sexta-feira, 22 de junho de 2007

CRIANÇAS NÃO MENTEM...

Elas corriam, pulavam e sorriam
como todas as crianças. Eram
filhas de gente de qualquer raça,
qualquer credo e qualquer
profissão. Brincavam como que
fossem irmãos siameses, sem
cobrança, sem diferença. Que
bom seria se elas não crescessem
ou, se crescessem que não
descobrissem, no outro, a cor
diferente da pele, o tamanho do
salário com os seus bens e
mordomias, se tivesse. Que o
respeito e a igualdade imperassem
como elo entre o pobre e o abastado,
entre os homens e as mulheres,
como fazem as crianças que ora
correm, riem, sem vergonha e sem
mentira
.
silvioafonso

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.