terça-feira, 26 de junho de 2007

DOMINGO DAS MÃES...

Sinto a falta de minha mãe, sinto a tua distância e
entristeço na ausência que a mãe dos meus filhos cria.
Quero dar um beijo, ofertar uma flor, falar de carinho e
até chorar eu queria, mas engulo essa dor. Os filhos

estão comigo, mas sinto-me só. A razão exulta ao me ver
introspectivo, mas o amor me oferece o passaporte, cujo
destino és tu. Tu que reúnes todas as mães, filhos e esposas
numa figura ímpar de desejo e de mulher.

Feliz dia das mães, estejas tu onde estiveres.

silvioafonso

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.