segunda-feira, 25 de junho de 2007

CARINHOS DA TERRA.

Esta é a mulher que nasceu nos meus sonhos. A mulher que é mãe e filha. Mulher que trabalha, que ri e chora.
Que vive de músicas, versos e se deixa amar. Essa é a mulher que me tira do cesto onde vivem as serpentes. Que distribui carinhos como a terra permite o manso riacho
manter a vida de quem tem sede, deixar fértil e bonita a plantação. Tenho a alegre esperança refletidas nos meus
olhos e assim eu beijo o rosto dela, sem perder a ambição de ser beijado, então.
silvioafonso

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Diga o que quiser do jeito que você souber.




.