terça-feira, 26 de junho de 2007

DE TANTO PROCURAR...

Eu não estou triste eu estou cansado.
Andei na hora em que todos repousavam.
Subi quando todos já vinham descendo e
fiquei quando os outros já tinham ido embora.
Enquanto a festa acontecia e o Roupa Nova se mostrava eu
sorria com a sua sorte num misto de felicidade e de esperança.
O que importa se os meus olhos penduram das órbitas e se o
meu sorriso amarela, o que importa?
Estou cansado, mas estou feliz. Não me preocupa se a minha
alma chora, ela é como as crianças chora por tudo e até por
nada. Cesse o meu pranto com a sua presença. Corra ao meu

encontro e se faça em mim. Jogue-se nos meus braços, mas
não me acorde porque estou sonhando agora.

silvioafonso

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.