terça-feira, 26 de junho de 2007

JARDIM DE PASSARINHO.

Toque o meu corpo, mas com a sutileza do beija-flor.
Mantenha o orvalho em minhas frágeis pétalas que para este
cuidado eu lhe dou o que de melhor eu tenho em meu interior,

o doce dos meus pensamentos.
Trago este mel na minha boca para dizer doce o seu nome.

Para beijar doce a sua boca e me lembrar do doce que você é.
Quero viver no paraíso dos seus olhos e levar você para comigo
habitar o jardim dos colibris.


silvioafonso

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.