segunda-feira, 25 de junho de 2007

HORA DE COLHER...

Eu falo enquanto ela ri. Eu choro enquanto me olha entre
a sobrancelha e o ombro, numa indiferença, talvez.
Tenho vergonha do que falo e faço, mas sei do perdão de
Deus quando penso no amor que brotou em mim ao germinar
a semente que ela plantou na boa terra do meu peito.

silvioafonso

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.