sábado, 23 de junho de 2007

MORRO FLORIDO.

Meu bom Jesus dos morros onde as flores são mais
lindas! Quem é essa mulher que se despiu pra mim,
entorpeceu a sua alma e num conflito de lucidez e
loucura falou de amor? Quem seria a criatura de quem
o criador temeria conhecer os sonhos? Como eu saberia
que ela metamorfoseava os sentimentos se neste espaço
eu não passei com a minha sombra, como? Saber mais de
você quando eu imaginava ter o seu corpo e a sua alma
sob os domínios do meu amor é o mesmo que a insanidade
me tomasse às rédeas da razão. Eu sou o mesmo que sorriu
e chorou, mas sou outro quando visto pelos olhos da moça
que se fez sem as roupas do medo e o desejo de não errar,
jamais.

silvioafonso

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.