERTO.

Vivia na miragem dos meus dias, no oásis da minha
imaginação. Você esquecida de suas coisas e de sua gente
deixava os seus sonhos e as fantasias e sem medo vinha pra
mim. Vestido largo, longo, branco como a minha insanidade
no limite do meu eu. Vinha linda desdobrada em riso brando
iluminando a face, braços estendidos pro abraço e a vida
aberta para aminha. Que mal há se existe música em sua vida
e se eu nem quero saber se o DJ sabe do seu gosto musical?
O que eu quero é queimar meus lábios nos seus beijos e colorir
meu corpo no sol dos seus desejos no deserto de nós dois.

silvioafonso

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.